domingo, 13 de outubro de 2019

Trens na Holanda estão sendo alimentados por energia eólica

A empresa nacional de ferrovias da Holanda, a NS, anunciou que todos os seus trens elétricos de passageiros agora estão sendo 100% alimentados por energia eólica. A NS anunciou o seu objetivo (de ter uma frota inteiramente movida por eletricidade captada do vento) pela primeira vez em 2015, e cumpriram isso com um ano de antecedência.


Desde 1 de janeiro, 100% dos nossos trens estão funcionando com energia eólica, disse Ton Boon, porta voz da empresa. “Então, de fato, atingimos nosso objetivo um ano antes do planejado.” Em 2015, a NS iniciou uma parceria com a Eneco, empresa local de eletricidade. Como mencionado, seu objetivo era fazer com que toda a frota de trens elétricos fosse movida a energia eólica em janeiro de 2018. Fonte: NS Holanda


sábado, 12 de outubro de 2019

Estação Aeroporto Internacional

Existem várias maneiras de viajar do Aeroporto Internacional de Incheon para o centro de Seul. As formas mais populares incluem tomar o Airport Railroad Express (AREX), Metrô Metropolitano de Seul, ônibus de limusine do aeroporto e táxis. Entre estes, a ferrovia do aeroporto tem o benefício de evitar o tráfego nas estradas, permitindo que os turistas cheguem ao seu destino em um momento específico.


O Incheon Airport Trem Maglev, é um trem do tipo Maglev na Coreia do Sul, ele foi inaugurado em 3 de fevereiro de 2016. É a segunda linha Maglev do mundo comercialmente operarando. Os trens com design futurista graças ao peso bem mais leve e com custos de construção cortados a metade é rápido para fazer as conexões. Ele liga o Aeroporto Internacional de Incheon à Estação de Yongyu e Complexo de Lazer ao atravessar a ilha de Yeongjong. A linha não é considerada parte do metrô metropolitano de Seoul, é possível realizar a transferência para o AREX do Metro Metropolitano de Seul na Estação do Aeroporto Internacional de Incheon. Fonte: Seul News


terça-feira, 8 de outubro de 2019

Trens em clima rigoroso - Via Rail

VIA Rail Canada popularmente chamada de VIA Rail ou VIA é uma corporação pública controlada pelo governo do Canadá. A empresa é responsável por administrar a maior parte do transporte ferroviário interurbano de passageiros no país.

A VIA Rail opera trens em oito províncias canadenses - todas com exceção da Terra Nova e Labrador e a Ilha do Príncipe Eduardo. numa rede que compreende 12.500 km de trilhos. Anualmente são transportados 4,1 milhões de passageiros, a maioria dos quais no corredor Quebec City - Windsor. Fonte: Via Rail


quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Acoplamento na cauda em movimento

O trem que transporta o minério de ferro de Carajás, no Pará, que tem as maiores e melhores minas a céu aberto do mundo, até o porto da Ponta da Madeira, em São Luís do Maranhão, é maior trem de carga do mundo. Ele tem 330 vagões, puxados por quatro locomotivas, com quase 3.500 metros de extensão. Pode carregar 40 mil toneladas em cada viagem, num percurso de 892 quilômetros, demorando quatro minutos para passar por inteiro.


Dez anos depois que esse imenso trem começou a circular, a mineradora Vale está testando um novo trem, com quase o dobro do atual. São 660 vagões, 110 por cada trem, que podem transportar 68 mil toneladas por viagem. É a mesma capacidade de um navio padrão de carga de alguns anos atrás e ainda um bom tamanho, como nos que atracam no porto de Vila do Conde, em Barcarena.

Até 2008, os comboios que operavam na ferrovia de Carajás tinham, no máximo, 220 vagões. O acréscimo de 110 vagões naquele ano teve o objetivo de aumentar a exportação de minério de ferro para 130 milhões de toneladas até 2009 e para 230 milhões a partir de 2012. O início da produção da mina do S11D, no ano passado, exigiu nova expansão, tornando a ferrovia o maior escoadouro de minério do planeta, grande parte da carga com um destino longínquo: a China e o Japão.

Apesar do tamanho do trem, que equivale ao percurso do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, em Belém, as seis locomotivas são comandadas por um único maquinista. As mensagens de comando da locomotiva guia para as demais vão via satélite. Dado o comprimento total de 6,6 quilômetros, parte do trem pode estar subindo e parte descendo. Um programa de computador envia o comando correto, freando ou acelerando, para cada locomotiva. O treinamento de um maquinista envolve 380 horas em simulador. Deve ser semelhante ao de um piloto de avião.

