segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Expansão Ferroviária - Inovação 2019

Uma frota de cerca de 75 ônibus que executam centenas de serviços por dia será necessária para substituir a ferrovia Epping a Chatswood por mais de meio ano, quando estiver fechada para obras para prepará-la para a ligação ferroviária ao noroeste.

O governo do estado confirmou que planeja fechar a linha Epping para Chatswood, que abriu em 2009, por sete meses, do final de 2018 até o início de 2019.


Estima-se que 14.000 pessoas por dia precisarão usar ônibus de substituição em estradas já lotadas durante esse período, antes que a linha de trem seja reaberta com trens mais freqüentes, porém menores, operando na ligação ferroviária noroeste.

A Fairfax Media havia relatado anteriormente especulações da indústria de que a linha poderia ser fechada até seis meses para que as obras fossem realizadas. Fonte: The SMH Austrália


domingo, 23 de dezembro de 2018

Chinesa BYD assumirá fabricação do monotrilho

Conhecida principalmente por ser a maior fabricante de baterias de íon de lítio do mundo, a empresa chinesa BYD (da sigla Build Your Dreams, construa seus sonhos) assumirá a fabricação do monotrilho da Linha 17-Ouro do Metrô de São Paulo. A informação foi revelada nesta sexta-feira pela colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de São Paulo, e confirmada ao site pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos.


Hoje o trabalho de construir os trens e também instalar sistemas de sinalização e de operação das portas de plataforma está a cargo da fabricante Scomi, da Malásia, mas a empresa desistiu de participar do projeto, que está anos atrasados e cujos sócios no consórcio Monotrilho Integração, as construtoras Andrade Gutierrez e CR Almeida, brigam na Justiça para deixar a obra.

A nota da colunista, no entanto, traz uma informação errada ao atribuir à CPTM a decisão de “assinar um contrato” com a nova empresa quando na verdade se trata de um projeto do Metrô e cuja operação será repassada à Via Mobilidade, que hoje está à frente da Linha 5-Lilás. O site consultou a BYD no Brasil e na China mas até agora não teve respostas. Já a STM afirmou por telefone que mais detalhes do negócio serão revelados em breve.

Gigante das baterias de íon de lítio

A BYD é uma gigante chinesa que atua mais fortemente no transporte coletivo sempre focada na propulsão elétrica. Inclusive, a empresa entregou ônibus elétricos para a prefeitura de São Paulo recentemente e tem aos poucos ampliado sua presença no Brasil e no mundo. Seu proprietário Wang Chuanfu já foi o homem mais rico do mundo e tem como um dos sócios o americano Warren Buffet, megainvestidor conhecido por participar de várias grandes empresas.

A entrada no ramo dos monotrilhos, no entanto, é recente. A BYD lançou seu projeto de monotrilho em 2016 e o batizou de Skyrail. Trata-se de um trem de linhas modernas e aerodinâmicas e que está funcionando numa linha “protótipo” em Shenzen, na China. A empresa já oferece o monotrilho em várias cidades do mundo incluindo os Estados Unidos, onde teria demonstrado interesses de cidades como Nova York.

No Brasil, a BYD fechou contrato com o governo da Bahia para construir um monotrilho que terá um trecho sobre o mar num antigo trecho de trem de subúrbio. Serão 20 km e 22 estações ao todo. Fonte: CPTM


terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Centro Integrado de Operação e Manutenção - VLT Rio

Centro Integrado de Operação e Manutenção - CIOM, é o local onde acontecem as manutenções e lavagens das composições para estarem cem por cento prontas para atender os usuários. No CIOM, o VLT capta energia através das catenárias para se deslocar. Já nas ruas, a captação acontece pelo sistema APS, alimentação pelo solo.


O VLT Carioca passou a integrar o dia a dia de quem circula no Centro. Inspirado nos bondes que deixaram as ruas nos anos 1960, o sistema faz a conexão entre os diversos pontos de chegada à região central de forma mais ágil e sustentável. O Centro de volta aos trilhos como parte de uma reconstrução. Da reocupação do espaço urbano, da melhoria da mobilidade, do carioca conhecendo e reconhecendo áreas de cultura e lazer. Como parte da operação Porto Maravilha, os bairros da Saúde, Gamboa e Santo Cristo ganham novos serviços sem perder sua história e se reintegram à dinâmica da cidade.

O VLT é parte fundamental dessa trajetória. Pelos trilhos do bonde contemporâneo, hoje é possível não só percorrer os principais pontos do Centro e Região Portuária, mas também estar próximo a trens, metrô, barcas, porto, ônibus e aeroporto Santos Dumont, além de teatros, museus e todo o polo de negócios e entretenimento local.

E isso é feito longe do trânsito, sem barulho, sem combustíveis fósseis e com mais qualidade de vida. Com o VLT, as definições de confiança foram atualizadas. Um modelo de pagamento inédito, que aposta na prestação de um bom serviço aliado à fiscalização baseada na orientação, e que se provou sucesso tanto entre cariocas quanto visitantes.

Essa história começou em 2012, ainda com as primeiras intervenções que prepararam a Região Portuária para receber o sistema. E segue sendo escrita diariamente, em cada viagem e com cada passageiro que segue seu caminho com o VLT. Fonte: VLT Carioca


domingo, 9 de dezembro de 2018

Locomotivas Vossloh

A locomotiva da família Vossloh Locomotives, composta por três e quatro eixos industriais, manobra e locomotivas principais - é aprovada e utilizada com sucesso em muitos países europeus. Os clientes podem escolher entre uma ampla gama, dependendo da sua preferência no que se refere a tração, ao peso e à movimentação diesel-hidráulica ou diesel-elétrica. Esta estratégia modular caracteriza-se por uma componente comum de alta qualidade, que garante que os veículos sejam fáceis de servir e possam ser adaptados aos desenvolvimentos tecnológicos.


Um aspecto fundamental é a oferta de financiamento, bem como todos os serviços necessários relacionados à tração do diesel no transporte ferroviário. Os clientes podem escolher entre uma oferta abrangente de serviços no local, manutenção pesada, bem como contratos de serviços completos ou contratos de fornecimento de peças sobressalentes. A Vossloh Locomotives tem sua própria rede de serviços europeia, que é apoiada por oficinas de parceiros. Fonte: Vossloh

domingo, 2 de dezembro de 2018

Estação World Trade Center

A Estação PATH do World Trade Center foi originalmente inaugurada em 19 de julho 1909 como Terminal Hudson. Quando o Terminal Hudson foi demolido para abrir caminho para o World Trade Center, uma nova estação foi construída, inaugurada em 1971. Esta estação serviu de terminal para as linhas Newark-World Trade Center e Hoboken-World Trade Center até que foi destruída durante os ataques de 11 de setembro de 2001. 


