segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Avignon, na França, inaugura sua primeira linha de VLT

O VLT de Avignon, na região de Provence, na França, teve sua primeira linha inaugurada neste sábado, 19 de outubro de 2019.



O sistema de transporte, uma rede planejada de bondes modernos que serve a cidade e seu entorno, está sob a autoridade do governo da Grand Avignon, que administra o aglomerado urbano centralizado na cidade de mesmo nome, no sudeste da França.

Gerenciado pela operadora Orizo, a rede prevista será implantada gradualmente.

A iniciativa faz parte da política global votada em 2016 pelo governo da Grande Avignon cujo objetivo é diminuir o uso do carro particular e evoluir para outros modos de locomoção. Para se ter ideia do desafio da cidade, em 2015 as viagens de ônibus representaram apenas 7,5%, enquanto as de carro 72,5%, e os modos ativos (ciclismo, caminhada) 20%.

O objetivo da Orizo é até 2025 alcançar 11,5% da participação modal, com os modos ativos subindo para 25% e o automóvel de passageiros caindo para 63,5%.

A fase 1 (T1) do bonde de Avignon, inaugurada neste sábado entre Saint-Chamand e Saint-Roch, tem 5,2 km de extensão, com 10 estações.

A fase 2 (T2), uma segunda linha em perspectiva que se juntará à Ilha Piot e Saint-Lazare, deve começar as obras em 2022, visando entrar em operação no final de 2024.

A Alstom está fornecendo uma frota de bondes Citadis X05, o primeiro dos quais foi entregue em dezembro de 2018, antes da execução dos testes iniciados no mês seguinte. Estão sendo entregues quatro veículos para a futura rota T2, com mais 10 a serem utilizados na rota T1.

Os bondes bidirecionais de três seções têm 24 metros de comprimento e capacidade para 140 passageiros, com o tempo de viagem de ponta a ponta de 15 minutos.

Os veículos de piso baixo estão equipados com iluminação LED, ar condicionado e CFTV. A frota está sendo montada na fábrica da Alstom em La Rochelle, com componentes provenientes de outras fábricas da Alstom na França.

Avignon já teve uma primeira geração de bondes, encerrada em 1932.

Em setembro de 2010, as autoridades da cidade aprovaram um plano para construir um bonde padrão, mas que acabou cancelado em 2014.

Uma versão menor do projeto foi aprovada em janeiro de 2015. Em maio de 2017, o governo local assinou um contrato com um consórcio incluindo Alstom, Guintoli, EHTP e Agilis. Fonte: Diário do Transporte/Alexandre Pelegi

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

A Plataforma Desiro Siemens

A plataforma Desiro combina conforto com alto nível de segurança e confiabilidade em um design extremamente inovador - resultando em maior apelo do cliente e satisfação. Alta flexibilidade e qualidade combinadas com custos otimizados também garantem economia máxima. A ferrovia está perfeitamente equipada para o futuro com esta família de trens, que pode ser implantada em redes de transporte regional, ferrovias regionais ou para serviços alimentadores. Fonte: Siemens



Locomotivas são utilizadas no Canal do Panamá

Os navios são dirigidos no interior das eclusas por potentes locomotivas ferroviárias para não se chocarem com as paredes laterais das eclusas. A travessia do Canal é feita por três comportas, onde a água funciona como uma espécie de elevador. Vindo do Atlântico, por exemplo, o navio entra na comporta, com a água no mesmo nível do oceano. As eclusas são fechadas e as válvulas de enchimento são abertas.
 

A água entra através de poços do piso, elevando o navio 26 metros, até o nível do Lago de Gatún. As válvulas são fechadas novamente e os portões superiores abertos. O navio sai da comporta para o lago. E segue para as outras comportas, onde acontece o processo inverso de descida até o nível do oceano Pacífico. As portas das eclusas são maciças e de aço, sendo as eclusas triplas no lago de Gatún com 140 metros de altura e pesam 745 toneladas cada uma, mas são tão bem contrabalançadas que um motor de 56 kW é suficiente para abri-las.