O novo trem poderá entrar em funcionamento regular nos próximos dias, assegurando o fantástico fluxo de minério de ferro de Carajás para vários lugares do mundo – a Ásia em especial. Fonte: Vale/Colaboração - Marília Oliveira




segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Viagem virtual de trem pela Serra do Mar é a nova atração do Museu Ferroviário

"Uma viagem virtual pela história e pelos caminhos da estrada de ferro Curitiba-Paranaguá é a atração do Expresso Estação, novo espaço do Museu Ferroviário, no Shopping Estação, em Curitiba, que inaugurou ao público nesta quarta-feira (11).


A experiência acontece dentro de um vagão original que foi parte de uma das composições que faziam a viagem ferroviária no início do século. O novo espaço foi criado ambientado como um vagão de passageiros para receber grupos de no máximo 14 pessoas.

Durante 12 minutos, este grupo é levado à experiência que mistura sons e vídeo em uma viagem virtual que conta a história da estrada de ferro e depois passeia por alguns dos pontos mais icônicos da viagem.

Segundo a gerente de Marketing do shopping, Raphaela Zattar Lopes, uma das idealizadoras da atração, o Expresso Estação é mais que um simulador.

“Tudo foi pensado nos mínimos detalhes para uma experiência interativa e imersiva para crianças e adultos”, disse. “Usamos imagens, sons, palavras que fazem parte do vocabulário curitibano aliados a paisagens e fatos históricos para proporcionar uma experiência completa”, disse.

História e paisagens

Uma das preocupações do projeto é resgatar a história da antiga ferrovia paranaense. E história é o que não falta.

O Museu Ferroviário de Curitiba ocupa o espaço preservado da Antiga Estação Ferroviária de Curitiba cuja construção começou em 1880 com a simbólica pá inicial do então imperador Dom Pedro II.

Foi ali que chegou, cinco anos mais tarde, a primeira viagem de trem vinda de Paranaguá depois da construção da estrada de ferro de 110 quilômetros que precisou da força de nove mil trabalhadores para ficar pronta e é considerada um “milagre da engenharia”.

O local virou museu em 1982 e está sob o controle da administração do Shopping Estação desde a abertura em 1997.

A segunda parte da “viagem” é focada no roteiro Curitiba a Paranaguá, pela Serra do Mar com narrativas sobre as riquezas da região, paisagens naturais, animais, trajeto e pontos referenciais da Serra como a ponte São João, o Véu da Noiva e o Pico Marumbi.

A atração é gratuita, aberta ao público e funciona no mesmo horário de funcionamento do museu, de terça a domingo das 13h às 18h." Fonte: Gazeta do Povo

Inauguração do VLT de Ottawa

Com 13 estações, a Linha da Confederação do novo O-Train parece quase um metrô. A cada cinco minutos na hora do rush, ele usa um túnel cavado sob o núcleo da cidade e Parliament Hill, onde estão localizadas quatro estações de metrô, e circula em trincheiras de concreto em outros locais.


As estações são anunciadas por um sinal circular de um vermelho brilhante, que parece um doce da Life Savers, segundo alguns.

De acordo com autoridades eleitas, este trem brilhante finalmente trará Ottawa para a liga das cidades de "classe mundial", agora que a área metropolitana da capital federal atingiu um milhão de habitantes. Certamente, trará alívio aos usuários da OC Transpo, a empresa de transporte público, no eixo leste-oeste.

"A rede de barramento está na capacidade máxima. Adicionamos ônibus articulados, depois ônibus de dois andares, mas não podemos adicionar mais transporte de superfície, os ônibus estão presos no trânsito ", disse o vereador Mathieu Fleury, que representa um distrito central. Fonte: OC Transport






sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Trem projetado para parecer uma sala de estar

O caso de amor do Japão com trens continua no design encantador. O país inovador está consistentemente anos-luz à frente quando se trata de trens de alta velocidade, e seu mais novo trem não é exceção. Projetado pelo arquiteto vencedor do Prêmio Pritzker Kazuyo Sejima, a série Seibu 001, conhecida como "Laview", é uma criação impressionante.

O trem suburbano da Seibu Railway, que entrou em serviço em Tóquio em março, tem um exterior prateado refletivo projetado para se misturar à paisagem, enquanto viaja pela cidade até as montanhas.


Suas enormes janelas curvas proporcionam aos passageiros vistas panorâmicas impressionantes ao longo do caminho.

No interior, o Laview está equipado com cadeiras amarelas macias com um apoio de cabeça e mesa de braços ajustáveis ​​para "proporcionar uma sensação relaxante na sala de estar".
A iluminação suave, que se ajusta ao longo do dia, foi criada para gerar uma atmosfera relaxante para os passageiros.


Laview é o primeiro projeto de trem de Sejima, encarregado de criar um novo conceito "nunca visto antes" que daria o tom às futuras criações da empresa ferroviária.
"A diferença mais óbvia é que o trem pode se deslocar para lugares diferentes", disse Sejima em comunicado.

