terça-feira, 30 de julho de 2013

Acidente com trem na Espanha

Francisco José Garzón Amo, maquinista do trem que descarrilou próximo à estação da capital galega na última quarta-feira, reconheceu perante o juiz Luis Aláez que na noite do acidente estava distraído a ponto de nem sequer saber onde se encontrava.

Fontes próximas ao caso informaram à agência EFE que o maquinista do trem, acusado pelo homicídio de 79 mortos e por vários delitos de lesão corporal, todos cometidos por imprudência profissional, reconheceu que estava mais do que o dobro da velocidade permitida na curva de La Grandeira, cujo limite é de 80 km/h.

O maquinista afirmou também que não havia percebido que já se aproximava deste ponto do percurso e, quando tentou frear, já era demais tarde.Amo testemunhou ontem durante cerca de duas horas e concordou que não houve falha técnica e nem problemas nas condições do veículo ou dos trilhos, mas sim um "erro humano", uma distração.

Fonte: EFE e Terra
_____________________Revista Eletrônica Transportes Sobre Trilhos - O Futuro da Mobilidade - RETT_____________________
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...