terça-feira, 24 de maio de 2016

Teste de Trem de Metrô para Barra da Tijuca - Linha 4

Teste de trem do Metrô Rio passando entre Ipanema e Barra no fim de semana. Foi a passagem do primeiro carro do metrô no chamado eixo olímpico da nova linha 4. O trem saiu da estação General Osório, passou pelas estações Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, São Conrado/Rocinha, e chegou até a estação multimodal Jardim Oceânico, na Barra.


A Linha 4 do metrô vai integrar regiões do Rio e levar qualidade de vida a milhares de cidadãos. Mais de 300 mil pessoas por dia vão usar a nova linha e, de acordo com estudos, cerca de 2 mil veículos por hora/pico deixarão de circular na cidade. Fonte: Governo do Estado


sábado, 21 de maio de 2016

Trens noturnos - Suécia

Trens noturnos suecos. Viaje na Escandinávia e descubra Malmo, Gotemburgo, Kiruna, Narvik e Estocolmo. Os trens noturnos suecos são operados pela SJ, a companhia ferroviária nacional da Suécia. O trem noturno SJ é um dos trens mais modernos da Europa, com vagões arejados e bem iluminados, caracteristicamente escandinavos.


Todos os trens noturnos SJ têm instalações de refeição. Sua excelente comida e vinho são especialmente selecionados de acordo com as estações do ano. Durante a noite, você pode passar um momento agradável no cinema a bordo. Trata-se de um auditório com telão e 21 lugares, mostrando dois filmes por noite até às 23h. Há também um bistrô no vagão ao lado. Com os trens noturnos na Suécia, você pode viajar para o norte do país para visitar Luleå, Kiruna e Narvik. Depois de uma aconchegante e confortável noite de sono você vai acordar para descobrir esses lugares quase virgens e amplas paisagens. Fonte: Rail Europe

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Portugal tem interesse nos trens de passageiros entre Lisboa e Badajoz

Portugal tem interesse no trem de passageiros entre Lisboa e Badajoz. O governo socialista de António Costa abre a porta para os trens de passageiros que podem voltar a utilizar a linha que liga a capital Portuguesa com a borda de Caya, embora este trecho foi originalmente concebido para o transporte de mercadorias.


A informação foi publicada ontem pelo jornal Português Público e foi confirmada hoje por fontes do Ministério do Planeamento e Infra-estrutura Português. Segundo estas fontes, a intenção do Governo Português é que, uma vez concluída a construção da estrada entre Évora e Caia, um operador ofereça o serviço de transporte de passageiros. As duas empresas que poderiam executar esta tarefa seria a Renfe e Comboios de Portugal. Fonte: HOY


terça-feira, 17 de maio de 2016

Comboios de Portugal - CP

A CP E.P.E. é uma entidade pública empresarial detida a 100% pelo Estado. Como agente ativo da sociedade, a CP assume a responsabilidade de contribuir para o desenvolvimento económico e para a coesão social do país e dos seus cidadãos, através de um bom desempenho da sua atividade comercial.

Com cerca de 112 milhões (em 2015) de passageiros transportados por ano, a CP é uma das mais representativas empresas portuguesas e a maior empresa de transportes terrestres a operar em Portugal. Foto: Silvério Borges/Fonte: CP



quarta-feira, 11 de maio de 2016

Trens BNSF tecnologia de força

Hoje a BNSF Railway é o produto de quase 400 diferentes linhas ferroviárias que se fundiram ou foram adquiridos ao longo de 160 anos. Enquanto muitas ferrovias diferentes combinadas para formar BNSF, as pessoas que trabalhavam nessas ferrovias compartilharam muitas características.

As pessoas que construíram com a BNSF eram e continuam a ser uma força única, combinando a visão de futuro de sonhadores com o pragmatismo de líderes de negócios orientados para resultados. Esta herança desempenhou um papel central na resolução e crescente oeste americano, e hoje, a BNSF continua a ter um impacto significativo na satisfação do transporte ferroviário de cargas. Fonte: BNSF Foto: Bonpic




domingo, 8 de maio de 2016

Locomotivas do Passado

A mineração foi o motor da economia europeia no começo do século 19. O carvão era a matéria-prima para o aquecimento da casas, já que as cidades cresciam sem parar e para as máquinas a vapor. Para transportar quantidades cada vez maiores de carvão, colocou-se uma máquina de tração sobre trilhos. O diretor técnico do Museu Ferroviário de Bochum-Dalhausen, Thomas Huhn, explica que os trilhos sempre foram usados na mineração, só que os vagões eram puxados por cavalos. O construtor galês Richard Trevithick foi o inventor do "cavalo mecânico", que podia fazer mais força, sem nunca se cansar. Um cavalo com a força baseada na já então famosa invenção de James Watt, a máquina a vapor. Fonte: Eisenbahn 

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Via Rail - Canadá

Durante o período colonial, o vasto território canadense era ainda inabitado. As condições de vida eram difíceis e os meios de transporte ainda muito escassos. Rigorosos invernos tornavam viagens praticamente impossíveis, deixando algumas vilas do Canadá isoladas por meses a fio. Para garantir que o país se desenvolvesse, uma ferrovia precisou ser construída e acabou modificando todo o curso da história do Canadá e da América do Norte.


No século XIX, toda a América do Norte passou por grandes transformações. Os imigrantes, especialmente europeus, chegavam para povoar a região e cidades surgiam por todos os cantos. Locomotivas substituíram cavalos enquanto carroças gradualmente deram lugar a automóveis e trens. De repente, viajar pelo Canadá tornou-se muito mais fácil.

Mas a grande mudança na história do Canadá aconteceu em 1836, quando o primeiro trem público começou a trafegar entre Saint Jean Sur e La Prairie, perto de Montreal, e impulsionou o crescimento do país em todos os sentidos. Trens passaram a transportar passageiros e mercadorias por todo o continente e cidades evoluíram em torno das estações de trem. Fábricas e indústrias surgiram em cidades como Montreal, Toronto e Vancouver. O Canadá estava com tudo!

Ao longo dos anos, automóveis e aviões tornaram-se cada vez mais acessíveis e a malha ferroviária canadense também passou por uma grande evolução. Em 1852, a Gran Trunk Railway Company, considerada a maior empresa canadense por décadas, foi fundada em Montreal e, no ano seguinte, a primeira ferrovia “transfronteiriça” da América do Norte foi inaugurada. Anos depois, em 1881, a Canadian Pacific Railway Company foi fundada também na cidade de Montreal.

Mas foi no ano de 1977 que o Governo do Canadá, com o objetivo de oferecer aos canadenses um meio de transporte público confiável, eficiente e responsável do ponto de vista ambiental, criou a VIA Rail. Atualmente, reconhecida como uma das empresas de transporte mais confiáveis e prósperas de todo o país, a VIA Rail Canadá opera mais de 500 trens por semana em 12.500 quilômetros de ferrovias, servindo 450 comunidades em todo o Canadá. Fonte: Via Rail