sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Metrô de Tóquio 290 Estações

A quantidade de passageiros que transporta o metrô de Tóquio num ano é de 3,2 bilhões de pessoas, número bastante próximo ao de Pequim. No entanto, ao revisar outros números do sistema japonês, é possível notar que possui mais estações que o chinês, 290 especificamente, mas menos linhas (13) e menos quilômetros de vias (310 km).


Como a maioria dos sistemas selecionados, o de Tóquio também não possui serviço 24 horas. No entanto, seu horário parte das 5:00 da manhã, até 1:00 da manhã do dia seguinte. Nas horas pico os trens passam por cada estação a cada 3 minutos. Nos horários com menos demanda, a cada 10 minutos.

O valor da passagem desse sistema de metrô está estruturado dependendo das distâncias que percorre. Assim, o trajeto mais curto que se pode fazer vai de 1 a 6 km, o que custa 160 ienes, ou U$ 1,33. O maior percurso, de 28 a 40 km, sai por U$ 2,50. 

No entanto, pode-se comprar um ticket diário para cada uma de suas duas redes, Metro Tokio e Toei. Também existe a opção de comprar um bilhete diário para as duas redes, que custa U$ 8,32. Fonte: Archdaily. Veja mais postagens no início do site.


quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Hyperloop o Futuro dos Transportes Hoje

Vídeo mostra 1º teste do Hyperloop, sistema que quer transportar passageiros por tubos a 1.200 km/h até 2021. O sistema do Hyperloop, que busca mudar radicalmente o transporte público em um futuro próximo, demonstrou uma capacidade impressionante de aceleração, em primeira prova feita na semana passada no deserto de Nevada, nos EUA. A cápsula, protótipo do equipamento que levaria pessoas por meio de tubos, alcançou 187 km/h em 1,1 segundo.


sábado, 11 de agosto de 2018

A primeira linha de VLT sem catenária opera em Dubai

Você sabia? A primeira linha de VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) 100% sem catenária opera em Dubai. O VLT da Alstom é o primeiro do mundo capaz de rodar a temperaturas de até 50ºC e suportar condições climáticas extremas, como umidade e atmosfera arenosa. Ele também é equipado com um sistema de fornecimento de energia no nível do solo (APS), igual do VLT do Rio de Janeiro, o que permite operar sem catenárias em toda a linha, que tem 10,6 km de comprimento e 11 estações. O VLT tem 44 metros de comprimento e pode acomodar 408 passageiros. Seu formato de diamante na frente do trem reflete a imagem da cidade. Fonte: Alstom



Veja parte do automatismo e simulação de pilotagem de trens do metrô de São Paulo

Veja parte do automatismo e simulação de pilotagem no tráfego de trens do metrô de São Paulo, na linha 4 amarela mais precisamente, os trens são totalmente automatizados sendo monitorados a distância pelos controladores de tráfegos ou condutores de trens a distância conforme enfatizado na reportagem.


Os simuladores de treinamento leva aos funcionários a mais próxima realidade do dia a dia das composições em circulação e de como atuar em caso de pane e avaria. Em caso extremo de pane ou algum tipo de avaria, um piloto de metrô ou condutor de trem, pode pilotar o trem localmente com total segurança, continuando a viagem normalmente. O Metrô Rio também conta com simulador de pilotagem como treinamento. Fonte: Metrô de São Paulo/Olhar Digital


terça-feira, 7 de agosto de 2018

Todos os trens elétricos na Holanda estão sendo alimentados por energia eólica

A empresa nacional de ferrovias da Holanda, a NS, anunciou que todos os seus trens elétricos de passageiros agora estão sendo 100% alimentados por energia eólica. A NS anunciou o seu objetivo (de ter uma frota inteiramente movida por eletricidade captada do vento) pela primeira vez em 2015, e cumpriram isso com um ano de antecedência – eles esperavam conseguir em 2018.


Desde 1 de janeiro, 100% dos nossos trens estão funcionando com energia eólica, disse Ton Boon, porta voz da empresa. “Então, de fato, atingimos nosso objetivo um ano antes do planejado.” Em 2015, a NS iniciou uma parceria com a Eneco, empresa local de eletricidade. Como mencionado, seu objetivo era fazer com que toda a frota de trens elétricos fosse movida a energia eólica em janeiro de 2018. Fonte: NS Holanda


_____________________Revista Eletrônica Transportes Sobre Trilhos - O Futuro da Mobilidade - RETT_____________________
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...