"Este trem se move pela cidade para as montanhas de Chichibu e eu pensei que seria bom o trem poder responder e se misturar com o ambiente de uma maneira suave. Além disso, eu queria fazer um trem que pareça um meio parecido com sua sala, onde os passageiros podem relaxar livremente e se sentir motivados a andar ". Fonte: CNN Travel

trem-bala-bonito --- Laview_interior1


segunda-feira, 9 de setembro de 2019

A História da Implantação dos Trens de Cascais desde 1870

A primeira iniciativa para trazer o caminho de ferro a Cascais foi lançada em 1870 pelo engenheiro M. A. Thomé de Gamond, que propôs a construção de uma linha de Lisboa a Colares, passando por Cascais, Alcabideche e Sintra. Embora este projeto tivesse falhado, fundou as bases para a futura linha de Lisboa a Cascais, que deveria acompanhar a orla costeira. Foto Divulgação


Em 23 de Fevereiro de 1871, um decreto autorizou a construção de uma linha no sistema americano entre Lisboa e Cascais, concessão que foi passada para a Companhia de Carris de Ferro de Lisboa por um decreto de 21 de Novembro de 1872. No entanto, a linha apenas foi construída até Algés, tendo a concessão sido anulada em 10 de Março de 1884 por não ter sido totalmente construída até Cascais no período determinado.

Em 29 de Agosto de 1871, o Duque de Saldanha foi autorizado a prolongar a sua rede ferroviária, no sistema Larmanjat, até Belém e Cascais, projeto não não chegou sequer a ser iniciado. Pouco depois, a Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses começou a manifestar a intenção de construir várias linhas de carácter suburbano em Lisboa, incluindo uma linha de Cascais à Estação de Santa Apolónia[5], tendo a empresa sido autorizada a construir esta linha por um alvará de 9 de Abril de 1887. Em Junho de 1888 já estava em construção a linha de Alcântara a Cascais, e o primeiro trecho do Ramal de Cascais, entre Cascais e Pedrouços, entrou ao serviço em 30 de Setembro de 1889.

A linha foi concluída com a chegada ao Cais do Sodré em 4 de Setembro de 1895, não tendo chegado a ser completada até Santa Apolónia, devido a vários problemas técnicos, e aos receios que a passagem do caminho de ferro danificasse a estética da Praça do Comércio. Fonte: Divulgação/Foto: Silvério Borges



sábado, 7 de setembro de 2019

A Renfe testou trem alimentado por gás natural liquefeito - Espanha

A Renfe testou o que descreveu como o primeiro trem de passageiros do mundo a ser alimentado por gás natural liquefeito (GNL). O projeto foi lançado para avaliar a viabilidade econômica e ambiental da fonte de combustível como alternativa ao diesel. O GNL é parte de uma estratégia de combustíveis alternativos que inclui a eletrificação da ferrovia. Novos testes estão previstos 2019.

Como parte de testes, um dos dois motores diesel em um trem Renfe 2600 foi substituído por um que utiliza gás natural para sua propulsão, de modo que uma comparação poderia ser feita, os elementos auxiliares necessários também foram instalados. Fonte: Renfe


quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Controle remoto TRAXX AC3 Locomotive

A Bombardier entregou a primeira #TRAXX AC3 #locomotive com  motor a diesel da Last Mile e controle remoto por rádio para a Erfurter Bahnservice. O operador usará a locomotiva entre outras coisas para transportar fertilizante para a K + S KALI Agrar baseada em Kassel. Inovações e tecnologias são utilizadas em todo mundo no transporte ferroviário, oferecendo o máximo em rapidez e segurança. Fonte: Bombardier

 



segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Medição e Sonda a Alta Tecnologia na Manutenção Ferroviária

Medição e sonda dos trilhos, uma frota de veículos de testes de via permanente da Holland, foi concebido para satisfazer os requisitos de geometria da linha, medição e perfil do trilho da classe 1, e as propriedades de tráfego de trens na América do Norte. Nossa geometria de via está em conformidade com FRA Classe 5, Transport Canadá, os requisitos específicos do cliente para fornecer a avaliação mais precisa das condições da linha. a medição de perfil ferroviário simultâneo proporciona condições de leitura dos desgastes, enquanto os dados gerados pelos nossos veículos, testam a divisão da carga nos trilhos e possíveis fragilidades. Fonte: Holland



sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Viagens de trem pelas cidades da Europa

O Venice Simplon-Orient-Express é o mais lendário conjunto de vagões do mundo. Durante a travessia da Europa, ele leva você de volta ao passado. Com decoração em madeira polida, tapeçarias suntuosas e luminárias antigas, o trem simboliza o glamour e a elegância da era de ouro das viagens.



