quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Trem Expresso Pai da Aviação

A Oscip Amigos do Trem tem trabalhado incansavelmente para trazer de volta para população mais uma possibilidade de turismo, utilizando o mesmo Material Rodante da foto abaixo, uma Automotriz Litorina Budd, que está em fase de recuperação final e testes.

Com muito trabalho dos integrantes será possível alavancar o turismo na Zona da Mata Mineira e depois quem sabe para os demais estados.
A Oscip já conseguiu a Autorização de Circulação da ANTT, graças a um trabalho sério dos integrantes da Oscip, técnicos e engenheiros do setor metroferroviário.
Uma das cidades onde o Trem Expresso Pai da Aviação passará é a cidade Ewbank da Câmara-MG.

Como infraestrutura ao turismo e lazer, o município conta com dois hotéis para hospedagem, sendo um hotel fazenda e seis estabelecimentos para alimentação: dois restaurantes, um fast-food e dois bares. O calendário de eventos do Município dá destaque para a festa de Santo Antônio, comemorada em 13 de junho e o aniversário da cidade, comemorado em 30 de dezembro.

Trecho da Estrada Real
Localizada no morro atrás da Estação Ferroviária e do campo de futebol. Atravessa a cidade de Ewbank da Câmara. Faz parte do circuito da Estrada Real, antigo caminho trilhado pelos bandeirantes para circulação do ouro entre as cidades de Ouro Preto e Rio de Janeiro. Este trecho foi recentemente catalogado pelo Instituto Estrada Real.

ALL leva engenheiros aos trilhos

O engenheiro de produção Aender Guerra, hoje gerente de tecnologia e serviços de via permanente, fez parte da primeira turma e destaca, como principais vantagens, o conhecimento da companhia como um todo e a interação com os professores do Cepefer, que também são gestores de negócios. "Além do convívio com os funcionários mais experientes da ALL, recebemos profissionais gabaritados de todo o país. Essa troca aumenta nossa capacidade crítica em relação à empresa e nos dá subsídios para propormos soluções diferenciadas, tema da monografia de conclusão do curso", diz.




A exemplo de grande parte das empresas brasileiras, a América Latina Logística (ALL) enfrenta dificuldade no momento de preencher as vagas de engenheiro ferroviário. Por isso, a empresa criou um curso lato sensu de pós-graduação na área, em parceria com o Centro de Pesquisa e Estudos Ferroviários (Cepefer) e a Universidade Positivo. Criada em 2009, a especialização foi inclusive reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).
Ministrada em Curitiba (PR), nas instalações da universidade corporativa da ALL, a pós integra o conhecimento ligado aos sistemas de infraestrutura logística ferroviários e preenche uma lacuna na carência de formação dos profissionais - no Brasil, não há graduação em engenharia ferroviária. "Os cursos superiores abordam a ferrovia de forma dispersa. Nosso objetivo é dar formação conjunta, qualificada e específica para esses jovens ingressarem na base da sucessão operacional da companhia", destaca a diretora de Recursos Humanos, Melissa Werneck.
Com duração de um ano, o programa, gratuito, divide-se em um trimestre de teoria e o restante, em aulas em campo com supervisão dos especialistas internos e do Cepefer. As turmas - com 30 engenheiros de diversas especialidades - são formadas por recém-formados que se destacam no programa de estágio da ALL e pelos trainees que passaram por um processo seletivo. Todos os participantes são contratados. A empresa investe R$ 3,5 milhões por ano na pós.
08/09/2011 - Valor Econômico