A estação foi reconstruída em uma estrutura temporária que foi inaugurada em 23 de novembro de 2003. A estação projetada por Santiago Calatrava, ganhou novo nome World Trade Hub Transportation Center, uma estação metroferroviária. Fonte: Capitalnewyork


quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Trem de Offenburg para Konstanz - Rota da Floresta Negra

A Rota da Floresta Negra é muito conhecida, afinal as paisagens são deslumbrantes. A Floresta Negra (Schwarzwald em alemão) é uma cordilheira do sudoeste da Alemanha, atravessada pela linha divisória de águas entre o Oceano Atlântico e o Mar Negro. Sua linha ferroviária percorre 150 km de paisagens memoráveis entre Offenburg e Konstanz, passando por túneis, florestas de pinheiros e árvores de galhos escuros. Fonte: Divulgação


A Floresta Negra é uma cordilheira do sudoeste da Alemanha, no estado de Baden-Württemberg. Ela é separada pelo vale do Reno do maciço dos Vosges, de que retoma a forma triangular e o tipo de relevo, mais elevado ao sul. O ponto culminante é o Feldberg, que atinge 1493 metros.

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Trem VLT vai operar em Brasília/Valparaíso - A nova linha tem como base trilhos já utilizados por trens de cargas

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos confirmou, em nota, que trens de João Pessoa e de Natal, capital do Rio Grande do Norte, serão levados para compor uma linha de Veículos Leves Sobre Trilhos (VLT) em Brasília. A promessa é que, em breve, as duas cidades nordestinas receberão cinco novos trens, cada uma. 


A assessoria da CBTU paraibana informou que um trem deve ser levado e que não há prazo para a devolução, enquanto a representação nacional garantiu que os veículos serão devolvidos, mas também desconhece uma data limite. Confira nota:

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos vai dar início a uma nova operação de transporte de passageiros no país. Brasília deverá ganhar ainda este ano uma linha de VLT de 45 km, conectando a cidade de Valparaíso, em Goiás, até a estação rodoferroviária, na capital. A medida, que atende determinação do Ministério das Cidades, potencializa a capacidade de mobilidade e integração modal na região.

Durante os primeiros seis meses, o sistema funcionará em caráter experimental, utilizando dois trens. As composições serão transferidas de Natal e João Pessoa, onde a CBTU também responde pela operação ferroviária urbana. Os dois municípios estão prestes a receber cinco novos trens, cada, já encomendados pela Companhia. 

A nova linha tem como base trilhos já utilizados por trens de cargas, e que agora atenderão à população local. Após o final do período experimental, o trecho deverá receber trens do atual sistema de VLT de Fortaleza, compatíveis com a ferrovia brasiliense. Fonte: paraiba.com.br


quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Plasser & Theurer SSP 110 SW

Plasser & Theurer é um dos principais fabricantes do mundo de máquinas de manutenção ferroviária. Plasser & Theurer produz máquinas individuais e conjuntos completos para todos os cinco continentes do mundo, também influenciam o desenvolvimento da tecnologia, especialmente agora, quando os critérios econômicos mais rigorosos determinam o tom e pressão, a concorrência é cada vez maior. 




Os benefícios da organização da empresa, com o seu pessoal altamente qualificados tornam-se visíveis. Enquanto o progresso está do nosso lado, todos os desafios podem ser enfrentados. Fonte: Plasser & Theurer

domingo, 28 de outubro de 2018

CP 162 anos - 28 de Outubro de 2018 - Portugal

O princípio do caminho de ferro em Portugal, inaugurado em 28 de outubro 1856, foi um dos mais importantes acontecimentos da época. Desde lá, muitos são os marcos que assinala na história dos transportes – de um projeto inicial para ligação ferroviária ao Porto e à fronteira de Badajoz, alçou-se numa verdadeira rede ferroviária, com ligações internas e externas, em muito contribuindo para o desenvolvimento do País e sua aproximação à Europa.


Inspire-se nos nossos roteiros e venha fazer parte da nossa História. Serviços CP: Comboios Urbanos de Lisboa | Comboios Urbanos do Porto | Comboios Urbanos de Coimbra 

A CP é uma entidade pública empresarial detida a 100% pelo Estado.

Como agente ativo da sociedade, a CP assume a responsabilidade de contribuir para o desenvolvimento econômico e para a coesão social do país e dos seus cidadãos, através de um bom desempenho da sua atividade comercial. Comemore os 162 anos, no aniversário dos Comboios em Portugal, em 28 de outubro de 2018.

Com cerca de 122 milhões (em 2017) de passageiros transportados por ano, a CP é uma das mais representativas empresas portuguesas e a maior empresa de transportes terrestres a operar em Portugal. Fonte: CP


sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Trem Funicular

O funicular de Chiaia liga a Piazza Amedeo à Via Cimarosa, em Vomero. Este funicular foi o primeiro a ser lançado em Nápoles, em 15 de outubro de 1889. No início, os dois motores estavam em funcionamento. Logo os motores acabou ficaram obsoletos para as viagens, por isso foi decidido prosseguir com a eletrificação de toda a planta e a instalação de novos motores elétricos. A nova fábrica foi inaugurada em 27 de fevereiro de 1900. Em 1976 começam as obras de modernização da fábrica. O Funicular reabriu ao público em 22 de setembro de 1977, mas o trabalho continuou até 2004, quando toda a usina voltou a funcionar após um cuidadoso e refinado restyling das estações e dos vagões.



terça-feira, 23 de outubro de 2018

APT 1500 R Robô de solda ferroviário totalmente automático

Os representantes presentes dos departamentos de soldagem de DB-Netz e DB-Bahnbaugruppe mostraram um total de 66 soldas de alta qualidade. O robô atuou em uma seção de 5,8 km de comprimento, enquanto equalizou a temperatura ao mesmo tempo. Um total de 52 soldas ferroviárias e 14 soldas de encerramento foram realizadas. A solda de fechamento é uma característica firme do robô de solda recém desenvolvido. O trilho de dispositivo de tracção com uma força de tração de 1500 kN está integrado na cabeça de soldadura da APT 1500 RA.


O robô de solda trabalha de forma totalmente automática, sem intervenção manual. Os trilhos a serem soldados são levantados automaticamente para a cabeça de soldadura, colocado em posição com a ajuda da centragem automática de altura e funcionando de alinhamento da borda. Todo o processo de soldagem é supervisionada constantemente por um sistema de medições especiais. Fonte: TrainsHigh






domingo, 21 de outubro de 2018

Stazione Reggio Mediopadana

Stazione Reggio Mediopadana é a única parada no serviço de trem de alta velocidade entre Milão e Bolonha. O planejamento e o desenvolvimento do projeto levaram em conta que a estação ferroviária servirá uma área muito maior do que apenas a cidade de Reggio Emilia, com o número de usuários potenciais estimados em 2 milhões.


O piso abaixo do nível da plataforma acomoda várias áreas de serviço da estação: uma área de passageiros com unidades comerciais relevantes, uma área de acesso a trens regionais e uma área com armazéns, depósitos e instalações sanitárias. Quatro escadas rolantes levam ao nível da plataforma em ambos os lados, enquanto dois elevadores panorâmicos estão localizados no meio da estrutura. Os impactos no ambiente e na paisagem foram mitigados pela criação de áreas verdes ao longo da linha ferroviária e da área de entrada da estação. Ao ajustar a grande área de estacionamento um pouco mais baixa - ligeiramente abaixo do nível do solo circundante - as coroas elevadas das árvores exibem os veículos de estacionamento, resultando em uma geometria de fachada não perturbada que pode ser percebida sem interrupção. Fonte: Divulgação

sábado, 20 de outubro de 2018

Uma linha inteira opera sem a presença do maquinista

Veja parte do automatismo e simulação de pilotagem no tráfego de trens do metrô de São Paulo, na linha 4 amarela mais precisamente, os trens são totalmente automatizados sendo monitorados a distância pelos controladores de tráfegos ou condutores de trens a distância conforme enfatizado na reportagem.