Tudo começou em 1976, quando recebemos as chaves do lendário Belmond Hotel Cipriani, em Veneza. Um ano mais tarde, começamos a montar o Venice Simplon-Orient-Express, que fez a sua primeira viagem em 1982, levando turistas destemidos à La Serenissima em grande estilo. Desde então, nos dedicamos a ampliar a nossa coleção de aventuras de viagem, de forma que cada uma proporcione muitas histórias para contar.



As portas deslizantes revelam cabines revestidas em tecidos luxuosos. As toalhas brancas sobre as mesas criam o cenário para os jantares requintados. As taças de cristal capturam a luz enquanto você brinda à sua aventura no bar. Presentes na América do Sul, na Europa e na Ásia, nossos famosos trens levam você a alguns dos destinos mais interessantes do mundo, com estilo inesquecível. Fonte: Belmond

sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Tecnologia de transporte de nova geração

SkyWay é um sistema de transporte elevado, no qual o movimento é organizado em trilhos estendidos entre os suportes. A velocidade do material circulante pode chegar a 500 km / h, e seu movimento é controlado automaticamente. 

 

Tecnologias que estão em alta demanda devido aos baixos custos operacionais e de capital, a SkyWay é capaz de ocupar até 50% do mercado de transporte. As tecnologias da SkyWay são especialmente eficazes para o desenvolvimento de áreas e destinos remotos. Fonte: SkyWay



quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Antalya acrescenta linha ferroviária leve

A linha de metrô leve de Antalya, T3, abriu em 11 de Agosto, acrescentando 12 km e 19 paragens à rede Antray da cidade. T3 vai de Varsak Mezarlığı no norte até Atatürk Lisesi no oeste. Uma extensão de três pontos de Atatürk Lisesi para Otogar ainda está em construção. Uma vez concluída, uma parada subterrânea na Otogar fornecerá o intercâmbio com a rota leste-oeste existente T1.


O projeto T3 foi construído a um custo de TL700m. No longo prazo, será estendido para o sul de Otogar para Müze. Este é atualmente o terminal ocidental da linha de bonde de herança T2, que deve ser atualizado para os padrões modernos e double-tracked. Após a conclusão deste trabalho, o T3 passará por Zerdalilik no centro da cidade, criando uma rota de 23 km, com 39 paradas.

O município de Antalya planeja adquirir um total de 47 veículos leves sobre trilhos para operar a rota, dos quais 20 seriam necessários para a primeira fase. Os serviços são atualmente operados utilizando a frota existente de 18 bondes Eurotrem produzidos pela joint venture Tüvasaş e Hyundai Rotem e 14 bondes CAF Urbos de cinco seções. Fonte: Metro Report


domingo, 11 de agosto de 2019

Metrô de Pequim reconhecimento facial

As autoridades de transporte em Beijing estão trabalhando para facilitar os pagamentos no sistema de metrô da cidade, incluindo a tecnologia de reconhecimento facial, segundo informa o jornal Beijing Youth Daily. A tecnologia de reconhecimento facial, que reforçará as verificações de segurança, será provavelmente testada este ano, segundo a reportagem.


O sistema de pagamentos via código QR está já sendo aplicado em toda a rede de metrô em Beijing, permitindo aos passageiros acederem ao transporte via aplicativo de celular.

A utilização de um código QR é especialmente conveniente nas estações adjacentes à Estação Ferroviária de Beijing, onde os passageiros têm, por vezes, de esperar na fila por 30 minutos até conseguirem comprar um bilhete nas máquinas de venda automática. Fonte: CN China

Usuários “escaneiam” codigo QR para pagar passagem de metrô


domingo, 4 de agosto de 2019

Simulador Ferroviário - Inovação

O verão em Viena nunca é chato, com o simulador de metrô, histórias peculiares de transporte público, veículos históricos e estações interativas, o Museu Remise do Wiener Linien no 3º distrito é um destino ideal para toda a família. Em uma área de exposição de cerca de 5.500 metros quadrados, os visitantes receberão informações interessantes sobre os 150 anos de história do transporte público - desde a cocheira até a moderna construção do metrô. Graças aos muitos comentários positivos dos visitantes, o museu recebeu recentemente o "Certificado de Excelência" do Tripadvisor, a maior plataforma de viagens do mundo.


Por que os ônibus de dois andares já existiram em Viena? Como foi ser um condutor? Um total de 50 veículos diferentes, como o ônibus de dois andares, os bondes da época do Kuk e um vagão de metrô de vidro mostram o desenvolvimento da mobilidade e a tecnologia por trás dele. O destaque do museu é o simulador de metrô, onde os visitantes podem assumir o controle da cabine de pilotagem.

