Postagens

Projeto das novas ferrovias brasileiras - Valec

Imagem
Vídeo da Valec sobre a integração das regiões brasileiras e o escoamento da produção nacional por meio de ferrovias. A Ferrovia Norte-Sul é uma ferrovia brasileira concessão da Vale SA. através de licitação realizada pela VALEC em 2008. Quando concluída, possuirá a extensão de 1.980 km e cortará os estados de Pará, Maranhão, Tocantins, Goiás, Minas Gerais, São Paulo e Mato Grosso do Sul. A ferrovia foi concebida sob o propósito de ampliar e integrar o sistema ferroviário brasileiro. Ligará Senador Canedo (GO), a Belém, conectando-se, a sul, em Anápolis (GO), com a Ferrovia Centro-Atlântica, e, a norte, em Açailândia (MA), com a Estrada de Ferro Carajás. Ao longo de seu trajeto, a ferrovia segue paralela à Rodovia Belém-Brasília (BR-153; BR-226 e BR-010) e ao leito do Rio Tocantins. As obras da ferrovia iniciaram-se em 1987, durante o governo do presidente José Sarney. Atualmente encontra-se pronto o trecho entre Açailândia(MA) e Palmas (TO).

Trem de Alta Velocidade na Reta Final

Imagem
O governo federal adiou mais uma vez o lançamento do edital de licitação do Trem de Alta Velocidade (TAV), o bilionário projeto de transporte que ligará as cidades de Campinas , São Paulo e Rio de Janeiro. Coube ao presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Bernardo Figueiredo, anunciar nesta terça-feira (30) ao final da audiência pública na comissão mista do Congresso que examina a medida provisória (MP 576) que cria a nova estatal, anunciar a mais recente prorrogação: o edital deve demorar mais 15 dias para ser publicado. A justificativa apresentada por Figueiredo para o novo adiamento é a de que o Executivo recebeu cerca de 150 reivindicações de potenciais investidores de mudanças no edital. Algumas das sugestões, segundo ele, devem ser acatadas. A ideia inicial do governo era divulgar o edital na quarta-feira. "O fato de a gente estar disposto a acatar, implica em refazer parte do edital", afirmou. "Teremos uma reunião amanhã (quarta-feira) par

Tatuzão será utilizado no Rio de Janeiro

Imagem
O tatuzão será utilizado na construção da linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro, foi projetado para concluir cerca de 15 metros de túnel por dia a uma profundidade de 30 metros. Seu avanço se dá por meio de telemetria a distância, através de  cilindros macacos hidráulicos apoiados nas placas de concreto  que ele mesmo instala. Nesse percurso, é  monitorado online  por especialistas, no Brasil e na Europa. Com recursos tecnológicos que o caracterizam como “inteligente”, o comando de operação é feito de forma computadorizada de uma cabine que tem comunicação direta com o túnel e o fabricante europeu.  Assim, qualquer falha eventual pode ser sanada a distância, via satélite. O sistema informatizado permite ainda antever as condições do solo com que a máquina se deparará logo adiante. Já foi utilizado em outros países como a Austrália, foi projetado especialmente para áreas densamente povoadas, sem oferecer riscos as construções já existentes.

Bondes para todos os gostos

Imagem
Foi um festival de bondes e trens regionais. Nada menos de catorze modelos produzidos por igual número de fabricantes mostraram na InnoTrans que não é só no Brasil que as cidades estão querendo voltar aos trilhos. Havia naturalmente trens Alstom e Siemens, e Stadler e Skoda. Mas havia também fabricantes desconhecidos, que nem na InnoTrans se tinha ouvido falar: Zos Vrutky, da Eslováquia, com seu Movia diesel-hidráulico;  Durmazlar Machinery, da Turquia, com o VLT Silkworm de piso baixo,  ou ainda Pojazdy Szynowe PESA Bydgoszcz, da Polônia, com o TUD Link, para velocidade até 140 km/h. Nenhuma crise, nenhuma dívida grega diminuiu o interesse do público e dos expositores da maior feira ferroviária do mundo, onde o Brasil por sinal teve presença destacada, com um pavilhão de 42 expositores, organizado por iniciativa da ANTF e da Abifer. O VLT Tango, da Stadler, ao lado do TAV Avril, da Talgo “Estamos trabalhando no setor que mais cresce no mundo”, dizia, exultante

