terça-feira, 13 de dezembro de 2016

VLT do Rio de Janeiro um Show de Tecnologia - Alstom

O Rio sobre trilhos, até 2017, os usuários deverão passar de 2 milhões nos dias úteis com a entrada em operação do VLT Carioca (300 mil) e da Linha 4 do Metrô — outros 300 mil usuários entre a Barra da Tijuca e a Zona Sul.


— Mesmo com o que foi gasto, no futuro outros investimentos terão que ser negociados com o estado. Hoje, temos limitações para aumentar a oferta de lugares. Parte dos dormentes ainda é de madeira. As vias também precisariam ser segregadas para permitir uma velocidade comercial maior. Hoje, em vários pontos, os trens têm que circular em velocidade mais baixa ao atravessar passagens de nível, muitas delas clandestinas — diz Gustavo Guerra, presidente da Odebrecht Mobilidade, controladora da SuperVia.

Por sua vez, no metrô, obras permitiram a conexão das linhas 1 e 2, abrindo caminho para uso mais racional da frota. Além disso, duas novas estações foram inauguradas (Cidade Nova e Uruguai). Até mesmo o caótico trânsito do Rio, que nos últimos anos piorou com a realização de várias obras simultâneas, favoreceu o transporte de massa. De 2013 para 2014, o número de usuários diários desse serviço saltou de 690 mil para 815 mil (18,11% a mais). Fonte: ANP Trilhos/VLT Carioca



_____________________Revista Eletrônica Transportes Sobre Trilhos - O Futuro da Mobilidade - RETT_____________________
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...