Os simuladores de treinamento leva aos funcionários a mais próxima realidade do dia a dia das composições em circulação e de como atuar em caso de pane e avaria. Em caso extremo de pane ou algum tipo de avaria, um piloto de metrô ou condutor de trem, pode pilotar o trem localmente com total segurança, continuando a viagem normalmente. O Metrô Rio também conta com simulador de pilotagem como treinamento. Fonte: Metrô de São Paulo/Olhar Digital


sábado, 13 de outubro de 2018

Primeira Linha de Metrô em Paris Inaugurada em 1900

Em 19 de julho de 1900, o métropolitain de Paris inaugurou a sua primeira linha, ligando Chateau de Vincennes à La Defense. Em 1895 a prefeitura da cidade aceitou o desenho do engenheiro Fulgence Bienvenue, que foi logo posto à prática, devido à Exposição Universal de 1900. Esse primeiro projeto de transporte ferroviário urbano comporta uuma linha circular "Etoile-Nation-Etoile", uma transversal norte-sul, "Porte de Clignancourt-Porte d’Orléans" e uma transversal leste-oeste, "Porte Maillot-Avenue Gambetta".


Três linhas foram adicionadas antes que o projeto definitivo tenha sido aprovado. No ano seguinte,começaram enfim os trabalhos na linha 1, Porte de Vincennes à Porte Maillot. Dois ramais foram construídos ao mesmo tempo: Porte Dauphine-Etoile e Etoile– Trocadéro. Em 19 de julho de 1900, as 13h00, a linha 1 começou a operar, depois de 17 meses de construção.

Hoje ele tem 14 linhas principais e duas menores (bis) e 215 km de trilhos... É parte integrante da cidade, com as suas estruturas imponentes e estações emblemáticas.


Paris é a única cidade que tem uma estação de metrô a cada 500m.

São 301 estações e uma é diferente da outra. Em comum, elas têm apenas os cartazes de propagandas. Graças à essa variedade, viajar de metrô na Cidade Luz passa a ser um passeio pelo século 20. Grande parte das estações, construídas no início do século, mantêm o estilo art noveau: Porte-Dauphine, Abbesses, Cluny La Sorbonne, La Défense. Fonte: Divulgação

Estação Louvre-Rivoli


segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Conheça o primeiro trem do mundo 100% movido a energia solar

O primeiro trem do mundo movido 100% a energia solar já existe e está circulando em fase de testes pelos trilhos de Byron Bay, na Austrália. A companhia ferroviária da cidade remodelou um trecho de três quilômetros e restaurou uma antiga locomotiva dos anos 70, equipando-a com painéis solares flexíveis de 6,5 kilowatts (kW).


O passeio foi inaugurado em dezembro de 2017, com serviço parcial. O funcionamento total começou em janeiro de 2018 e já é um sucesso. Já nos primeiros 19 dias, a novidade já tinha transportado 10 mil pessoas.


O trem comporta 100 passageiros sentados, com espaço para outros tantos em pé, além de bagagem, motos e pranchas de surfe. A tarifa para uma viagem de ida é de US $ 3 para pessoas maiores de 14 anos, US $ 2 crianças de 6 a 13 anos e gratuita para crianças até cinco anos. Fonte: Australian Trains




segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Construímos o futuro dos transportes sobre trilhos e terabytes

A divisão atua mundialmente fabricando locomotivas e fornecendo soluções para outros setores, como o de mineração e da indústria naval. A linha de montagem de locomotivas de Contagem, em Minas Gerais, foi a primeira da empresa a ser inaugurada fora dos Estados Unidos e trabalha para aumentar a produtividade e a eficiência dos trilhos do Brasil. 


Hoje, por meio de soluções digitais baseadas na internet industrial, somos capazes de monitorar as unidades que fabricamos em tempo real. Graças a tecnologias e softwares pensados especificamente para o mercado nacional, somos capazes de reduzir as quebras e os custos de manutenção e otimizar a operação de toda a malha ferroviária.

Isso reflete o compromisso da empresa com o país. Desde os anos 1940, a GE Transportation exerce um papel crucial no escoamento das exportações nacionais – com locomotivas produzidas nacionalmente desde 1966. Da Estrada de Ferro Sorocabana à Ferrovia dos Carajás, temos orgulho em carregar uma parte do Brasil com a nossa tecnologia. Fonte: GE



terça-feira, 25 de setembro de 2018

Trem BNSF transporta quatro fuselagens Boeing 737 MAX-8

Um trem de cargas BNSF que transporta quatro fuselagens Boeing 737 MAX-8 lentamente se afasta do túnel do centro de Seattle e passou da Estação King Street, indo para a fábrica de Renton para montagem final. As fuselagens são fabricadas pela Spirit Aerosystems em Wichita, no Kansas. 


Os trens de cargas de hoje, são capazes de transportarem um grande número de cargas, desde grãos, minério, automóveis e até fuselagem de aviões. Foguete Soyuz também foi transportado para a plataforma de lançamento por uma locomotiva no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. Fonte: BNSF



sábado, 22 de setembro de 2018

Locomotiva elétrica de carga Prima T8 AZ8A

A Alstom apresentou a primeira locomotiva elétrica de carga Prima T8 AZ8A para a Azerbaijan Railways (ADY), durante um evento em Astana, no Cazaquistão. A joint venture da Alstom / Transmashholding (TMH), a EKZ, está fabricando 40 unidades como parte de um contrato de 2014 para um total de 50 locomotivas, incluindo 10 unidades de passageiros Prima M4 AZ4A.


"Hoje temos muito orgulho de apresentar o resultado de uma forte colaboração entre a Alstom e a ADY: a primeira locomotiva de carga produzida para o Azerbaijão em nossa fábrica no Cazaquistão", diz Bernard Peille, diretor da Alstom para o cluster da Ásia Ocidental e Central. "Estamos satisfeitos que esta locomotiva fará parte do desenvolvimento do elo de trânsito entre o Mar Cáspio e o Mar Negro, Rússia e Irã - um cruzamento onde o Azerbaijão, com seus 3.000 quilômetros de linha, desempenha um papel fundamental".

O 2x Bo-Bo AZ8A é baseado nas locomotivas KZ8A atualmente em serviço no Cazaquistão e nos requisitos técnicos específicos da ADY, e está em conformidade com os padrões e especificações GOST do Conselho Euro-Asiático de Padronização, Metrologia e Certificação (EASC).