Novo Trem de Alta Velocidade da Bombardier Exibido na Itália

Imagem
O primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, visitou o modelo em tamanho real do Frecciarossa 1000, o mais novo membro da família de trens de alta velocidade da família BOMBARDIER ZEFIRO. O revolucionário trem que combina eficiência de custos com alta capacidade de transporte será também exibido na feira InnoTrans 2012, em Berlim. A operadora italiana de trens Trenitalia apresentou o modelo em tamanho real do Frecciarossa 1000 , trem de alta velocidade que está sendo fabricado pela líder em tecnologia ferroviária Bombardier Transportation, em consórcio com a sua parceira AnsaldoBreda. O  Frecciarossa 1000  é o mais novo membro da família de trens de alta velocidade  ZEFIRO  da Bombardier, conhecido como modelo V300ZEFIRO . A apresentação ocorreu na cidade de Rimini, no domingo, 19 de agosto, para coincidir com a XXXIII Reunião Anual para a Amizade Entre os Povos, realizada nesta cidade. O primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, compareceu ao evento juntamente com o Direto

Problemas no transporte aéreo levam mais americanos a optar por trens

Imagem
Durante muito tempo este serviço foi desconsiderado pelos viajantes da região Nordeste dos Estados Unidos, mas hoje a companhia de trem Amtrak está dominando a frequência de viagens comerciais que fazem conexão entre as cidades de Washington, Nova York e Boston. Neste verão (inverno no Brasil), seus trens estão lotados. Há uma década, os voos da Delta Airlines e US Airways eram a forma preferida de se transitar entre as cidades. Mas as tarifas elevadas, o  lento procedimento de segurança dos aeroportos  e os atrasos frequentes desagradam os viajantes, conquistados por trens de alta velocidade Acela da Amtrak, além de passagens que podem ser emitidas online.     Segundo a Amtrak, 75% dos passageiros que viajam entre Nova York e Washington usam trem. Uma grande parte destes clientes apareceu desde que o modelo Acela foi introduzido em 2000 e a segurança dos aeroportos foi reforçada depois de 2001. Antes, a Amtrak tinha apenas cerca de um terço do negócio entre Nova York e Washi

Trem de Passageiros entre Belo Horizonte e Vitória.

Imagem
A Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) tem 905 km de extensão e é uma das mais modernas e produtivas ferrovias do Brasil. São 2 trens de passageiros circulando diariamente e é o único trem de passageiros diário no Brasil e liga duas importantes capitais brasileiras: Vitória-ES e Belo Horizonte-MG. Em funcionamento desde 1907, o serviço incentiva o turismo e transporta cerca de um milhão de passageiros por ano com segurança e conforto.  O trajeto percorre regiões de belas paisagens e importância histórica, passando por cidades coloniais às margens do Rio Piracicaba e do Rio Doce, em Minas Gerais, até chegar às praias do Espírito Santo. A viagem de 664 km dura aproximadamente 13 horas. Um trem parte de Vitória às 7 horas da manhã e chega a Belo Horizonte por volta de 19 horas e 40 minutos. O outro trem sai de Belo Horizonte às 7 horas e 30 minutos e chega a Vitória às 20 horas e 10 minutos. O trem conta com 3 vagões-restaurantes, 32 carros na classe econôm

Novo Trem de Metrô do Rio de Janeiro

Imagem
A Repórter Ana Luiza Reyes foi até Changchun, na China, para mostrar a linha de produção dos novos trens do Metrô Rio. A previsão de melhora só será percebida após a entrada de pelo menos de 5 trens em operação. As composições estão sendo fabricadas na China, entre outras novidades existentes os trens terão telas de lcd, circuito interno de segurança, maior área livre dentro dos vagões. Após a chegada de todos os trens o intervalo promete diminuir bastante. O aumento no números de usuários também será significativo. Fonte: Rádio Globo

