sábado, 24 de novembro de 2012

Projeto das novas ferrovias brasileiras - Valec

Vídeo da Valec sobre a integração das regiões brasileiras e o escoamento da produção nacional por meio de ferrovias. A Ferrovia Norte-Sul é uma ferrovia brasileira concessão da Vale SA. através de licitação realizada pela VALEC em 2008. Quando concluída, possuirá a extensão de 1.980 km e cortará os estados de Pará, Maranhão, Tocantins, Goiás, Minas Gerais, São Paulo e Mato Grosso do Sul.


A ferrovia foi concebida sob o propósito de ampliar e integrar o sistema ferroviário brasileiro. Ligará Senador Canedo (GO), a Belém, conectando-se, a sul, em Anápolis (GO), com a Ferrovia Centro-Atlântica, e, a norte, em Açailândia (MA), com a Estrada de Ferro Carajás. Ao longo de seu trajeto, a ferrovia segue paralela à Rodovia Belém-Brasília (BR-153; BR-226 e BR-010) e ao leito do Rio Tocantins.

As obras da ferrovia iniciaram-se em 1987, durante o governo do presidente José Sarney. Atualmente encontra-se pronto o trecho entre Açailândia(MA) e Palmas (TO).

domingo, 11 de novembro de 2012

Trem de Alta Velocidade na Reta Final

O governo federal adiou mais uma vez o lançamento do edital de licitação do Trem de Alta Velocidade (TAV), o bilionário projeto de transporte que ligará as cidades de Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro. Coube ao presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Bernardo Figueiredo, anunciar nesta terça-feira (30) ao final da audiência pública na comissão mista do Congresso que examina a medida provisória (MP 576) que cria a nova estatal, anunciar a mais recente prorrogação: o edital deve demorar mais 15 dias para ser publicado.

Divulgação

A justificativa apresentada por Figueiredo para o novo adiamento é a de que o Executivo recebeu cerca de 150 reivindicações de potenciais investidores de mudanças no edital. Algumas das sugestões, segundo ele, devem ser acatadas. A ideia inicial do governo era divulgar o edital na quarta-feira. "O fato de a gente estar disposto a acatar, implica em refazer parte do edital", afirmou. "Teremos uma reunião amanhã (quarta-feira) para definir isso", completou.

O presidente da estatal admitiu que pelo menos um ajuste deve ser feito para contemplar a participação de um grupo coreano, liderado pela Hyundai, para participar da concorrência. A proposta original exigia pelo menos 10 anos de experiência para a entrada na disputa, mas o grupo asiático, segundo Figueiredo, tem oito anos e meio. "A gente quer um ambiente competitivo e não teria sentido excluir um grupo dessa importância", afirmou.

Figueiredo disse que a nova prorrogação servirá para ajustar o contrato e passar pelo crivo do governo e do Tribunal de Contas da União (TCU).

Prazo

Outra mudança que deve ser feita é a ampliação do prazo entre o lançamento do edital e a efetiva apresentação das propostas pelos investidores: de seis meses para possivelmente oito meses. Com isso, a licitação da primeira etapa do trem-bala, que deve contar com a participação de seis grupos econômicos, deve ocorrer apenas em julho de 2013. Desde o ano passado, o lançamento do edital do projeto vem sendo sucessivamente adiado.


Durante a audiência pública, o presidente da EPL confirmou, conforme o 'Estado' revelou na segunda-feira, que o governo pretende entregar as novas concessões rodoviárias já com as respectivas licenças prévias para a realização das obras. Figueiredo disse que o desafio é agilizar o processo e inverter a lógica atual, na qual os licenciamentos ambientais ocorrem posteriormente à efetivação dos contratos.

A audiência transcorreu numa clima bastante amistoso, ainda mais diante do fato de que, em março, o Senado rejeitou a recondução de Figueiredo para a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). No caso da EPL, contudo, não é preciso o nome dele ser sabatinado pelos senadores.



sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Trem dos Mares Costa Verde - Mangaratiba - RJ

A Oscip Amigos do Trem trabalha pela preservação, reimplantação do transporte ferroviário, principalmente o transporte de passageiros sobre trilhos em todo território nacional.

O projeto “Trem dos Mares da Costa Verde”, da Prefeitura de Mangaratiba, continua a todo vapor. Neste fim de semana o secretário de Assuntos Estratégicos Francisco Ramalho esteve na cidade de Santos Dumont, Minas Gerais, para uma reunião com representantes da Oscip  Amigos do Trem. O objetivo do encontro foi fechar a parceria entre a prefeitura e o órgão e conhecer o veículo que será responsável pelo passeio. Conheça também o Projeto da Organização da Sociedade Civil de Interesse Público Amigos do Trem o Expresso Pai da Aviação em Minas Gerais, acesse: http://oscip-amigosdotrem.blogspot.com

Litorina recuperada pela Oscip Amigos do Trem
Francisco comemorou o resultado da reunião e disse que o projeto está em ritmo acelerado. “Esse encontro foi muito positivo, pois fechamos a parceria. Eles vão nos ceder a composição do modelo litorina, com capacidade para 80 pessoas, possui 2 motores, 2 cabines de condução, que percorrerá o trajeto de 18 Km. Em contrapartida nós iremos absorver a mão de obra especializada deles que conta com maquinista, mecânicos, equipe de manutenção e outros setores específicos”. Francisco ressalta ainda que a ideia é desenvolver um plano integrado de turismo, ligando mar e montanha. “Mais uma empresa vai se instalar em Mangaratiba, trazendo empregos e alavancando o turismo sustentável”.
A empresa que o secretário se refere é a Serra Verde Express, que já explora a linha Curitiba-Paranaguá, no Paraná. Ela pretende trabalhar com hotéis e restaurantes da cidade para venda de pacotes fechados com estadia e alimentação. A perspectiva é que a viagem inaugural seja em fevereiro de 2013, às vésperas do Carnaval, e a operação em definitivo no mês de junho, já com a anuência da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).
O assessor da Secretaria estadual de Transportes e especialista em ferrovias, Antônio Pastori explica que o projeto está bem encaminhado. “Hoje, no Estado do Rio só temos o Corcovado como trem turístico, que leva cerca 800 mil passageiros por ano. Este seria o segundo, daí a enorme importância deste projeto”, concluiu.

