domingo, 31 de maio de 2015

Bondes em Budapeste - Hungria

A capital húngara de Budapeste fez algo literalmente brilhante, nos meses de dezembro e janeiro, muitas cidades ao redor do mundo ganham iluminações especiais por conta dos feriados de fim de ano, mas tem uma que chama muito a atenção. 

A decoração incrível que é feita em Budapeste faz com que os bondes pareçam máquinas do tempo. Os bondes são cobertos por mais de 30.000 luzes de LED, e o efeito é magnífico. Fonte: Fotografia Descubra as Máquinas




sexta-feira, 29 de maio de 2015

Primeiro VLT do Rio de Janeiro vai chegar em junho da França

A primeira composição do VLT do Centro do Rio chega no mês que vem. Ao todo, cinco trens estão sendo feitos na França. Os outros 23 serão produzidos na fábrica da Alstom, em Taubaté (SP).

Cada composição levará cerca de 420 passageiros e não passará de uma velocidade média de 15 km/h, apesar de o veículo chegar a 50 km/h.

De acordo com o Secretário Municipal de Concessões e Parcerias Público Privadas, Jorge Arraes, quando todo o sistema estiver funcionando, vai sobrar pouco ônibus.

“A ideia é reduzir em 80% o número de coletivos que passam no Centro. A maioria vai integrar em terminais fora da zona central”, explica Arraes.Fonte: Metro Jornal Publicada em: 27/05/2015

Foto: Paulo Bastos

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Kassab garante que projeto do Metrô de Niterói no Rio de Janeiro não foi abandonado

A implantação da Linha 3 do metrô, que ligará Itaboraí, São Gonçalo e Niterói, na região metropolitana do Rio, é uma prioridade para o Ministério das Cidades. A decisão foi comunicada hoje (25), pelo ministro Gilberto Kassab, durante uma reunião com o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves.

“O ministério não abandonou a ideia do Metrô. Continua trabalhando com a hipótese de financiar, apoiar a construção da Linha 3 do metrô, o que mudaria de uma maneira muito expressiva a qualidade da mobilidade e do transporte na cidade de Niterói”, disse o ministro após o encontro no Solar do Jambeiro, no bairro do Ingá, em Niterói. Para o prefeito, recuar da proposta da Linha 3 do metrô é um equívoco. 


Quanto a outros investimentos, o ministro garantiu que o ajuste fiscal não provocará interrupção nos programas desenvolvidos na cidade pelo ministério. Ele explicou que todos os projetos estão sendo analisados e alguns já estão sendo feitos em Niterói. “Posso afirmar a vocês que não haverá, por conta do ajuste econômico, a interrupção de nenhum programa, nenhum projeto, nenhum estudo no Ministério das Cidades, no que diz respeito à cidade de Niterói, [como o Programa] Minha Casa, Minha Vida, [projetos] no campo da mobilidade e [obras] na área de encostas”, esclareceu.

Segundo Kassab, o prefeito Rodrigo Neves reforçou hoje o pedido que tinha feito no início da gestão para que o ministério ampliasse o apoio às obras em áreas de encostas. Os investimentos estão estimados, de acordo com o ministro, em R$ 123 milhões. “Essa análise acontece e, muito possivelmente, no início do segundo semestre terá uma decisão final. Conta com nosso apoio para que possa ter os recursos do governo federal e, com isso, Niterói possa virar a página no que foi uma tragédia na sua história.”

Entre os locais que serão beneficiados com as obras de contenção de encostas estão o bairro de Santa Rosa, Fonseca e Cubango; e os morros do Estado, da Biquinha e do Céu. Fonte: Agência Brasil
Publicada em:: 25/05/2015

domingo, 24 de maio de 2015

Trem de Machu Picchu - Peru

Viagem espetacular começa em Cusco a antiga capital do império Inca, e você irá através do espetacular vale do Urubamba para Machu Picchu, que está localizada a 11 mil metros acima do nível mar, no cume de uma montanha na região de Cusco.

A Magnífica cidade perdida dos Incas, Machu Picchu sem dúvidas está na lista de todos os viajantes de todo o mundo, e um dos lugares imperdíveis, que cada pessoa deve visitar uma vez na vida.