O lago Gatún está à 26 metros acima do nível do mar, é alimentado pelo rio Chagres, onde foi construída uma barragem para a formação do lago. Do lago Gatún, o canal passa pela falha de Gaillard e desce em direção ao Pacífico, primeiramente através de um conjunto de eclusas em Pedro Miguel, no lago Miraflores, a 16,5 metros acima do nível do mar, e depois, através de um conjunto duplo de eclusas em Miraflores. Todas as eclusas do canal são duplas, assim as embarcações podem passar nos dois sentidos simultaneamente. Fonte: Divulgação



Trem utiliza os trilhos do Ferry Boat

Este pequeno país de pouco mais de 5 milhões de habitantes, localizado ao norte da Europa, tem motivos de sobra para ser considerado o país mais feliz do mundo. E não todos os dias se pode visitar um lugar dessas características e que, ademais, parece imerso numa grande fotografia. Dinamarca não é só Copenhague. Há bem mais por descobrir.


Chegar de trem na Dinamarca é o mais recomendável. Tire qualquer um dos passes disponíveis na Eurail (Global, National ou Passe Dinamarca) e chegue dos pontos mais importantes da Europa.

Da Espanha, por exemplo, o Talgo Trenhotel sai todos os dias, como também o Eurocity Barcelona-Paris (Joan Miró) ou o Eurocity Madri-Paris (Francisco de Goya). Estes trens chegam à estação Austerlitz.

De lá se pega o metrô até Gare du Nord, onde é possível abordar o serviço expresso noturno a Copenhague, com transbordo em Colônia ou Hamburgo na Alemanha. Soa cansativo… mas é um passeio realmente recomendável!

Os trens TGV percorrem os trechos Espanha-Dinamarca, Itália-Dinamarca, França-Dinamarca e Alemanha-Dinamarca. O trajeto Copenhague-Hamburgo pode ser percorrido em pouco menos de 4 horas e meia. Fonte: Divulgação

Drones para monitorar ferrovias

Ele já é utilizado diariamente para otimizar a mão de obra e buscar qualidade nas informações nos 33 km do metrô de Salvador, mas a partir deste ano também deverá ser usado como ferramenta tecnológica para monitorar os trilhos da capital baiana. Desde o segundo semestre do ano passado a concessionária que administra o metrô de Salvador (CCR Metrô Bahia) já utiliza um drone para sobrevoar os telhados de 20 estações e torres de retransmissão espalhadas por toda a extensão de trilhos em busca de problemas estruturais.


O próximo passo será utilizar o equipamento em instalações de média tensão energética, que atualmente só são acessadas após o desligamento da energia elétrica. Na sequência, será a vez de os trilhos serem monitorados pelo sistema, o que deve acontecer até o fim do ano, após a definição de metodologia e colocação de dados georreferenciados no equipamento.

“O drone dá rapidez, qualidade da informação e mitiga o risco de alguém trabalhar em lugares altos. Se ele encontra algum problema, com o vídeo gravado conseguimos colocar na mesa e discutir, o que normalmente numa inspeção não conseguiria. Conseguimos detectar se um parafuso está com folga ou se não está”, disse José Kako, gestor de manutenção da CCR Metrô Bahia.

Na próxima fase, ainda de acordo com o gestor, com o drone será possível fazer as inspeções energéticas de forma direta, sem a necessidade de desligamento de todo o sistema. O metrô baiano tem atualmente 40 trens, transporta em média 370 mil passageiros em dias úteis e emprega 1.500 funcionários. Fonte: CCR/Divulgação


segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Um dos mais avançados do mundo

É fácil conhecer Dubai, uma cidade com avenidas excelentes apesar de engarrafamentos em alguns bairros nos horários mais movimentados. Antes de sair, informe-se quanto tempo levará até o seu destino final, assim, você terá tempo suficiente para conhecer Dubai pela primeira vez. A maioria dos visitantes opta por pegar um táxi, já que o preço é bastante razoável, ou por dirigir por conta própria, apesar das constantes mudanças nas avenidas e do tráfego congestionado.