A locomotiva de carga de duas seções de 3kV cc é capaz de transportar até 9000 toneladas e rodar a 120 km / h, com potência contínua instalada de 8,8 MW. O AZ8A é projetado para operar em temperaturas que variam de -25 ° C a 50 ° C. Fonte: Alstom



terça-feira, 18 de setembro de 2018

Trem a Hidrogênio inicia operação

Foi uma estreia mundial a ser celebrada pela Alstom, um dos maiores fabricantes ferroviários da Europa, o Ministro da Economia e Transportes da Baixa Saxônia, o Ministério Federal dos Transportes e as autoridades de transporte em Bremervörde no domingo, 16 de setembro. Antes dos muitos convidados e membros da imprensa da Alemanha e do exterior, o primeiro trem celular a hidrogênio do mundo entrou na estação. O Coradia iLint, construído pela Alstom em Salzgitter, Alemanha, está equipado com células de combustível que convertem hidrogênio e oxigênio em eletricidade, eliminando assim as emissões de poluentes relacionadas à propulsão. A partir de 17 de setembro, dois desses trens entrarão em serviço comercial de acordo com um horário fixo na Baixa Saxônia.


Por enquanto, são os viajantes da rede Elbe-Weser, da EVB, que podem contar com uma primeira viagem mundial nos trens de baixo ruído e emissão zero que alcançam até 140 km / h. Em nome do LNVG, os trens Coradia iLint serão operados em quase 100 km de linha entre Cuxhaven, Bremerhaven, Bremervörde e Buxtehude, substituindo a frota de diesel existente da EVB. Os novos trens serão abastecidos em uma estação móvel de abastecimento de hidrogênio. O hidrogênio gasoso será bombeado para dentro dos trens a partir de um contêiner de aço de 40 pés de altura próximo aos trilhos da estação de Bremervörde. Com um tanque, eles podem percorrer toda a rede durante todo o dia, graças a uma autonomia total de 1000 km. Um posto de gasolina estacionário nas instalações da EVB está programado para entrar em operação em 2021, quando a Alstom entregará mais 14 trens Coradia iLint para o LNVG. 

"Esta é uma revolução para a Alstom e para o futuro da mobilidade. O primeiro trem de célula de hidrogênio do mundo está entrando no serviço de passageiros e está pronto para produção em série",enfatiza Henri Poupart-Lafarge, presidente e CEO da Alstom . uma nova era no transporte ferroviário livre de emissões. É uma inovação que resulta do trabalho de equipa franco-alemão e exemplifica a cooperação transfronteiriça bem sucedida. ”

O Dr. Bernd Althusmann, Ministro da Economia e Transportes da Baixa Saxónia, cujo departamento apoiou a compra de outros 14 comboios de hidrogénio da LNVG com mais de 81 milhões de euros, está impressionado : “Com a operação de teste a partir de hoje, a Baixa Saxónia está a realizar um trabalho pioneiro real. transporte local em cooperação com a Alstom e a EVB. A tecnologia de acionamento livre de emissões do Coradia iLint oferece uma alternativa favorável ao clima para os trens a diesel convencionais, particularmente em linhas não eletrificadas ” , explica ele.“Ao provar com sucesso a operacionalidade da tecnologia de célula de combustível no serviço diário, definiremos o curso para o transporte ferroviário ser operado em grande escala e sem emissões de carbono no futuro. O governo do estado da Baixa Saxônia tem orgulho de colocar este projeto de tendências na pista junto com o LNVG ”.

O governo federal tem apoiado ativamente o desenvolvimento e teste da nova tecnologia de acionamento na Baixa Saxônia, fornecendo fundos do Programa Nacional de Inovação para Tecnologia de Hidrogênio e Células de Combustível.

Enak Ferlemann, Comissário do Governo Federal para o Transporte Ferroviário e Secretário de Estado Parlamentar do Ministério Federal dos Transportes e Infra-estrutura Digital, resume : “Uma estreia mundial na Alemanha. Estamos colocando o primeiro trem de passageiros com tecnologia de célula de combustível na pista. Este é um forte sinal para a mobilidade do futuro. O hidrogênio é uma alternativa real, de baixa emissão e eficiente ao diesel. Esses trens podem ser operados de forma limpa e ecologicamente correta, especialmente em linhas secundárias, onde as linhas aéreas não são econômicas ou ainda não estão disponíveis . ”Ele acrescentou: “ Portanto, apoiamos e financiamos essa tecnologia para expandi-la ”. 

Para Carmen Schwabl, chefe do LNVG, cuja autoridade organiza o transporte ferroviário de passageiros entre o Mar do Norte e as montanhas Harz e paga uma compensação anual de cerca de 300 milhões de euros para as companhias ferroviárias, a entrada na tecnologia de células de combustível também é uma decisão estratégica. Ela vê a LNVG em um papel pioneiro nacional: “Com os dois trens Coradia iLint e com o uso de outros 14 trens de hidrogênio a partir do final de 2021, somos a primeira autoridade de transporte ferroviário de passageiros a substituir os veículos a diesel existentes por veículos livres de emissões, contribuindo assim melhor para o cumprimento das metas de proteção climática. ” O Diretor Geral do LNVG olha mais para o futuro:“Também fazemos isso porque cerca de 120 trens a diesel em nosso pool de veículos atingirão o fim de sua vida útil nos próximos 30 anos, o que significa que teremos que substituí-los. A experiência adquirida com este projeto nos ajuda a encontrar uma solução prática e sustentável. ”

Com cerca de 2 milhões de passageiros ferroviários e cerca de 4 milhões de passageiros de ônibus por ano, o EVB figura entre os maiores provedores de mobilidade no triângulo Elbe-Weser. A tradicional empresa, que possui uma história de mais de 100 anos e cerca de 550 funcionários, está ansiosa pelo “trem do futuro”. Dr. Marcel Frank, Diretor Executivo da EVB, enfatiza: “É um grande marco que usaremos o primeiro trem movido a hidrogênio do mundo em nossa rede Elbe-Weser em serviço de passageiros entre Cuxhaven, Bremerhaven, Bremervörde e Buxtehude, não apenas para a região e para nós, mas também para o transporte ferroviário de passageiros em todo o mundo. Para o EVB, esta é a entrada para a mobilidade livre de emissões. ” Fonte: Alstom


sexta-feira, 14 de setembro de 2018

O Trem do Corcovado

É impossível imaginar uma viagem ao Rio de Janeiro sem uma visita ao Cristo Redentor. Localizado no alto do Morro do Corcovado, o monumento é a imagem brasileira mais conhecida no mundo. Todos os anos, mais de 600 mil pessoas são levadas ao Cristo Redentor pela centenária Estrada de Ferro do Corcovado, o passeio turístico mais antigo do país.

Inauguração em 1884


Além de se deslumbrar ao ver pelas janelas do trem as paisagens mais bonitas da Cidade Maravilhosa, o passageiro faz um passeio através da história do Brasil. Inaugurado em 1884 pelo Imperador D. Pedro II, o Trem do Corcovado já levou papas, reis, príncipes, presidentes da república, artistas e cientistas em seus vagões.

É também um passeio ecológico. O trem atravessa a maior floresta urbana do mundo: o Parque Nacional da Tijuca, um pedaço da mata atlântica, considerado um exemplo de preservação da natureza.

E quem viaja pela Estrada de Ferro do Corcovado ajuda a manter a floresta: o trem é elétrico e, por isso, não polui; além disso, parte da arrecadação da bilheteria é destinada ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIo) para a conservação da mata.