Uma viagem emocionante, incrivelmente bela e mística sem dúvidas. Tudo começa em Cusco que uma vez que foi o epicentro do império Inca, depois de você tiver explorado a cidade é cheia de arquiteturas, indígenas incas e espanholas. Então depois você estará pronto para conhecer Machu Picchu.

terça-feira, 19 de maio de 2015

O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, e a presidente Dilma Rousseff anunciaram fundo de US$ 50 bi com banco chinês e ferrovia até o Pacífico

Fundo será financiado completamente pelo Banco Industrial e Comercial da China (ICBC), mas ambos os bancos precisam estabelecer o marco regulatório para tomar decisões sobre os projetos, garantiram fontes brasileiras à Reuters; os governos concordaram que o fundo financiará uma linha ferroviária que irá da costa brasileira no oceano Atlântico até a costa peruana no Pacífico a fim de reduzir os custos de exportações para a China.


A Caixa Econômica Federal e o Banco Industrial e Comercial da China (ICBC) criarão um fundo para investimentos em infraestrutura no Brasil de 50 bilhões de dólares, disseram nesta quarta-feira duas fontes do governo com conhecimento do tema.

O fundo será financiado completamente pelo ICBC, mas ambos os bancos precisam estabelecer o marco regulatório para tomar decisões sobre os projetos, garantiram as fontes brasileiras, que pediram para não ser identificadas.

O plano será oficialmente anunciado quando o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, visitar o Brasil na semana que vem, acrescentaram.

Os governos concordaram que o fundo financiará uma linha ferroviária que irá da costa brasileira no oceano Atlântico até a costa peruana no Pacífico a fim de reduzir os custos de exportações para a China, afirmou uma das fontes.

O fundo também financiará um empreendimento conjunto para produzir aço no Brasil.

Em janeiro, o presidente chinês, Xi Jinping, se comprometeu com 250 bilhões de dólares em investimentos na América Latina durante os próximos 10 anos, como parte das tentativas do gigante asiático, ávido por recursos naturais, de ganhar terreno numa região que durante um longo tempo foi influenciada pelos Estados Unidos.

No ano passado, China e Brasil concordaram com um financiamento de 7,5 bilhões de dólares para a mineradora Vale e a compra de 60 aeronaves de passageiros da Embraer. Fonte: Reuters

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Metrô de Moscou completa 80 anos - Palácio Subterrâneo

Com paredes de mármore, teto alto, candelabros majestosos, mosaicos e milhares de esculturas e decorações em alto-relevo, o metrô moscovita - conhecido como "palácio subterrâneo" - completa 80 anos nesta sexta-feira. Rede moscovita tem 196 estações, em doze linhas

A rede moscovita conta com 196 estações, distribuídas em doze linhas que percorrem 327,5 km e realiza 6,73 milhões de viagens por dia. O de São Paulo, para efeitos de comparação, tem 74 km de extensão.


A extravagância foi ideia do então líder soviético Josef Stalin e tinha uma função político-ideológica – relembrar aos usuários, na maioria proletariados, que o Partido Comunista estava fazendo algo para a população, em retorno pelo seu esforço durante a União Soviética.

Stalin ordenou que os arquitetos e artistas do metrô criassem uma estrutura que se destacasse pelo "brilho" e indicasse um "futuro radiante". O metrô é hoje um dos principais pontos turísticos da cidade.

Estação Novoslabodskaya; extravagância foi ideia do então líder soviético Josef Stalin


E o sistema de transporte metropolitano chama a atenção não somente pela suntuosidade, mas também pela eficiência. A média de espera pelo metrô é de somente 90 segundos, caindo para menos de 60 segundos no horário do rush. E, se tudo isso não fosse suficiente, o metrô oferece ainda wifi gratuito, com fácil acesso em russo ou em inglês.

Metrô não fica alheio a polêmicas - inclusive sobre a voz nos alto-falantes

Projeto passa por obras de expansão

O metrô russo, no entanto, não está alheio a polêmicas. Em 2009, após a restauração da estação de Kurskaya, no centro da cidade, uma homenagem a Stalin foi colocada mais uma vez na parede do metrô. "Stalin nos criou na lealdade ao povo, nos inspirou ao trabalho e ao heroísmo" – reza a frase, que havia sido retirada nos anos 50. Apesar das críticas, a frase foi mantida.

