Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2019

Trens sendo alimentados por energia eólica

Imagem
A empresa nacional de ferrovias da Holanda, a NS, anunciou que todos os seus trens elétricos de passageiros agora estão sendo 100% alimentados por energia eólica. A NS anunciou o seu objetivo (de ter uma frota inteiramente movida por eletricidade captada do vento) pela primeira vez em 2015, e cumpriram isso com um ano de antecedência. Desde 1 de janeiro, 100% dos nossos trens estão funcionando com energia eólica, disse Ton Boon, porta voz da empresa. “Então, de fato, atingimos nosso objetivo um ano antes do planejado.” Em 2015, a NS iniciou uma parceria com a Eneco, empresa local de eletricidade. Como mencionado, seu objetivo era fazer com que toda a frota de trens elétricos fosse movida a energia eólica em janeiro de 2018. Fonte: NS Holanda

Programa de sinalização embarcada - Alstom

Imagem
17 de dezembro de 2019 - A Linha de Implantação Antecipada Norte, que vai de Roskilde a Köge, no leste da Dinamarca, abriu serviço comercial no início desta semana. É a primeira linha na Dinamarca equipada com soluções de sinalização de bordo ERTMS, a bordo e totalmente integrada ao Sistema de Gerenciamento de Tráfego da Alstom. A linha tem pouco mais de 20 km de extensão e a frota que opera na linha é composta por 12 trens, de propriedade da DSB. A Dinamarca está em andamento para substituir seu atual sistema de sinalização ferroviária pelo ETCS nível 2 da linha de base 3 para aumentar ainda mais a capacidade de passageiros e reduzir os atrasos. O Banedanmark é o primeiro proprietário de infraestrutura na Europa a aplicar esta versão de linha de base em escala nacional. A abertura da linha representa um marco significativo para o programa de sinalização dinamarquês executado pelo Banedanmark, proprietário da infraestrutura dinamarquesa. "Estamos extremamente orgulhos

Fertagus 70 mil por dia

Imagem
A FERTAGUS é, assim, o primeiro operador privado a assegurar a gestão e exploração comercial de uma linha ferroviária em Portugal, mediante o pagamento à IP - Infraestruturas de Portugal de uma taxa pela utilização das infraestruturas, sendo também a primeira vez que este mecanismo foi introduzido no sistema ferroviário português. No âmbito do contrato de concessão, a empresa assegura a exploração da ligação ferroviária, a segurança, manutenção dos comboios e de algumas das estações da Margem Sul (do Pragal a Penalva), sendo também responsável pela venda de títulos de transporte de Eixo Ferroviário Norte/Sul, assim como pelo recrutamento, formação e gestão de toda a equipa que opera nos comboios e nas estações. A FERTAGUS serve atualmente 14 estações numa extensão de linha com cerca de 54 km . Dez na Margem Sul: Setúbal, Palmela, Venda do Alcaide, Pinhal Novo, Penalva, Coina, Fogueteiro, Foros de Amora, Corroios e Pragal, e quatro na Margem Norte: Campolide, Sete Rios, Entr