O Metrô de Dubai é um dos transportes públicos mais avançados do mundo, completamente automatizado, possui estações com ar condicionado e vagões separados apenas para mulheres e crianças e ainda vagões chamados de Gold Class para passageiros que desejam viajar com mais conforto. 

Duas linhas de metrô de Dubai cobrem uma grande parte da cidade, a linha vermelha vai de Rashidiya e do Aeroporto de Dubai pelo centro da cidade e ao longo de Sheikh Zayed Road, a linha verde passa por alguns dos mais movimentados bairros de Dubai em Deira e Bur Dubai.

O Metrô de Dubai é uma maneira rápida, inteligente e com preços razoáveis para os visitantes se locomoverem pela cidade e terem uma boa visão da cidade através das faixas mais elevadas do metrô. Integrado com o novo sistema de ônibus, muitas áreas de Dubai são acessíveis através do metrô.




Fonte: Emirates

domingo, 13 de outubro de 2019

Trens na Holanda estão sendo alimentados por energia eólica

A empresa nacional de ferrovias da Holanda, a NS, anunciou que todos os seus trens elétricos de passageiros agora estão sendo 100% alimentados por energia eólica. A NS anunciou o seu objetivo (de ter uma frota inteiramente movida por eletricidade captada do vento) pela primeira vez em 2015, e cumpriram isso com um ano de antecedência.


Desde 1 de janeiro, 100% dos nossos trens estão funcionando com energia eólica, disse Ton Boon, porta voz da empresa. “Então, de fato, atingimos nosso objetivo um ano antes do planejado.” Em 2015, a NS iniciou uma parceria com a Eneco, empresa local de eletricidade. Como mencionado, seu objetivo era fazer com que toda a frota de trens elétricos fosse movida a energia eólica em janeiro de 2018. Fonte: NS Holanda


sábado, 12 de outubro de 2019

Estação Aeroporto Internacional

Existem várias maneiras de viajar do Aeroporto Internacional de Incheon para o centro de Seul. As formas mais populares incluem tomar o Airport Railroad Express (AREX), Metrô Metropolitano de Seul, ônibus de limusine do aeroporto e táxis. Entre estes, a ferrovia do aeroporto tem o benefício de evitar o tráfego nas estradas, permitindo que os turistas cheguem ao seu destino em um momento específico.


O Incheon Airport Trem Maglev, é um trem do tipo Maglev na Coreia do Sul, ele foi inaugurado em 3 de fevereiro de 2016. É a segunda linha Maglev do mundo comercialmente operarando. Os trens com design futurista graças ao peso bem mais leve e com custos de construção cortados a metade é rápido para fazer as conexões. Ele liga o Aeroporto Internacional de Incheon à Estação de Yongyu e Complexo de Lazer ao atravessar a ilha de Yeongjong. A linha não é considerada parte do metrô metropolitano de Seoul, é possível realizar a transferência para o AREX do Metro Metropolitano de Seul na Estação do Aeroporto Internacional de Incheon. Fonte: Seul News


terça-feira, 8 de outubro de 2019

Trens em clima rigoroso - Via Rail

VIA Rail Canada popularmente chamada de VIA Rail ou VIA é uma corporação pública controlada pelo governo do Canadá. A empresa é responsável por administrar a maior parte do transporte ferroviário interurbano de passageiros no país.

A VIA Rail opera trens em oito províncias canadenses - todas com exceção da Terra Nova e Labrador e a Ilha do Príncipe Eduardo. numa rede que compreende 12.500 km de trilhos. Anualmente são transportados 4,1 milhões de passageiros, a maioria dos quais no corredor Quebec City - Windsor. Fonte: Via Rail