As crianças experimentam uma viagem no tempo entre a Pferdetramway e o U-Bahn em 25 minutos com o Áudio Guia. A versão para adultos está disponível em oito idiomas diferentes e suporta o emocionante passeio do museu com suas 112 atrações. Viagens individuais podem ser solicitadas a qualquer momento. A exposição interativa de filmes, fotos e jogos fornece respostas a muitas perguntas sobre o transporte público e transforma a visita em uma experiência para todas as gerações. Fonte: Info 24 News


sábado, 3 de agosto de 2019

Freio de Via Eletromagnético com Acionamento Pneumático

Freio de via eletromagnético com acionamento pneumático, este freio auxiliar é mais utilizado em veículos leves sobre trilhos e bondes por todo mundo. É um freio que auxilia o condutor em uma frenagem mais eficaz em caso de parada imediata por algum obstáculo ou por medida de segurança do material rodante.


Ele é mais utilizado quando os VLT`s e Bondes trafegam nas ruas juntamente com o tráfego viário das cidades. O nosso VLT Carioca construído pela empresa Alstom é munido desse eficiente freio de urgência. Os saudosos trens que trafegavam na linha 2 do metrô a alguns anos atrás chamados Trens Articulados os TA`s, também possuem esse freio, que era chamado de freio de via no Metrô do Rio de Janeiro. Fonte: TransTrilhos.com Texto e Foto/VLT Bélgica: Silvério Borges




quarta-feira, 31 de julho de 2019

Ferrovia Norte Sul - Assinatura de Contrato

O presidente do Brasil vai assinar nesta quarta-feira (31) o contrato de concessão da EF-151, conhecida como Ferrovia Norte-Sul, em Anápolis (GO). Considerada pelo governo a espinha dorsal do sistema ferroviário brasileiro, a ferrovia é aposta para a redução do custo logístico do transporte de carga no país.


A ferrovia engloba 1.537km no trecho entre Porto Nacional (TO) e Estrela d’Oeste (SP). A estimativa é que, ao final da concessão de 30 anos, o trecho ferroviário possa capturar uma demanda equivalente a 22,7 milhões de toneladas.

O consórcio Rumo S.A., que arrematou o leilão em março por R$ 2.719.530,00, terá de investir R$ 2,7 bilhões no trecho.

A empresa será responsável pela exploração, manutenção e conservação da infraestrutura do trecho ao longo da concessão, além de prestação do serviço de transporte ferroviário, investimento na execução de planos ambientais e aquisição de equipamentos ferroviários e material rodante, os quais serão avaliados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) por meio de indicadores e parâmetros técnicos.


O trecho conhecido como Tramo Central da Norte-Sul vai de Palmas (TO) até Anápolis (GO) e tem 855 km de extensão. Atualmente, ele está em operação, com movimentação de carga pela VALEC Engenharia, Construções e Ferrovias S.A. O Tramo Sul da ferrovia compreende os municípios de Ouro Verde de Goiás (GO) e Estrela d’Oeste e tem 682 km de extensão. Nesse trecho, as obras estão em fase final.

Já o Tramo Norte, entre Açailândia (MA) e Porto Nacional (TO), tem 720 km de extensão e está em operação comercial pela subconcessionária Ferrovia Norte Sul S.A desde 2007. Esse trecho não está incluso na concessão.

De acordo com o Plano Nacional de Viação, existem 47,7 mil km de vias ferroviárias no país. Destes, 30,6 mil km já estão implantados e 17,1 mil km planejados. Em 2017, o volume total de cargas transportadas foi de 538,8 milhões de toneladas, segundo dados do Ministério da Infraestrutura. Fonte: R7


segunda-feira, 29 de julho de 2019

Trem de carga totalmente autônomo

Na Austrália foi realizada a primeira viagem ferroviária completamente autônoma. A região árida e pouco povoada no noroeste da Austrália é uma área de mineração crucial. A empresa de mineração de minério de ferro planeja criar uma rede envolvendo vários trens desse tipo na região.


O programa AutoHaul foi o nome dado ao teste piloto bem sucedido. A rota ferroviária, que abrange cerca de 100 km, começou em Wombat Junction e terminou em Paraburdoo. A grande operação abrange 1700 km na região. Alguns testes foram iniciados em 2017, estudos de implantação continuam em 2019.

Aproximadamente 200 locomotivas têm a enorme tarefa de transportar o minério precioso recolhido de 16 minas para os quatro terminais portuários. Há muitos na equipe que acreditam que os trens não tripulados serão a solução perfeita para fornecer opções de transporte mais eficientes.

A viagem foi acompanhada conjuntamente pela equipe responsável pelo projeto e o Escritório do Regulamentador Nacional de Segurança Ferroviária.

