quinta-feira, 20 de junho de 2019

Estação Roma Areeiro - Lisboa

Situada entre a Avenida de Roma e a Avenida Almirante Reis, a estação Roma-Areeiro disponibiliza um variadíssimo leque de destinos. Além de poder optar por se deslocar para duas zonas bem distintas e nobres da cidade de lisboa, pode também escolher por viajar até Sintra ou até mesmo atravessar o rio e ir até à margem Sul viajando com a Fertagus.


Esta estação apesar de não ter ligação direta ao Metro de Lisboa tem acessos muito próximos à estação de Metro de Roma e do Areeiro da linha verde. Inaugurada em 2003, com a abertura da estação de Roma-Areeiro a Fertagus pode assim, expandir seu serviço, estando cada vez mais perto dos seus clientes. Esta é uma estação explorada pela REFER, onde poderá encontrar uma área comercial e poderá ver algumas obras do escultor Fernando Conduta no interior e exterior da estação. Fonte: Fertagus Foto: Silvério Borges

sábado, 15 de junho de 2019

Via Permanente construída sem britas e sem dormentes

Nós fabricamos linha férrea, mas com uma diferença, com pré-fabricação do sistema de trilho é composta de dupla vigas de concreto armado, ligadas com as barras de calibre de aço, em que os trilhos são continuamente suportados.


A linha modular tubular pode ser utilizado em todas as aplicações ferroviárias de superfície incluindo, linhas principais, estações de triagem, sistemas ferroviários ligeiros urbanos, passagens de nível, túneis, trilhas em plataformas de passageiros, instalações de carga a granel, ferrovias portuárias, ramais entre outros.

A Pista Tubular já foi instalada em centenas de quilômetros em minas de minerais, e foi instalada para altas cargas de carvão e carga em geral . O sistema também forneceu uma solução bem vinda para plataformas de passageiros Metrorail, onde foram alcançados patamares altamente confiáveis e com quase custo zero em manutenção. Tubular Track é a via permanente que faz sentido econômico. Fonte: Tubular Track


Drones para monitorar ferrovias

Ele já é utilizado diariamente para otimizar a mão de obra e buscar qualidade nas informações nos 33 km do metrô de Salvador, mas a partir deste ano também deverá ser usado como ferramenta tecnológica para monitorar os trilhos da capital baiana. Desde o segundo semestre do ano passado a concessionária que administra o metrô de Salvador (CCR Metrô Bahia) já utiliza um drone para sobrevoar os telhados de 20 estações e torres de retransmissão espalhadas por toda a extensão de trilhos em busca de problemas estruturais.


O próximo passo será utilizar o equipamento em instalações de média tensão energética, que atualmente só são acessadas após o desligamento da energia elétrica. Na sequência, será a vez de os trilhos serem monitorados pelo sistema, o que deve acontecer até o fim do ano, após a definição de metodologia e colocação de dados georreferenciados no equipamento.

“O drone dá rapidez, qualidade da informação e mitiga o risco de alguém trabalhar em lugares altos. Se ele encontra algum problema, com o vídeo gravado conseguimos colocar na mesa e discutir, o que normalmente numa inspeção não conseguiria. Conseguimos detectar se um parafuso está com folga ou se não está”, disse José Kako, gestor de manutenção da CCR Metrô Bahia.

Na próxima fase, ainda de acordo com o gestor, com o drone será possível fazer as inspeções energéticas de forma direta, sem a necessidade de desligamento de todo o sistema. O metrô baiano tem atualmente 40 trens, transporta em média 370 mil passageiros em dias úteis e emprega 1.500 funcionários. Fonte: CCR/Divulgação


sexta-feira, 14 de junho de 2019

Híbrido Rail Road Truck-SF02- Linsinger

O veículo Híbrido Rail Road Truck-SF02 da Linsinger, de alto desempenho, produtivo é um multitalentoso entre máquinas que fazem a manutenção e são responsáveis pelo frisamento de trilhos que proporciona uma ótima rolagem dos trens. Um design híbrido engenhoso que permite a fácil transferência da máquina para os trilhos e estradas rodoviárias, ideal para pequenos e médios lotes de construção, bem como para redes ferroviárias, metroviárias e veículos leves sobre trilhos. Fonte: Linsinger






sábado, 8 de junho de 2019

Rússia lança seu primeiro trem de passageiros no Ártico

O primeiro trem de passageiros passando pela região russa do Ártico com destino à Noruega está previsto para sair da estação de São Petersburgo nesta quarta-feira (5) levando 91 passageiros em uma viagem de testes inaugural. "O Ártico fascina todo mundo", disse Nurlan Mukash, diretor-executivo do grupo turístico alemão Lernidee Erlebnisreisen, por trás do projeto.


"O destino já foi explorado por agências de turismo canadenses e norueguesas, mas não foi o caso da Rússia", acrescentou. O trem, denominado "Zarengold" ("O ouro dos czares", em alemão), dotado inclusive de dois vagões restaurantes, fará o trajeto a partir de São Petersburgo passando por Petrozavodsk, a cidade histórica de Kem e Murmansk.

Em Murmansk, de longe a maior cidade do norte do Círculo Ártico, os turistas vão desembarcar e seguir de ônibus para Kirkenes, na Noruega, antes de terminar a viagem de barco até Oslo ou de avião até a ilha de Spitsbergen. A viagem completa levará 11 dias e permitirá aos passageiros conhecer áreas de difícil acesso por outros meios, segundo os organizadores.

Para a viagem de teste inaugural, os 91 turistas vieram de sete países, incluindo Estados Unidos, Alemanha, Noruega e Rússia. "No futuro, esperamos a partida regular de trens", disse Mukash, acrescentando que a composição deve sair duas vezes por ano e quatro vezes em 2021.

Com o derretimento das geleiras provocado pelo aquecimento global, a Rússia espera se tornar a maior potência econômica e militar do Ártico, com a exploração de novas rotas comerciais. Fonte: AFP/EM


quarta-feira, 5 de junho de 2019

Trem que liga Brasília a Valparaíso faz 1ª viagem nesta terça

O trem que ligará Brasília a Valparaíso (GO) fará sua primeira viagem de teste na manhã desta terça-feira (04/06/2019). Partindo da Estação Rodoferroviária, às margens da Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia), o vagão segue com destino ao Entorno do Distrito Federal, das 8:30 h às 11:30 h.


O trajeto será feito por uma comitiva composta por: o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB); o secretário de Desenvolvimento da Região Metropolitana, Paulo Roriz; o secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro; o secretário nacional de Mobilidade e Serviços Urbanos do Ministério do Desenvolvimento Regional, Jean Pejo; e um representante da VLI, concessionária responsável pela linha.

A viagem experimental é coordenada pela União, assim como o projeto de revitalização do sistema de transporte. A princípio, o Ministério do Desenvolvimento Regional previa o início dos testes em janeiro. Porém, um reestudo feito pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e o governo local acabou atrasando o cronograma. Fonte: Metrópoles/Caio Barbieri