Estrada de Ferro do Corcovado:
A Estrada de Ferro do Corcovado foi a primeira ferrovia eletrificada do Brasil. Inaugurada em 1884 por D. Pedro II, é mais antiga do que o próprio monumento do Cristo Redentor. Aliás, foi o trem que, durante quatro anos consecutivos, transportou as peças do monumento.

Na época o trem a vapor foi considerado um milagre da engenharia por percorrer 3.824 metros de linha férrea, em terreno totalmente íngreme. Mas, em 1910, os trens foram substituídos por máquinas elétricas e mais recentemente, em 1979, quando a Esfeco assumiu o controle da ferrovia, foram trazidos da suíça modelos mais modernos e seguros.


Cristo Redentor

O cartão postal carioca teve sua pedra fundamental lançada em 1922 e a inauguração em 12 de outubro de 1931. O Cristo Redentor, símbolo da Cidade do Rio de Janeiro, foi eleito como uma das Sete Novas Maravilhas do Mundo Moderno, em votação realizada pela internet e por mensagens de celular, organizada pela New Seven Wonders Foundation, da Suíça, entre 21 monumentos participantes de todo o planeta.

E a escolha foi merecida. Do alto de seus 38 metros - e dos 710 metros do Morro do Corcovado - o Cristo é a imagem da fé e da simpatia do povo carioca e completa, em 2013, 82 anos. Desde o ano de 2000, quando recebeu nova iluminação, o monumento e seus acessos vêm passando por um processo de revitalização. O ponto alto foi a inauguração do acesso mecanizado em 2002, com elevadores panorâmicos e escadas rolantes.

Parque Nacional da Tijuca:
Localizado no coração da cidade, a poucos minutos da maior parte dos bairros do Rio, está a segunda maior floresta urbana do mundo replantada pelo homem. O reflorestamento foi uma iniciativa pioneira em toda a América Latina, feito no século XIX, após anos de desmatamento intenso e plantio, principalmente de café. Com cerca de 3.200 hectares, tem a grande vantagem de mesclar centenas de espécies da fauna e da flora só encontradas na Mata Atlântica.



O Parque Nacional da Tijuca possui recantos e atrativos históricos que merecem ser visitados, como: a Cascatinha, a Capela Mayrink, o Mirante Excelsior, o Barracão, a Gruta Paulo e Virgínia, o Lago das Fadas, a Vista Chinesa e o Açude da Solidão, pontos frequentados por famílias inteiras nos fins de semana. Fonte: Trem do Corcovado


O Trem Atualmente



terça-feira, 11 de setembro de 2018

Projetada pelo Arquiteto espanhol Santiago Calatrava

Projetada pelo Arquiteto espanhol Santiago Calatrava, a estação de Lyon Saint Exupery - TGV & Aeroporto na França, com 5.600 metros quadrados se assemelha a um pássaro no momento da fuga e é vista como uma porta de entrada simbólica para a região de Lyon. A armação em aço atinge quase 40 metros de altura e sua estrutura de concreto refere-se à metáfora de um enorme pássaro com asas espalhadas. Chegando de carro você entra no salão principal através de um "Portal", formado por um pilar de concreto em forma de V que se juntam as extremidades de quatro arcos em aço.


O par do centro de arcos segue a linha do telhado para formar uma espinha, as vigas curvas exteriores abrangem mais de duas asas simétricas envidraçadas. No triangular salão principal da coluna central é formada por três arcos apoiados em conjunto por vigas diagonais. Duas grandes varandas suspensas penetram no espaço. Fonte: SNCF


sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Belmond Andean Explorer, primeiro trem de luxo da América do Sul tem roteiros pelos Andes Peruano

A rota ferroviária da América do Sul passou a contar com o primeiro trem de luxo com suítes: o Belmond Andean Explorer. Inaugurado no início do mês de maio, o veículo faz a rota entre Cusco, antiga capital do Império Inca, passa pelo lago Titicaca na região de Puno e vai até a cidade vulcânica de Arequipa, atravessando uma das áreas mais altas do mundo, com 4.800 metros de altitude.


Belmond Andean Explorer transporta apenas 48 pessoas em cada viagem. São oferecidas quatro roteiros diferentes, de uma ou duas noites: Montanhas Peruanas, Planícies Andinas e Ilhas de Descoberta, Espírito da Água e Espírito dos Andes. O tour proporciona vistas cinematográficas das montanhas nevadas, lagos e animais típicos da região.

Operado pela mesma rede que faz a linha europeia Orient Express, o Belmond Andean Explorer oferece acomodações exclusivas com suítes decoradas com tecidos artesanais em lã de alpaca, tradicionais do Perú. Como um hotel cinco estrelas sobre trilhos, dispõe ainda de vagão lounge, restaurante e SPA, além de um terraço aberto para contemplação da natureza. Algumas atividades turísticas fora do trem incluem refeições em restaurantes especiais e passeios de aventura.

No Chile é possível fazer um tour guiado sobre trilhos pelo Valle do Colchagua, uma das regiões mais famosas de vinhos do país. A viagem “Sabores del Valle” começa em Santiago, a capital do país, e vai até San Fernando, atravessando as principais vinícolas do vale. Os passageiros podem desfrutar de degustação de bebidas de ótima qualidade, música típica ao vivo, apreciando as belas paisagens do caminho. Entre os passeios por terra estão o Museu de Colchagua com seu acervo histórico-cultural chileno e um almoço na cidade de Santa Cruz, com culinária típica deliciosa.


Outra rota que vale a pena se aventurar é embarcar no Expresso da Patagônia, na Argentina, conhecido também como “La Trochita”. O trem com a clássica locomotiva maria-fumaça opera desde a década de 1920, percorrendo poucos quilômetros desde Esquel até Nahuel Pan, num percuro de uma hora. Nele é possível apreciar as belas paisagens argentinas, desde as regiões desérticas até os cumes nevados das montanhas. Um dos pontos altos do passeio é conhecer a cultura indígena de Nahuel Pan, visitando o museu do vilarejo ou comprando peças artesanais de vestuário feitas de lã pelos nativos, em suas próprias casas. O histórico trem ampliou recentemente suas rotas, combinando outros trens turísticos com novo ponto de partida na cidade de Bariloche e itinerários que chegam a lugares turísticos incríveis. Fonte: Diário do Rio


terça-feira, 4 de setembro de 2018

O metrô mais extenso do mundo - Nova York

Com 1.062 quilômetros de vias, o metrô de Nova York é, de longe, o mais extenso do mundo. De fato, seu comprimento representa mais que o dobro do segundo maior sistema do planeta, o de Pequim (China), com 465 quilômetros. 


Em sua extensão, o metrô de Nova York conta com 24 linhas e 468 estações, cifras que lhe outorgam o título de maior rede do mundo. Além disso, destaca-se mundialmente como sendo o único que se mantem aberto durante 24 horas, com frequência de trens de 2 a 5 minutos nas horas pico (de 6:30 a 9:30 e de 15:30 a 20:00 horas) e de 10 minutos nos horários com menos passageiros.