Apesar do sucesso da viagem, será necessário realizar mais testes para satisfazer os padrões de segurança e regulamentação estabelecidos pela administração local. Fonte: Divulgação



domingo, 28 de julho de 2019

Acela sem escalas

A Amtrak começará a rodar trens Acela sem escalas entre Washington e Nova York em setembro, um teste inicial de planos para oferecer um serviço mais frequente em sua linha de classe executiva quando uma nova frota de trens chegar em 2021.


O serviço sem escalas realizará uma única viagem de ida e volta nos dias de semana a partir de 23 de setembro, saindo de Nova York às 6:35 h e partindo de Washington às 16:30 h. A ferrovia diz que pular paradas entre as duas estações - as duas mais movimentadas no Nordeste Corredor - economiza cerca de 15 minutos, colocando o tempo de viagem em pouco mais de 2 horas e meia.

A ferrovia também espera que o trem adicional aumente a capacidade de seus outros trens Acela, absorvendo clientes de Nova York a Washington que prefeririam rodar sem escalas. Outras cidades atendidas pelos trens regulares Acela incluem Baltimore e Filadélfia.

A viagem sem escalas também ajudará a Amtrak a testar a demanda do mercado por serviços ininterruptos ao longo de sua rota mais movimentada e mais lucrativa, disse Roger Harris, diretor de marketing e receita da ferrovia. Quando a nova frota de trens Acela estiver totalmente entregue, a Amtrak terá 40% a mais de trens para trabalhar, oferecendo maior flexibilidade para executar serviços de parada limitada, bem como saídas diárias mais frequentes entre Nova York e Boston, disse ele.

"Acreditamos que o novo produto e o novo cronograma criarão demanda", disse Harris.

A adição de partidas adicionais é complicada pela natureza ocupada do Corredor Nordeste, onde a Amtrak deve se coordenar com operadores de trens urbanos como a NJ Transit, a Septa e a MARC que operam centenas de trens por dia. Fonte: WSJ

domingo, 21 de julho de 2019

Um dos mais avançados do mundo

É fácil conhecer Dubai, uma cidade com avenidas excelentes apesar de engarrafamentos em alguns bairros nos horários mais movimentados. Antes de sair, informe-se quanto tempo levará até o seu destino final, assim, você terá tempo suficiente para conhecer Dubai pela primeira vez. A maioria dos visitantes opta por pegar um táxi, já que o preço é bastante razoável, ou por dirigir por conta própria, apesar das constantes mudanças nas avenidas e do tráfego congestionado.


O Metrô de Dubai é um dos transportes públicos mais avançados do mundo, completamente automatizado, possui estações com ar condicionado e vagões separados apenas para mulheres e crianças e ainda vagões chamados de Gold Class para passageiros que desejam viajar com mais conforto. 

Duas linhas de metrô de Dubai cobrem uma grande parte da cidade, a linha vermelha vai de Rashidiya e do Aeroporto de Dubai pelo centro da cidade e ao longo de Sheikh Zayed Road, a linha verde passa por alguns dos mais movimentados bairros de Dubai em Deira e Bur Dubai.

O Metrô de Dubai é uma maneira rápida, inteligente e com preços razoáveis para os visitantes se locomoverem pela cidade e terem uma boa visão da cidade através das faixas mais elevadas do metrô. Integrado com o novo sistema de ônibus, muitas áreas de Dubai são acessíveis através do metrô.




Fonte: Emirates

Trens de Cargas no Japão

O transporte ferroviário no Japão não se limita somente aos trens de passageiros e trens de alta velocidade, há também muitos trens de cargas que entregam mercadorias em todo o país. Este trem é da linha principal Hakodate em Ebetsu no norte da ilha de Hokkaido.

O Japão foi o país que lançou o primeiro Shinkansen, trem de alta velocidade, mais conhecido como trem bala na década de 60.

quinta-feira, 18 de julho de 2019

Arquitetura e palmeiras inspiram trem de metrô

A Alstom revelou uma composição Metropolis para o metrô de Riyadh em sua fábrica de Katowice, na Polônia, em 7 de fevereiro. O trem Metropolis destinada à Linha 6 é a quinta que a Alstom produziu para Riade. A Alstom está fornecendo 69 trens de dois carros para as linhas 4, 5 e 6 como parte do consórcio FAST, que também inclui FCC, Samsung C & T, Freyssinet Arábia Saudita, Strukton, Setec e Typsa. A parte da Alstom de € 1, 2 bilhões em um total de € 6 bilhões, também inclui o fornecimento de sinalização Urbalis CBTC, fontes de alimentação e seu sistema de recuperação de energia HESOP.


