domingo, 28 de setembro de 2014

Aparelho detecta fadiga ou microssono para ser testado em Locomotivas EMD

Na feira Innotrans a Seeing Machines anunciou lançamento de aparelho para fadiga do condutor e tecnologia de monitoramento de distração para ser testado em ElectroMotive Diesel, é projetado para intervir em caso de um maquinista ter um microssono ou se distrair.

A tecnologia é usada em veículos de mineração de grande porte fornecidos pela empresa EMD Caterpillar. Ele usa uma câmera infravermelha montada no painel de instrumentos para monitorar os movimentos da cabeça do condutor, especialmente os olhos. Se a câmara monitora movimentos de cabeça e piscar de olhos cessou ou o motorista está distraído e olhando em uma direção inesperada, em seguida, um alarme eletrônico é acionado. Os alertas podem assim ser enviado para a sala de controle para tratamento do incidente.

sábado, 27 de setembro de 2014

ANTT e agência europeia firmam parceria para o setor ferrovirário

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a Agência Ferroviária Europeia (), assinaram, na terça-feira (23/9), em Berlim (Alemanha), um Memorando de Entendimentos com vistas a ampliar o diálogo entre o Brasil e a União Europeia. As conversas tiveram início em fevereiro, quando foi desenvolvido um plano de ação em que as partes se comprometeram a buscar uma cooperação mais estreita entre os reguladores, com vistas à obtenção de acordos de reconhecimento mútuo em matéria de requisitos técnicos, avaliação de conformidade e padrões na área ferroviária. Assinaram o documento o diretor-geral da ANTT, Jorge bastos, e o diretor executivo da ERA, Marcel Verslype. 


O Brasil está fazendo investimentos substanciais para ampliação e revitalização do seu sistema ferroviário. Por isso, a fim de maximizar a eficiência do sistema no mercado ferroviário brasileiro, a ANTT lançou, em junho deste ano, regulamentação sobre a atividade do Operador Ferroviário Independente (OFI), que implanta um novo modelo nos serviços de transporte ferroviário. O novo marco regulatório construído para o setor já é adotado amplamente na Europa e prevê a prestação do serviço de forma dissociada da exploração da infraestrutura.

Essa nova forma de concessão, caracterizada pela horizontalidade, difere do modelo vertical, em que a exploração da infraestrutura ferroviária e a prestação do serviço são executadas por uma única empresa. Isso permitirá a abertura do mercado e a competição entre vários agentes de transporte, tornando o serviço mais barato e eficiente. Esse modelo difere totalmente de tudo o foi feito no país até o momento e coloca o Brasil na vanguarda da regulamentação ferroviária, ao lado de países que são referência no setor. 


PIL – Em 2012, o governo federal lançou o Programa de Investimentos em Logística (PIL), que inclui um conjunto de projetos que contribuirão para o desenvolvimento de um sistema de transportes moderno e eficiente. Esses projetos serão conduzidos por meio de parcerias estratégicas com o setor privado, sempre buscando a conectividade entre os modais rodoviário, ferroviário, hidroviário, portuário e aeroportuário.
Em relação às ferrovias, o PIL propõe ampliar a malha ferroviária existente, com a construção de mais de 10 mil quilômetros de ferrovias e investimentos na ordem de R$ 99,6 bilhões. As linhas interligarão grandes centros de produção agrícola, mineral e industrial. Não apenas em direção aos portos, mas também para atender o transporte de carga voltada para o mercado interno.Fonte: ANTT

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Locomotiva de 3 Eixos H3 com Motor Híbrido da DB e Alstom

Deutsche Bahn AG e Alstom lançaram o primeiro de uma nova geração de híbridos H3 locomotivas de manobra. Os três eixos da locomotiva H3 com motor híbrido é ambientalmente amigável. Ele consome até 50% menos combustível do que as locomotivas de manobra convencional e reduz as emissões de poluentes em até 70%. As emissões de ruído também são reduzidos significativamente. Dependendo da utilização, a locomotiva com motor híbrido irá executar entre 50% e 75% em modo de bateria. Isso faz com que o transporte ferroviário livre de emissões possível em contextos urbanos.

Trem Coradia Continental - Alstom

O Coradia Continental é o trem regional nova geração recebeu inovações mais recentes da Alstom, altamente reciclável design adaptado para o conforto dos passageiros, seu interior espaçoso possibilitando livre circulação dos passageiros, um sistema de computador que fornece assistência para os maquinistas, bem como simplificando consideravelmente a manutenção.

Fonte: Alstom

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Painéis de células fotovoltaicas nos trens de passageiros

Os painéis de células fotovoltaicas solares montados em todos os vagões para gerar energia elétrica. O excesso de energia pode ser armazenada numa bateria para utilização durante a noite. Os cientistas em Bangalore colocaram a ideia em prática de instalar painéis solares nos trens de longa distância para gerar eletricidade e aliviar a carga de energia nas ferrovias em Nova Deli.

A eletricidade produzida pelas células fotovoltaicas é muito importante para ecologia, afirmaram pesquisadores do Instituto Indiano de Ciência (IISc) que elaboraram a economia por trás da proposta inovadora.

O custo dos módulos de instalação seria recuperado em 2 ou 3 anos. A proposta foi analisada pelo administrador chefe da Organização Indian Railways para combustíveis alternativos.