ETAV deve começar a operar em um mês

Imagem
A Etav (Empresa do Trem de Alta Velocidade), estatal que vai gerenciar o projeto de trem-bala do país, deverá começar a operar um mês, disse hoje Bernardo Figueiredo, que foi escolhido pela presidente Dilma Rousseff para assumir a presidência da empresa. Em 2010, o Congresso Nacional aprovou a criação da estatal, mas até agora ela não tinha sido efetivamente posta para funcionar devido ao fracasso em 2011 da primeira tentativa do governo de licitar o trem de alta velocidade entre Campinas-SP-RJ. Segundo Figueiredo, que teve sua renomeação à presidência da ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre) rejeitada pelo Senado em fevereiro, a estatal já tem orçamento (R$ 8 milhões para esse ano) e precisaria de ter formalidades como registros, formação de conselho e o restante da diretoria para começar a funcionar. "Acho que em um mês a gente resolve isso", disse Figueiredo que foi confirmado hoje pelo ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, como presidente

Bombardier Zefiro

Imagem
Feira internacional de transportes que se inicia nesta terça-feira, 21,  na Alemanha, mostra trens e outros veículos com tendência ecológica, com tecnologia e design focados na economia de combustível e utilização de formas alternativas de energia.  Um dos veículos apresentados é o Bombardier Zefiro, trem de alto desempenho que alcança 380 km/h e teve a maior parte da sua produção feita com materiais "verdes", fazendo parte da tecnologia ECO4 implantada pela empresa.  "A indústria de transporte ferroviário, assim como muitas outras, esteve em tempos de tempestade nos últimos anos, mas agora com o fim da crise temos novos desafios a serem realizados", afirmou André Navarri, presidente da Bombardier. Em contato com a imprensa e lideranças dos Verdes alemães, Navarri disse estar torcendo por uma vitória de Marina Silva, no Brasil, "pois ela tem essa proposta filosófica de desenvolvimento equilibrado entre economia e ecologia, que é a base da criação do nosso

Roma-Nápoles, AGV Italo Alstom

Imagem
O AGV. Italo fez uma viagem inaugural entre Roma e Nápoles (Itália) com vários jornalistas e gestão NTV bordo.  O trem saiu de Roma, como planejado, pouco antes de 10 horas e chegou na hora em Nápoles às 11h05. Fundada em 2006, a fim de operar rede de Itália de comboio de alta velocidade, NTV, primeira operadora privada da Itália, escolheu a Alstom em 2008 para fornecer e manter 25 trens AGV por um período de 30 anos.  O projeto final para as composições e os seus órgãos internos - completamente personalizado para NTV - foram revelados no centro de manutenção de Nola em 13 de Dezembro de 2011. Alstom A primeira viagem foi a oportunidade para a imprensa para viajar a bordo da composição AGV primeiro.  Os trens são ultramoderno, com um ótimo desempenho ambiental e econômico.  A tecnologia de bordo também é projetado para permitir que todos os tipos de viajantes - famílias, estudantes, gestores e turistas - para permanecer conectado com seu ambiente e aproveitar ao m

Alstom apresenta VLT em Jundiaí

Imagem
A Alstom expõe, até o dia 22 de abril, uma maquete em tamanho real do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) Citadis, na Praça Matriz, em Jundiaí, interior de São Paulo. O VLT é um dos sistemas de média e grande capacidade que estão sendo analisados pela prefeitura para melhorar o trânsito na região central da cidade. Segundo a prefeitura, a maquete atrai a visita de 1,5 mil pessoas por dia. A maquete tem 2,40m de largura, 3,37m de altura e 13,5m de comprimento, enquanto o VLT real tem largura de 2,65m e opções de 30 ou 40m de comprimento, além de capacidade para mais de 400 passageiros. Segundo a Alstom, o VLT Citadis possui gasto de energia até 75% menor em relação ao ônibus elétrico e transporta o equivalente a 50 carros ou três ônibus. O modelo é usado em 34 cidades e conta com mais de 1.100 composições em operação pelo mundo. Caso a prefeitura de Jundiaí escolha o sistema de VLT da Alstom como o ideal para o transporte da cidade, será o primeiro contrato este tipo firmado p