Aliado a isso, somente em 2014 transportou 1,75 bilhões de passageiros, um número que se relaciona com o fato de essa ser a cidade mais caminhável dos Estados Unidos. Viajar nesse metrô custa U$ 2,75 por passagem. Fonte: NYT/Bombardier


quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Hyperloop o Futuro dos Transportes Hoje

Vídeo mostra 1º teste do Hyperloop, sistema que quer transportar passageiros por tubos a 1.200 km/h até 2021. O sistema do Hyperloop, que busca mudar radicalmente o transporte público em um futuro próximo, demonstrou uma capacidade impressionante de aceleração, em primeira prova feita na semana passada no deserto de Nevada, nos EUA. A cápsula, protótipo do equipamento que levaria pessoas por meio de tubos, alcançou 187 km/h em 1,1 segundo.


sábado, 11 de agosto de 2018

A primeira linha de VLT sem catenária opera em Dubai

Você sabia? A primeira linha de VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) 100% sem catenária opera em Dubai. O VLT da Alstom é o primeiro do mundo capaz de rodar a temperaturas de até 50ºC e suportar condições climáticas extremas, como umidade e atmosfera arenosa. Ele também é equipado com um sistema de fornecimento de energia no nível do solo (APS), igual do VLT do Rio de Janeiro, o que permite operar sem catenárias em toda a linha, que tem 10,6 km de comprimento e 11 estações. O VLT tem 44 metros de comprimento e pode acomodar 408 passageiros. Seu formato de diamante na frente do trem reflete a imagem da cidade. Fonte: Alstom




domingo, 22 de julho de 2018

Aeroexpress Dois Andares - Rússia

Aeroexpress de dois andares, os novos trens, projetados especialmente para a Rússia, foram batizados de Aeroexpress Eurásia. O primeiro trem de dois andares circulam entre a estação Paveletsky e o aeroporto de Domodedovo. Em um futuro próximo, esses trens transportarão passageiros para todos os aeroportos da capital russa - Sheremetyevo, Vnukovo e Domodedovo, bem como entre os aeroportos. Com maior capacidade para passageiros e mais conforto os novos trens foram recebidos com muito entusiasmo pelos usuários do sistema. Fonte: Sputnik Brasil


sexta-feira, 13 de julho de 2018

Trem da Alstom movido a hidrogênio estreia na Alemanha

O trem de passageiros movido a hidrogênio da Alstom recebeu licenciamento na Alemanha nesta semana, dando início a uma iniciativa da maior economia da Europa para eliminar gradualmente o diesel, um combustível altamente poluente, do transporte regional.


O estado alemão da Baixa Saxônia encomendou 14 modelos Coradia iLint da Alstom, segundo o website da empresa com sede em Saint-Ouen, na França. Os trens podem transportar 300 passageiros, chegam a velocidades de até 140 quilômetros por hora e percorrem cerca de 800 quilômetros com o tanque cheio de hidrogênio.

A Alstom tem encomendas provisórias para mais 39 trens de outros três estados alemães, e Reino Unido, Dinamarca e Holanda também mostram interesse pelos trens. A Alemanha está comprando as unidades para substituir o diesel nos serviços regionais, segmento em que a eletrificação é cara demais ou impraticável, informou o governo nesta semana.

Os trens são “mais caros de comprar do que os modelos a diesel, mas são competitivos no tocante aos custos do ciclo de vida como um todo”, disse a porta-voz Isabelle Tourancheau-Grigoriev, por telefone, da França, na sexta-feira. “E são muito melhores para o meio ambiente.”

O Coradia iLint utiliza células de combustível que combinam hidrogênio e oxigênio para produzir eletricidade, que é armazenada em baterias de íons de lítio no chassi do trem. Os trens emitem água e vapor como produtos da exaustão.

Cerca de 60 por cento do sistema ferroviário nacional da Alemanha é eletrificado, segundo a empresa pública nacional de transporte ferroviário Deutsche Bahn. A nova coalizão da chanceler Angela Merkel planeja aumentar essa fatia para 70 por cento até 2025. Fonte: Alstom


domingo, 1 de julho de 2018

NS e ÖBB planejam reintroduzir trens noturnos para Amsterdã

Austrian Federal Railways (ÖBB) e a Netherlands Railways (NS) estão desenvolvendo planos para a reintrodução de trens noturnos para Amsterdã. A ÖBB assumiu a maior parte dos serviços overnight da DB quando a operadora alemã saiu do mercado em dezembro de 2016 e agora opera sob a marca Nightjet. O serviço de Amesterdã já tinha sido retirado antes desta data devido às alterações no cruzamento fronteiriço de Emmerich-Zevenaar, que tornaram obrigatória a utilização de locomotivas multissistemas equipadas com ETCS. 


O custo de locação de tração apropriada foi considerado proibitivo e os serviços para Amsterdã cessaram. Isso significa que a estação mais próxima de Amsterdã com um serviço noturno é atualmente Duisburg, na Alemanha.

A reintrodução de um serviço noturno internacional de ida e volta de Amsterdã levará algum tempo, sendo improvável que os trens voltem antes do início de 2020. A ÖBB será a operadora e proprietária do material circulante, enquanto a NS será a empresa ferroviária para transporte na rede holandesa. Fonte: Rail Journal


domingo, 24 de junho de 2018

Via Rail lançou formalmente o processo de aquisição de uma nova frota de trens

CANADÁ: A operadora nacional de passageiros VIA Rail lançou formalmente o processo de aquisição de uma nova frota de trens para o corredor Cidade de Quebec - Windsor, quando emitiu um pedido de qualificação.

Após a alocação do financiamento pelo governo no orçamento federal de 2018 anunciado em março, a VIA Rail está procurando adquirir 32 trens push-pull. Estes ofereceriam um total de 9 100 assentos, com melhor acessibilidade em comparação com a frota atual, compatível com Tier 4 e motores a diesel mais econômicos e a opção de operar em linhas eletrificadas no futuro.


O prazo para respostas ao RFQ é 6 de junho. A VIA Rail espera emitir uma solicitação de propostas para os proponentes pré-selecionados em junho, com propostas a serem apresentadas até setembro ou outubro. A adjudicação do contrato está prevista para dezembro. A VIA Rail disse que as propostas seriam avaliadas com base na 'capacidade financeira, experiência do fornecedor, solução proposta e capacidade de entrega'. 

"Com uma nova frota, a VIA Rail poderá oferecer uma experiência de viagem moderna aos seus clientes, com um impacto ambiental bastante reduzido", disse o presidente e CEO da VIA Rail, Yves Desjardins-Siciliano, quando o RFQ foi emitido.

Ele disse que a nova frota permitiria aos passageiros viajar mais rapidamente e com mais segurança em veículos que seriam "melhor adaptados" à vida moderna, com ônibus e compartimentos melhorados para bagagem grande, incluindo esquis, wi-fi e "friendly and pet-friendly". e bicicletas.