Os trens com 36 m de comprimento e 2 710 mm de largura, a decoração externa e interna corresponderá às cores das linhas: amarelo para a linha 4, verde para a linha 5 e roxo para a linha 6. Isto destina-se a tornar o metrô mais fácil de usar para os residentes que não estão habituados a este modo de transporte. Fonte: Alstom






domingo, 14 de julho de 2019

Túneis do metrô de Londres

O metrô de Londres é feito de um dos mais complexos sistemas de túneis do mundo. Como uma pessoa que se desloca diariamente de casa para o trabalho, é difícil enxergar a beleza dessa complexa corrida entre labirintos durante todas as manhãs. No entanto, este pequeno vídeo consegue colocar esses túneis praticamente infinitos como uma obra de arte.


Utilizando travellings lentos e métodos, o vídeo Deeper Underground revela a beleza simétrica dos túneis de Londres. Mas como qualquer pessoa que dependa do metrô diariamente pode confirmar, é mais fácil apreciar toda essa arquitetura e infraestrutura quando não é você que está lutando contra hordas de pessoas atrasadas para o trabalho. Fonte: Gizmodo





quarta-feira, 10 de julho de 2019

Super Hitachi na linha JR Joban - Japão

A série E657  é um dual-tensão AC/DC unidade múltipla elétrica (UEM), trem operado pela East Japan Railway Company (JR East) no Japão em Express Limited serviços entre Ueno em Tóquio e Iwaki na linha Joban desde março de 2012.

Os trens substituíram a série 651 e E653 series EMU anteriormente usado em Super Hitachi e Hitachi, em limitados serviços expressos na linha Joban. O primeiro trem em serviço comercial iniciou-se em 3 de março de 2012, sob a forma de um retorno especial Hula Girl limitado serviço expresso entre Ueno e Iwaki. Apesar de lembrar um trem de alta velocidade, atinge uma velocidade máxima de 130 km/h.

segunda-feira, 8 de julho de 2019

Desguarnecedora de Ombro de Lastro

A água represada no lastro diminui a mecânica interligadas necessárias, o que provoca uma perda de lastro e força o subleito. Essa perda de força deteriora a geometria da via, cria massa, e solta fixadores. O excesso de água também leva a deterioração prematura deixa a via vulnerável a geada se ergue em clima frio. A Desguarnecedora de Ombro de Lastro faz a limpeza quebra bolsões de lama e libera a água retida para restaurar a drenagem. Estende-se tonelagem entre pavimentação e ciclos de sub cotação, estende lastro e aumenta a vida útil e reduz as ocorrências de suspiros de congelamento e ou bolsões de água e lama. Fonte: Via Rail



domingo, 7 de julho de 2019

Metrô de New York - Bombardier

Estes carros fabricados pela Bombardier, ganharam a reputação de serem confortáveis, eficiente e altamente confiável, com um registro que excede consistentemente as expectativas dos clientes. Os carros R142, que são personalizadas com as especificações New York City Transit, representam alguns dos mais avançados sistemas em serviço para a propulsão AC e freio dinâmico, freios de atrito, portas, e de diagnóstico a bordo, de status e sistemas de comunicação. Os carros também apresentam avanços em conforto e segurança dos passageiros, tais como sinalização digital eletrônica, um sistema de anúncio público automático, um sistema de intercomunicação de passageiros de emergência ligada ao operador, e um sistema de controle do clima sofisticado. Fonte: Bombardier





segunda-feira, 1 de julho de 2019

Trem movido a ar pressurizado - Conheça o funcionamento

A primeira aplicação do Sistema Aeromovel voltado para o trânsito urbano é um projeto da cidade de Canoas, Região Metropolitana de Porto Alegre, no Sul do Brasil, servindo como um complemento importante combinado a outros modais de transporte. Enquanto o Aeromovel percorre um trajeto de norte a sul (e sentido inverso), ele se complementa com o trem metropolitano, que tem um percurso de leste a oeste (e sentido inverso). Com sua implementação, se tornará o principal meio de transporte da cidade. Contratado em 2015, o Sistema faz parte de um plano de reformulação do trânsito de Canoas.


Com a implantação da tecnologia, haverá uma redução considerável no tempo de viagem entre os bairros Guajuviras e Centro, levando apenas nove minutos. Atualmente, este mesmo percurso, de ônibus, demora até 40 minutos nos horários de pico.

TRAJETO DAS LINHAS

O Aeromovel em Canoas prevê um trajeto que, ao todo, terá 18 quilômetros de linhas, passando por 26 estações. A capacidade prevista é para até 12 mil passageiros por hora no pico e 82 mil por dia.

O projeto prevê a construção de duas grandes linhas: a Linha Leste-Oeste terá 12 quilômetros de extensão e 17 estações. A Linha Norte-Centro, por sua vez, prevê conectar a Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) ao centro da cidade, com nove estações e seis quilômetros de extensão.