Governo autoriza obras do monotrilho em SP

Imagem
A linha 17-ouro completa terá cerca de 18 km de extensão e 18 estações. A primeira etapa de obras terá 8 km, saindo do aeroporto, passando pela avenida Roberto Marinho até a estação Morumbi da linha 9-esmeralda da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). A demanda de passageiros prevista na linha é de 252 mil pessoas por dia, e deve começar a operar a partir de 2015. O investimento será de cerca de R$ 3,2 bilhões, com recursos provenientes dos governos do Estado, do município e empréstimo do governo federal (Caixa e BNDES). Apesar de trafegar sobre trilhos elevados, a construção do monotrilho vai desapropriar 110 imóveis. Três decretos já foram publicados pelo governo, em um total de 118 mil m² --equivalente a 14 campos de futebol. Por conta do início das obras, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) vai interditar uma faixa da avenida Roberto Marinho, no sentido marginal, a partir das 17h de domingo (1º). A faixa a ser fechada fica junto ao cante

Trem do Monotrilho - Linha 2-Verde SP

Imagem
Confira o Monotrilho da linha 2 verde do estado de São Paulo e veja como será seu interior e algumas características do Monotrilho. O Monotrilho é um transporte elétrico não poluente, a tendência nas grandes metrópoles é a utilização de transportes ecologicamente correto. Outro sistema interessante é o Aeromóvel do Rio Grande do Sul e de Nova Iguaçu no Rio de Janeiro que está em fase de implantação. Veja mais informações neste site.

Supervia estreia primeiro trem chinês

Imagem
Depois de dois anos de espera, entra em operação, nesta terça-feira, o primeiro dos 34 trens chineses comprados pelo governo estadual, em 2009, para a SuperVia. A estreia da composição, que custou US$ 188 milhões, será no ramal de Deodoro, às 11h, e contará com a presença do vice-governador Fernando Pezão e do secretário estadual de Transportes, Julio Lopes. A concessionária também irá reinaugurar a estação Silva Freire, no Méier, que ficou fechada por 22 anos, e servirá de parada nos ramais de Japeri e Santa Cruz. O projeto surgiu da necessidade de distribuir o fluxo de passageiros nas estações vizinhas do Méier e do Engenho de Dentro. Durante os primeiros 30 dias de operação, o novo trem funciona fora dos horários de rush, até Campo Grande, com quatro vagões. Quando o restante das composições começarem a operar, os 34 trens passam a circular nas horas de pico, com oito vagões, nas linhas paradoras de Campo Grande, Bangu e Deodoro.  Os trens que hoje circula

Ministro confirma edital do TAV para abril

Imagem
O ministro dos Transportes, Paulo Passos, e o diretor-geral da Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT), Bernardo Figueiredo, afirmaram ontem que o edital da primeira parte da licitação do Trem de Alta Velocidade (TAV), que trata da operação, deverá ser publicado em abril, com o leilão sendo realizado em outubro. Figueiredo explicou que as audiências públicas sobre o projeto começarão neste mês e devem terminar em março. "A meta é até o fim do ano ter a tecnologia do Trem de Alta Velocidade contratada." Segundo ele, seis grupos já demonstraram interesse na licitação. Figueiredo afirmou também que o projeto técnico da obra não mudou. O ministro Paulo Passos disse que a demora na publicação do edital se deve à "alta complexidade" do projeto. O leilão do TAV já foi adiado duas vezes e, quando foi realizado, em julho do ano passado, não houve interessados. Por isso, o governo decidiu alterar o modelo de licitação, dividindo-o em duas partes.