Próxima reunião será decisiva

No próximo dia 21 acontecerá uma nova reunião, talvez a mais importante até o momento, que reunirá representantes da operadora Serra Verde Express, técnicos e representantes da MRS, Vale, ANTT e Governos Estadual e Municipal. A reunião decisiva traçará as datas da operação, análise de dados de controle, exigências pendentes para o funcionamento, desvios, engate de linhas, toda a parte de engenharia e discussão das licenças.

Conheça o projeto

O Trem dos Mares oferecerá uma viagem temática de trem. O passeio percorrerá o trecho de 18 km entre Itacuruçá e a enseada de Santo Antônio. Os passageiros poderão ver e vivenciar importantes elementos históricos, como as monumentais ruínas do Sahy - que guardam em suas construções a lendária trajetória do tráfico negreiro – além dos pontos turísticos, culturais e históricos presentes nos 180 anos de história de Mangaratiba. O trajeto permite inclusive a visualização da Ilha Grande e a Ilha da Marambaia, emolduradas pelas muralhas da Serra do Mar.

sábado, 13 de outubro de 2012

Tatuzão será utilizado no Rio de Janeiro


O tatuzão será utilizado na construção da linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro, foi projetado para concluir cerca de 15 metros de túnel por dia a uma profundidade de 30 metros. Seu avanço se dá por meio de telemetria a distância, através de cilindros macacos hidráulicos apoiados nas placas de concreto que ele mesmo instala.

Nesse percurso, é monitorado online por especialistas, no Brasil e na Europa. Com recursos tecnológicos que o caracterizam como “inteligente”, o comando de operação é feito de forma computadorizada de uma cabine que tem comunicação direta com o túnel e o fabricante europeu. 


Assim, qualquer falha eventual pode ser sanada a distância, via satélite. O sistema informatizado permite ainda antever as condições do solo com que a máquina se deparará logo adiante.

Já foi utilizado em outros países como a Austrália, foi projetado especialmente para áreas densamente povoadas, sem oferecer riscos as construções já existentes.

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Bondes para todos os gostos




Foi um festival de bondes e trens regionais. Nada menos de catorze modelos produzidos por igual número de fabricantes mostraram na InnoTrans que não é só no Brasil que as cidades estão querendo voltar aos trilhos. Havia naturalmente trens Alstom e Siemens, e Stadler e Skoda. Mas havia também fabricantes desconhecidos, que nem na InnoTrans se tinha ouvido falar: Zos Vrutky, da Eslováquia, com seu Movia diesel-hidráulico;  Durmazlar Machinery, da Turquia, com o VLT Silkworm de piso baixo,  ou ainda Pojazdy Szynowe PESA Bydgoszcz, da Polônia, com o TUD Link, para velocidade até 140 km/h.

Nenhuma crise, nenhuma dívida grega diminuiu o interesse do público e dos expositores da maior feira ferroviária do mundo, onde o Brasil por sinal teve presença destacada, com um pavilhão de 42 expositores, organizado por iniciativa da ANTF e da Abifer.

Clique para ampliar

O VLT Tango, da Stadler, ao lado do TAV Avril, da Talgo

“Estamos trabalhando no setor que mais cresce no mundo”, dizia, exultante, Georg Andreas, da Panfer, trading austríaca especializada em comércio de material ferroviário. “Na cidade do Porto – contava – estão quebrando o asfalto para repor em tráfego os bondes que circulavam no passado. Fato semelhante está acontecendo em dezenas e dezenas de cidades em muitos países, o que explica tantos novos fabricantes de material para transporte urbano”.


      TUD Link, da Pesa polonesa, com dois carros, capacidade para 126 passageiros sentados e velocidade máxima de 140 km/h.

Se a crise afetou algum segmento, foi nos trens de alta velocidade. Só havia um lançamento este ano, o Avril, da Talgo, capaz de alcançar 380 km/h, com tração distribuída (inclusive nos truques) e mantendo a tecnologia de rodas independentes, sem eixos, como em todos os Talgos (donde Alta Velocidad Rueda Independiente Ligero – AVRIL). Os outros dois modelos estavam em mock-up: o Frecciarossa 1000, um cruzamento entre o Zefiro da Bombardier e o ETR da AnsaldoBreda, para 400 km/h, multicorrente, previsto para entrar em serviço em 2013; e o ICE, que vem a representar  a maior encomenda já assinada pela Siemens nos 160 anos de sua história, com 300 unidades a serem fornecidas para a Deutsche Bahn, a partir de 2016. Como as versões anteriores do ICE, a preocupação não é velocidade – que não vai além de 250 km/h – mas economicidade, conforto e flexibilidade, podendo ser usado tanto em linhas dedicadas como em linhas convencionais.  A exposição de equipamento de carga foi inexpressiva.
Veja a seguir a galeria dos VLTs e trens regionais apresentados na InnoTrans 2012. A feira termina hoje para o público profissional, mas permanece aberta até o dia 26 para o público em geral.