A frota 'também permitirá que a VIA Rail permaneça como o meio de transporte mais acessível no Canadá para pessoas com deficiências, em reuniões ou em determinadas áreas, que excedam os padrões de acessibilidade universal', disse ele. "Este importante marco do nosso plano de transformação convencerá mais canadenses de que a VIA Rail é realmente a maneira mais inteligente de viajar no corredor da cidade de Quebec - Windsor." Fonte: Railway Gazette



quarta-feira, 13 de junho de 2018

O maior sistema de metrô da Índia vai passar a ser totalmente alimentado a energia solar

O maior sistema de metrô da Índia vai passar a ser totalmente alimentado a energia solar, com o objetivo de reduzir a sua enorme pegada de carbono. O chefe da Delhi Metro Rail Corporation (DMRC), Mangu Singh, disse que o sistema de metroviário vai passar a depender totalmente da energia solar para operar os trens, infraestruturas e iluminação.


Ainda assim, a DMRC vai manter outros sistemas de energia de reserva para o caso de surgir algum problema. Além disso, não foi relatada qualquer possibilidade de utilização de sistemas de armazenamento de energia (baterias).

Atualmente, a DMRC tem um pico de procura de 150 megawatts, que deverá aumentar para 250 megawatts devido à expansão da rede. A empresa assinou um acordo com o parque de energia solar Rewa, proposto para instalação no estado de Madhya Pradesh, com o intuito de adquirir 250 megawatts de eletricidade.

O novo parque de energia solar deverá ter uma capacidade total instalada de 750 megawatts e poderá começar a produzir eletricidade. Fonte: Techitt


quinta-feira, 31 de maio de 2018

Lyon Saint Exupery - TGV França

Projetada pelo Arquiteto espanhol Santiago Calatrava, a estação de Lyon na França, com 5.600 metros quadrados se assemelha a um pássaro no momento da fuga e é vista como uma porta de entrada simbólica para a região de Lyon.


A armação em aço atinge quase 40 metros de altura e sua estrutura de concreto refere-se à metáfora de um enorme pássaro com asas espalhadas. Chegando de carro você entra no salão principal através de um "Portal", formado por um pilar de concreto em forma de V que se juntam as extremidades de quatro arcos em aço.

O par do centro de arcos segue a linha do telhado para formar uma espinha, as vigas curvas exteriores abrangem mais de duas asas simétricas envidraçadas. No triangular salão principal da coluna central é formada por três arcos apoiados em conjunto por vigas diagonais. Duas grandes varandas suspensas penetram no espaço. Fonte: Alstom


Veículos para manutenção de trilhos em clima severo

A boa manutenção dos trilhos é fundamental para o bom funcionamento de uma linha férrea. De fato, quando um trilho está obstruído os trens correm perigo, por isso, os materiais depositados devem ser removidos: os veículos ferroviários Tesmec foram projetados para enfrentar estes problemas.

A Tesmec projeta e produz veículos especiais ferroviários para fazer a manutenção dos trilhos de linhas férreas, bondes e metrôs, assim como veículos para a limpeza e remoção de obstruções e materiais - tais como neve, gelo e folhas - depositados no percurso dos trilhos.


Os veículos ferroviários de manutenção de trilhos da Tesmec são capazes de trabalhar também em baixas temperaturas e podem ser equipados com diversos itens opcionais para diferentes usos. Fonte: Tesmec


sexta-feira, 4 de maio de 2018

Governo deve comprometer-se a investir em ligações ferroviárias de mercadorias para portos

As melhores conexões entre os portos ingleses podem impulsionar a economia do país, mostrou um novo estudo. O estudo da conectividade portuária da Inglaterra constatou que as ligações ferroviárias melhoradas poderiam proporcionar viagens de carga mais eficazes entre as principais áreas econômicas e portos, o que, por sua vez, aumentaria a produtividade, proporcionaria custos mais baixos e daria acesso aos mercados internacionais.

Os portos da Grã-Bretanha contribuem com £ 5,4 bilhões para a economia e o investimento governamental extensivo já está melhorando o acesso aos portos, com £ 235 milhões investidos entre 2014 e 2019 para melhorar as ligações ferroviárias. Fonte: Rail Technology Magazine




quarta-feira, 25 de abril de 2018

Exposição 160 Anos do Caminho de Ferro de Portugal

No âmbito das comemorações dos 160 anos dos caminhos-de-ferro em Portugal, a CP - Comboios de Portugal, em parceria com a IP – Infraestruturas de Portugal, organizou uma exposição evocativa do caminho-de-ferro em Portugal.

Com recurso a documentos e iconografia, a exposição aborda a multiplicidade de áreas e competências do domínio ferroviário, passando pela evolução do material circulante, competência técnica dos profissionais até aos projetos futuros. Entrada Livre – Free entrance Fonte: CP

terça-feira, 24 de abril de 2018

Produção da frota da Acela Express da próxima geração em andamento

EUA: A produção dos vagões e principais componentes das composições de alta velocidade Avelia Liberty encomendadas para o serviço premium Acela Express da Amtrak começou na fábrica da Alstom em Hornell, no estado de Nova York, confirmou o fabricante. Espera-se que a frota entre em serviço em 2021/22.


A Alstom exibiu um modelo na APTA Expo em Atlanta, mostrando o design final das composições, que terão carros de tração curtos e nove rebocadores articulados. Existe uma opção para adicionar mais três veículos se a demanda aumentar.

Projetado para operação em até 300 km/h, os 28 trens inicialmente entrarão em serviço em até 255 km/h no Corredor Nordeste de 735 km que liga Boston a Nova York e Washington DC.

Eles incorporarão a tecnologia de inclinação antecipada Tiltronix da Alstom e um sistema de gerenciamento de energia de colisão que atende às mais recentes diretrizes de resistência ao impacto da Federal Railroad Administration.

Vice-Presidente de Marketing e Estratégia da Alstom na América do Norte Scott Sherin disse à Railway Gazette que o projeto Avelia Liberty combinou a experiência de vários trens de alta velocidade fornecidos internacionalmente nos últimos anos.

"Os trailers são baseados na carroceria AGV usada na Itália e o equipamento de inclinação é derivado de nossa família Pendolino, enquanto esperamos que o design do carro compacto seja selecionado para a próxima geração de TGVs da SNCF", disse ele. Ao optar por carros de potência com reboques intermediários sem motor, a Alstom deu continuidade ao arranjo usado para a frota existente de 20 trens Acela Express fornecidos por um consórcio da Alstom e da Bombardier em 1998-2001.

"A Amtrak inicialmente favoreceu um derivado Pendolino", explicou Sherin, mas "fomos capazes de persuadi-los de outra forma, em parte porque uma mudança para uma frota de múltiplas unidades exigiria alterações significativas nas instalações do depósito". O Avelia Liberty também foi projetado para permitir a adição de carros intermediários extras sem alterações mecânicas ou elétricas no trem.

Sherin sugeriu que uma vez que o site de Hornell tenha experiência em produzir componentes para trens intermunicipais e de alta velocidade, ele poderá se tornar um fornecedor para o restante do grupo da Alstom "se formos competitivos em preço". Fonte: Railway Gazette


sexta-feira, 30 de março de 2018

Inauguração do trem para o Aeroporto em Guarulhos é confirmada para dia 31 de março

O Governo do Estado de São Paulo confirmou hoje oficialmente que a inauguração da linha 13 – Jade da CPTM será no próximo sábado, 31 de março.

