sábado, 30 de março de 2013

Trem de passageiros da Estrada de Ferro Carajás

O trem de passageiros da Estrada de Ferro Carajás (EFC) conecta os estados do Maranhão e do Pará, passando por 25 localidades, entre povoados e municípios. Além de seguro e eficiente, o serviço tem passagens até 50% mais baratas do que o transporte rodoviário e, por isso, é a escolha de cerca de 1.300 passageiros por dia.




Os passageiros contam com carro lanchonete, ar-condicionado, televisão, fraldário, ambulatório e vagão para portadores de deficiência. Para muitos moradores, o trem de passageiros efc é o único meio de transporte disponível na época das chuvas, quando muitas estradas ficam inacessíveis para carros e ônibus.



Uma observação importante é perfeitamente normal o cruzamento com diversos trens de cargas durante o percurso, não alterando em absolutamente nada a viagem dos trens de passageiros e dos trens de cargas, os trens de passageiros tem prioridade de passagem no tráfego de trens, exceto trem de socorro é claro.

Em funcionamento desde 1986, o trem parte da estação ferroviária do anjo da guarda, em São Luís, Maranhão, com destino a Parauapebas, no sudeste do Pará, às segundas, quintas-feiras e sábados, às 8h.
Às terças, sextas-feiras e domingos, realiza o percurso de volta. Não há viagem na quarta-feira.

segunda-feira, 25 de março de 2013

Aeromóvel de Porto Alegre - TTrans

Foram divulgadas nesta terça-feira as primeiras imagens do aeromóvel que fará o trajeto de 998 metros entre o aeroporto Salgado Filho e a Estação Aeroporto da Trensurb, em Porto Alegre. O A-100, com capacidade para 150 passageiros, foi concluído em 15 de outubro. O outro aeromóvel que percorrerá o traçado, o A-200, com capacidade para 300 passageiros, encontra-se em estágio avançado de montagem. Os veículos irão operar alternadamente conforme a demanda.


O projeto do aeromóvel está orçado em R$ 33,8 milhões e tem previsão de conclusão até o fim do primeiro semestre de 2013. Atualmente, estão em construção os dois terminais do veículo, um junto à Estação Aeroporto, com cerca de 170 metros quadrados, e outro junto ao edifício-garagem do aeroporto, com cerca de 430 metros quadrados.

Divulgadas primeiras imagens do novo aeromóvel da Capital Aeromovel Brasil S.A./Divulgação
Fonte: Zero Hora

A via elevada foi concluída em setembro pela construtora Premold e encontra-se em andamento a colocação dos trilhos sobre as vigas. O pacote tecnológico tem 81% de conclusão e a fabricação dos veículos, 93%. A execução do escopo total do projeto alcança 86% de execução.


quarta-feira, 20 de março de 2013

Tatuzão para escavar Linha 4 do metrô chega ao Rio


O Tunnel Boring Machine (TBM), ‘Tatuzão’, já está no Rio de Janeiro, onde vai ser usado para construção do túnel da Linha 4 (Ipanema – Barra da Tijuca). O equipamento foi transportado por caminhões especiais do Porto do Rio, onde chegou, até a Leopoldina, local que será usado para a pré-montagem da máquina, antes do ser transportada para a obra.


O equipamento tem 115 peças, das quais 25 já estão no local da pré-montagem. As partes estarão juntas até o fim da semana. Só o rolamento, um dos principais componentes do Tatuzão, pesa 153 toneladas e exigiu um esforço diferenciado para seu transporte, um caminhão especial (uma linha de eixos) que percorreu os dois quilômetros entre o porto e a Leopoldina em uma hora.

Até outubro, a máquina começa a construir o túnel subterrâneo do metrô de Ipanema à Gávea sem passar por baixo de prédios e sem a necessidade de abrir buracos na superfície das ruas, minimizando o impacto das obras. Com 2 mil toneladas e 120 metros de comprimento por 11,5 metros de diâmetro (o equivalente a um prédio de quatro andares), o Tatuzão escava de 15 a 18 metros de túnel por dia, quatro vezes mais rápido que os métodos utilizados anteriormente no Rio de Janeiro.


Inédito no estado, trata-se do maior TBM da América Latina e o maior equipamento já utilizado em obras metroviárias no Brasil. A viagem do ‘Tatuzão’ – que veio dividido em 12 contêineres e outras 71 peças soltas – começou, em janeiro, em Schawanau, na Alemanha. De lá, seguiu de caminhão até o Porto de Kehl, no Alto Reno, na França. Depois, foi colocado em uma balsa com destino ao Porto da Antuérpia, na Bélgica, onde embarcou no navio Thorco Copenhagem para o Brasil.

A embarcação chegou em águas cariocas em 27 de fevereiro e ficou em alto mar, entre Ipanema e Copacabana, enquanto aguardava autorização para atracar no Porto do Rio. A segunda etapa da montagem do TBM acontecerá em uma caverna no subsolo ao lado da Estação General Osório, de onde o Tatuzão irá iniciar as escavações em direção à Gávea. Fonte: Correio do Brasil

segunda-feira, 18 de março de 2013

CAF divulga imagens do novo trem da Linha 5-Lilás

A CAF (Construcciones y Auxiliar de Ferrocarriles) divulgou em seu site algumas imagens do novo trem da Linha 5-Lilás do Metrô de São Paulo. A futura 'Frota P' faz parte da expansão da Linha 5 rumo à Chácara Klabin. Ao todo, foi firmada a compra de 26 composições de seis carros cada, que se somarão aos já oito trens existentes da Alstom, em circulação desde 2002.


A pedido do próprio Metrô, o projeto de cabines aerodinâmicas (similar ao que foi feito na Frota H) não foi introduzido nesse projeto. Então, os próximos trens da CAF terão a cabine mais 'reta', o que dará uma uniformidade ao padrão de trens da Linha 5-Lilás. Como citado, os trens serão de seis carros, as caixas serão fabricadas em aço inox. Os trens terão ar-condicionado, câmeras de vigilância, gangway (salão contínuo) e portas mais largas.

A expansão da Linha 5-Lilás até Chácara Klabin já está em obras avançadas. Recentemente, visitamos as obras da estação Adolfo Pinheiro, onde pudemos acompanhar parte do que está acontecendo. Segundo informações do próprio Metrô, a expansão será concluída até o fim de 2015. Os novos trens poderão chegar até o começo de 2014 (ainda não foi informada uma data oficial para a chegada dos mesmos).
Fonte: CAF

domingo, 17 de março de 2013

Transporte ferroviário de passageiros na ferrovia mais alta do mundo

São mais de 4.000 km de viagem a bordo em um trem de passageiros, só na primeira parte do percurso da cidade de Pequim até Golmud são 3.000 km de distância. A altitude chega a passar dos 5.000 m na ferrovia Qinghai/Tibet.



Veja este documentário que mostra os desafios de milhares de trabalhadores para construir uma ferrovia em um dos ambientes mais extremos da Terra. Para assentar mais de mil quilômetros de trilhos em lugares remotos, escavar sete túneis e construir 675 pontes em uma altitude onde é quase impossível respirar. Foram necessários os esforços de 140 mil trabalhadores e dois mil paramédicos, profissionais que durante cinco anos conquistaram este ambiente hostil e deram forma à ferrovia Qinghai-Tibet, a mais alta e extrema do mundo. Fonte: China Online Trem