Outro assunto que costuma gerar certa discussão em Moscou é a voz usada nos alto-falantes do sistema de transporte. Nas linhas radiais, os alto-falantes que anunciam as estações usam uma voz masculina no sentido centro e uma voz feminina no sentido periferia. A controversa ideia é de que é melhor ter uma voz feminina quando os trabalhadores voltam para casa e uma voz masculina quando vão ao trabalho.


Plano de expansão

O prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, anunciou no fim do ano passado que uma segunda linha circular estará completamente em operação até o final desta década, com 28 novas estações e 58 km de trilhos. Parte desta nova linha será aberta em 2016. O custo total do projeto é de 300 bilhões de rublos (R$ 18 bilhões).

São realizadas 6,73 milhões de viagens por dia no metrô moscovita

Moscou tem uma linha circular e onze linhas radiais. Para fazer qualquer transferência entre as linhas radiais, o passageiro precisa ir até o centro e depois seguir na nova linha radial. A construção de uma segunda linha circular pretende descongestionar o metrô no centro de Moscou e diminuir o tempo de deslocamento. O design da nova linha ficará a cargo de uma firma italiana de decoração de interiores.

Quando a segunda linha circular estiver pronta, a Prefeitura de Moscou estima que apenas 7% dos residentes de Moscou viverão longe de alguma linha de metrô (hoje, este número é de 22%).

Em comemoração ao aniversário, o metrô ganhou de presente um novo trem, com design e decoração temáticas contando a história de um dos símbolos da capital russa. O novo trem tem oito vagões, cada um representando uma década. E o primeiro vagão está pintado de vermelho, em homenagem à cor da primeira linha.

O Metrô é considerado o mais bonito do mundo, Moscou tem uma linha circular e onze linhas radiais. Fonte: BBC Brasil Publicada em:: 15/05/2015

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Megaferrovia unirá oceanos - Brasil

A presidente Dilma Rousseff avisou a auxiliares que espera tratamento de estrela para o anúncio da megaferrovia que vai ligar os Oceanos Pacífico e Atlântico, cruzando o Brasil e o Peru.

A obra negociada com apoio chinês e estimada em R$ 30 bilhões é aquela que, na opinião da presidente, tem maior potencial para puxar uma agenda positiva em meio à crise. O Brasil gasta até dez vezes mais do que os norte americanos no transporte da soja até a China. Ganharemos muito em competitividade.


Trem metropolitano do Porto - Portugal

A CP também opera trens cargueiros em toda a sua malha, sendo que os principais produtos transportados são carvão e containers. Há também uma outra empresa ferroviária em Portugal, a Fertagus, que opera a ligação metropolitana entre Lisboa e Sétubal, no Sul. No detalhe a belíssima Estação Oriente, construída pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava.


Trens regionais e intermunicipais em Portugal

A principal rede ferroviária de Portugal é composta dos seguintes trens regionais e intermunicipais:
Os trens regionais e interregionais são usados ​​para curtas distâncias e fazem paradas frequentes. Eles complementam os serviços de longa distância, conectando destinos regionais a grandes cidades, como Lisboa e Porto. Os trens Intercidades (InterCity) conectam todas as principais cidades de Portugal. São mais rápidos que os trens regionais e fazem menos paradas. Os trens diários Urbanos operam nas grandes cidades de Portugal - Lisboa e Porto e em suas áreas. Fonte: CP

domingo, 3 de maio de 2015

Trem série E657 utilizado para operar serviços Super Hitachi na linha JR Joban - Japão

A série E657  é um dual-tensão AC/DC unidade múltipla elétrica (UEM), trem operado pela East Japan Railway Company (JR East) no Japão em Express Limited serviços entre Ueno em Tóquio e Iwaki na linha Joban desde março de 2012.

Os trens substituíram a série 651 e E653 series EMU anteriormente usado em Super Hitachi e Hitachi, em limitados serviços expressos na linha Joban. O primeiro trem em serviço comercial iniciou-se em 3 de março de 2012, sob a forma de um retorno especial Hula Girl limitado serviço expresso entre Ueno e Iwaki. Apesar de lembrar um trem de alta velocidade, atinge uma velocidade máxima de 130 km/h.