A ligação estava prometida para ser concluída antes da Copa do Mundo, em 2014. A cerimônia de entrega vai ocorrer às 9h00, na estação Engenheiro Goulart, na zona Leste de São Paulo, um dos extremos da linha. O secretário de transportes metropolitanos de São Paulo, Clodoaldo Pelissioni, e o governador Geraldo Alckmin, devem estar presentes na inauguração.


Alckmin, que deixa o Governo do Estado no mês que vem para se candidatar à presidência da República, tem participado cada vez mais de inaugurações e apresentações, em especial na área de transportes sobre trilhos. No domingo passado começaram aos testes de controle de trens na linha e que as operações devem iniciar parcialmente (operações assistidas) em dias específicos e horários reduzidos.

Segundo informações da CPTM, a Linha-13 Jade deve custar ao todo, R$ 2,3 bilhões. A nova linha terá 12,2 quilômetros de extensão, se​​ndo que uma parte do trajeto será feita em superfície (4,3 km) e outra em elevado (7,9 km).

No total serão duas novas estações: Guarulhos Cecap e Aeroporto Guarulhos, além da Estação Engenheiro Goulart, integrando com a Linha-12 Safira. Fonte: Diário do Transporte / Adamo Bazani


terça-feira, 6 de março de 2018

Volta ao mundo de trem percorre 21 mil km e passa por sete países em 2018

São 28 dias, 6 trens, 3 continentes e 17 cidades, Roteiro inédito transcontinental, a bordo de um dos mais antigos e tradicionais meios de locomoção, que não por coincidência é a nossa paixão e especialidade: Os trens! Não apenas levamos um turista para viajar, levamos um viajante para ter experiências memoráveis.


Os hotéis foram selecionados com rigor para sempre garantir o máximo de conforto e descanso durante as paradas nas cidades.

A viagem será gerenciada por um guia acompanhante brasileiro de Chicago a Estocolmo e guias locais para os passeios nas cidades. Uma jornada épica, que realizará as ambições dos mais intrépidos desbravadores. Fonte: Viagem ao Mundo

Saiba mais em: http://www.voltaaomundodetrem.com.br


quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Conceito Maglev em expansão

Os trens do conceito maglev futurista também estão sendo discutidos na China, como no Japão e na Califórnia, mas até mesmo as "rodas convencionais" do HSR de hoje são competitivas com as viagens aéreas. Você pode viajar de Pequim a Xangai em apenas cinco horas pelo HSR, em comparação com 2,5 horas por via aérea. Segurança para embarque e atrasos (que são desenfreados no espaço aéreo congestionado da China), o HSR é a opção preferida para a maioria das viagens domésticas de médio porte.

No ano passado, a Commercial Aircraft Corporation da China (Comac) revelou seu primeiro avião de passageiros, o C919. Com o mercado de aviação civil da China crescendo em mais de 10% a cada ano, a Comac espera começar a produção em massa no jato em 2021. Dado o forte apoio do governo central para a criação de uma cadeia de fornecimento de fabricação de aeronaves domésticas, parece uma aposta segura que a Comac terá sucesso em retirar o projeto C919 do papel. Fonte: Forbes



terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Chineses constroem linha de trem em apenas 9 horas

A obra foi realizada em Longyan, cidade no sul da China, que foi interligada a quatro linhas de trem: Ganlong, Ganruilong, Zhanglong e a nova Nanlong, que irá conectar o sudeste e o centro do país com trens que andam a 200 km/h.



A construção da estação começou às 18h30 do dia 19 de janeiro, e terminou na madrugada do dia 20. A operação reuniu 1.500 operários, 23 escavadeiras e sete trens, que levaram os materiais necessários até o local. Os trabalhadores foram divididos em sete equipes e construíram trilhos, sinalização e controles de tráfego dos trens.

A ferrovia é parte da chamada Nova Rota da Seda, um conjunto de obras chinesas que deverá consumir US$ 5 trilhões e é a maior iniciativa econômica da história – 40 vezes maior, em valores atualizados, do que o Plano Marshall, criado pelos EUA para reconstruir a Europa após a Segunda Guerra Mundial. Fonte: Super Interessante

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Viagem ao Mundo - 28 dias, 6 trens, 3 continentes e 17 cidades

Roteiro inédito transcontinental, a bordo de um dos mais antigos e tradicionais meios de locomoção, que não por coincidência é a nossa paixão e especialidade: Os trens! Não apenas levamos um turista para viajar, levamos um viajante para ter experiências memoráveis.


Os hotéis foram selecionados com rigor para sempre garantir o máximo de conforto e descanso durante as paradas nas cidades.

TREM CALIFORNIA ZEPHYR 
Chicago – Salt Lake City
(09 a 10 de Setembro) 

TREM ROCKY MOUNTAINEER
Banff – Kamloops (12 de Setembro)
Kamloops – Vancouver (13 de Setembro)

TREM CHINÊS
Pequim – Erlian
(18 a 19 de Setembro)

TREM TRANSIBERIANO
Erlian – Moscou
(19 a 29 de Setembro)

TREM SAPSAN
Moscou – São Petersburgo
(01 de Outubro)

TREM ALLEGRO
São Petersburgo – Helsinque
(02 de Outubro)

FERRY TALLINK SILJA LINE
Helsinque – Estocolmo
(03 a 04 de Outubro)

A viagem será gerenciada por um guia acompanhante brasileiro – de Chicago a Estocolmo e guias locais para os passeios nas cidades. Uma jornada épica, que realizará as ambições dos mais intrépidos desbravadores. Fonte: Viagem pelo Mundo


sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

A maior expansão do metrô em décadas liga Toronto a Vaughan

Seis novas paradas no sistema de metrô de Toronto oferecerão uma nova e mais rápida e conveniente opção para os passageiros chegarem aos seus destinos. A maior expansão do metrô de Toronto em quase 40 anos entra em serviço enquanto os investimentos em trânsito continuam em toda a província. Membros das autoridades experimentaram a viagem inaugural no novo trecho da Linha 1 que liga Toronto com Vaughan. Esta é uma das maiores expansões de metrô na América do Norte nas últimas décadas, com seis novas estações com 8,6 km.


Estima-se que a extensão incluirá 36 milhões de viagens, facilitando o tráfego, melhorando a qualidade do ar e lutando contra as mudanças climáticas.

O projeto permitirá que as pessoas passem do novo terminal de metrô no Centro Metropolitano Vaughan para a Estação Sheppard West em aproximadamente 14 minutos e para a Union Station em 42 minutos. Os alunos terão acesso rápido à Universidade de York pela primeira vez. Fonte: Intelligent Transport


terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Trem de manutenção MTW 100 da Plasser

Os MTW 100 são pesados ​​carros com torres motor com movimento livre elevando plataforma e grua para manutenção, instalação e inspeção de catenária nas ferrovias. O Plasser MTW 100 é um veículo independente automotor projetado para manutenção eficiente e inspeção de fio da catenária. 

A máquina está equipada com uma plataforma de trabalho telescópica que gira e uma telescópica balde elevador. O sistema de medição de catenárias altamente sofisticado é completamente controlado por computador. O computador é capaz de armazenar os dados medidos para até 100 km de trilhos. Fonte: Plasser