Veículo Leve Sobre Trilhos - Seis linhas de VLT - RJ

Imagem
Seis linhas do VLT ligarão pontos como a Rodoviária Novo Rio, a Central do Brasil, a Praça XV e o Aeroporto Santos Dumont. O Centro do Rio de Janeiro ganhará, até o início dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, um novo e moderno meio de transporte público, que trará conforto e rapidez aos usuários. O Veículo Leve sobre Trilhos, ou VLT, servirá de ligação entre outros diversos modais e diminuirá sensivelmente a quantidade de ônibus na região. O novo bondinho terá capacidade para 450 passageiros por composição. Serão seis linhas cobrindo 52 quilômetros. Até a Copa do Mundo de Futebol, em 2014, duas linhas estarão em operação. No ano seguinte, para a comemoração dos 450 anos da cidade, mais duas linhas serão entregues. O VLT estará completo até o início do Rio 2016. Fonte Rio 2016

Bombardier testa novo trem na Suécia

Imagem
"Trem Verde" gera eletricidade a partir da frenagem A Bombardier Transportation, junto com pesquisadores da Suécia, divulgou nesta quarta-feira (25/01) os resultados do projeto Gröna Tåget, ou “Trem Verde”, que tem como objetivo juntar idéias, propostas e soluções técnicas para tornar os serviços de trens do país – tanto de longa distância quanto regionais rápidos – mais eficientes e com menor consumo energético. O projeto, conduzido pela Administração Sueca de Transportes, em parceria com a Bombardier Transportation e o Instituto Real de Tecnologia de Estocolmo, utiliza um trem elétrico rápido do tipo pendular, baseado no trem Bombardier Regina, capaz de atingir 300 km/h em linhas exclusivas para trens de alta velocidade. O veículo em teste atingiu 303 km/h – um recorde para a Suécia. Com design aerodinâmico e motores que geram eletricidade a partir da frenagem, o Trem Verde conseguiu baixar o consumo de energia entre 30% e 35%. Além disso, graças ao perfil d

Concessionárias querem unir Trem e Metrô no Rio

Imagem
Os grupos Odebrecht e Invepar estão avaliando a fusão de seus sistemas de transporte ferroviário no Rio de Janeiro. Isso significaria unificar as operações da Supervia, controlada pela Odebrecht, que opera o serviço de trens urbanos da região metropolitana do Rio, e o Metrô do Rio, da Invepar, concessionária do metrô das linhas 1 e 2. Segundo apurou o Brasil Econômico, as conversas começaram há mais de um ano e contam com o aval do governo estadual.Quem acompanha as conversas pelo lado do Estado é Julio Lopes, secretário de Transportes. A negociação está adiantada, segundo pessoas próximas das operações. O primeiro passo da unificação é a integração operacional, com o sistema de bilhete único. O passo seguinte seria a formalização de joint venture entre as concessionárias. A fusão entre as duas empresas dependeria do resultado da integração dos dois sistemas. O que está por trás do interesse de unificar as operações é a tentativa de melhorar o sistema de transporte fluminens

Empresa privada italiana lança 1º trem de alta velocidade, chamado Italo

Imagem
  Italo, o primeiro trem de alta velocidade de uma empresa privada da Itália, foi apresentado nesta terça-feira em Nola, próximo a Nápoles, pela empresa ferroviária NTV, que pretende competir a partir de 2012 com a estatal Trenitalia. "Inauguramos uma era marcada pela competição, os passageiros poderão escolher", afirmou Luca di Montezemolo, presidente da NTV ao inaugurar o trem, de cor vermelha e fabricado pela francesa Alstom. Italo, o primeiro trem de alta velocidade de uma empresa privada da Itália, foi apresentado nesta terça-feira em Nola, próximo a Nápoles, pela empresa ferroviária NTV, que pretende competir a partir de 2012 com a estatal Trenitalia. "Inauguramos uma era marcada pela competição, os passageiros poderão escolher", afirmou Luca di Montezemolo, presidente da NTV ao inaugurar o trem, de cor vermelha e fabricado pela francesa Alstom. Apresentado por Montezemolo como o "trem mais moderno da Europa", é a última gera