O primeiro trajeto, em obras, terá 4,6 quilômetros e contemplará sete estações, desde a Brigada Militar, na Avenida 17 de Abril, Bairro Guajuviras, até a estação de trem Mathias Velho. Fonte: Aeromóvel Projeto Canoas



TABELA ESPECÍFICA DA
LINHA 1 (EM OBRAS)

Extensão da Linha: 4,6 km
Raio mínimo: 40 m
Rampa máxima: 3,0%
Veículos/Capacidade: 6 veículos/300 pessoas cada
Velocidade máxima: 65 km/h
Propulsão: 6 propulsores
de 500 kW cada
Configuração da via: Pista dupla
Número de estações: 7


MOVIDO A AR



1 - Ventiladores estacionários

2 - Placa de propulsão

A tecnologia é baseada na propulsão pneumática – o ar é pressurizado por ventiladores estacionários de alta eficiência energética, por intermédio de um duto localizado dentro da via elevada. O ar empurra ou puxa uma placa de propulsão fixada ao veículo, que se movimenta por truque (plataforma sobre rodas de aço) em trilhos.




Aplicações do Sistema

Tecnologia flexível em mobilidade


O Sistema Aeromovel enquadra-se em uma ampla categoria, chamada Automated Guideway System, também conhecida como Automated Transit System(ATS), referente aos sistemas de transporte de passageiros guiados de forma totalmente automática em via exclusiva. Assim sendo, o Aeromovel atende desde demandas de transporte urbano de massa - em configurações típicas de via elevada dupla, com manobra em terminais com desvios -, até sistemas menores. Alguns tipos de aplicações são: configuração de anel (loop), vai-e-vem (shuttle), shuttle duplo, distâncias, pista dupla, entre outros. Há uma importante subclasse dos sistemas AGT/ATS, conhecida como Automated People Mover (APM). Os people movers são amplamente conhecidos por sua mais notória aplicação em aeroportos.



Manutenção e inovações

Forte interesse pelas vantagens do APT 1500 R Robô de solda ferroviário totalmente automático. Os representantes presentes dos departamentos de soldagem de DB-Netz e DB-Bahnbaugruppe mostraram um total de 66 soldas de alta qualidade. 


O robô atuou em uma seção de 5,8 km de comprimento, enquanto equalizou a temperatura ao mesmo tempo. Um total de 52 soldas ferroviárias e 14 soldas de encerramento foram realizadas. A solda de fechamento é uma característica firme do robô de solda recém desenvolvido. O trilho de dispositivo de tracção com uma força de tracção de 1500 kN está integrado na cabeça de soldadura da APT 1500 RA.

O robô de solda trabalha de forma totalmente automática, sem intervenção manual. Os trilhos a serem soldados são levantados automaticamente para a cabeça de soldadura, colocado em posição com a ajuda da centragem automática de altura e funcionando de alinhamento da borda. Todo o processo de soldagem é supervisionada constantemente por um sistema de medições especiais. Fonte: DB


domingo, 30 de junho de 2019

Conheça 30 Incríveis Estações de Trens Pelo Mundo

Nos séculos passados, viajar de trem costumava ser a única opção e muito era investido nas estações para parecerem as maiores e mais imponentes possíveis, tornando-se símbolos do império e da riqueza de cada cidade e país. Hoje em dia, muitas estações de trem tornam-se não só um ponto de chegadas e partidas durante uma viagem, mas viram mesmo atrações turísticas por si só. Fonte: TransTrilhos/Divulgação


 Estação Central da Antuérpia, Bélgica


 Estação de Dunedin, Nova Zelândia


 Estação Central de Helsinque, Finlândia


 Estação de São Bento, Porto, Portugal


 Gare du Nord, Paris, França


 Grand Central Station, Nova York, EUA


 Union Station, Los Angeles, EUA


King’s Cross Station, Londres, Inglaterra


 Estação de Sirkeci, Istambul, Turquia


 Estação Ferroviária do Rossio, Lisboa, Portugal


 Estação de Atocha, Madrid, Espanha


 Estação Central de Amsterdam, Holanda


 Estação Chhatrapati Shivaji, Mumbai, Índia


 Denver Union Station, Colorado, EUA


 Halifax Railway Station, Inglaterra


 Tren del Fin del Mundo, Ushuaia, Argentina


 Estação de Kanazawa, Japão


 Estação Central de Maputo, Moçambique


 Estação de Haydarpasa, Istambul, Turquia


 Estação Central de Berlim (Hauptbahnhof), Alemanha


 Estação da Luz, São Paulo, Brasil


 Estação Ferroviária de Kuala Lumpur, Malásia


 Gare de Strasbourg, Estrasburgo, França


 Estação Central de Lviv, Ucrânia


 Estação Keleti, Budapeste, Hungria


 Estação Central de Groningen, Holanda


 Estação de Calatrava, Liège, Bélgica


Gare de Limoges-Bénédictins, Limoges, França


 Estação de Hua Hin, Tailândia


 Southern Cross Station, Melbourne, Austrália