terça-feira, 18 de novembro de 2014

Alstom entrega primeiro Régiolis em Pays de la Loire

Alstom entrega primeira Régiolis, trem regional nova geração para a Região Pays de la Loire em 18 de novembro, na presença de Jacques Auxiette, Presidente Regional Pays de la Loire e Bontemps Gilles, vice-presidente do Conselho Regional e Jacques Beltran, vice-presidente de Vendas e Marketing Alstom Transport França. O primeiro trem foi apresentado durante uma visita da imprensa.

Régiolis é um trem vindo da gama de Alstom Coradia. É modular e adaptável às necessidades de cada região: ele está disponível em três comprimentos (56, 72 ou 110 metros), tem quatro níveis de conforto para atender as distâncias e oferece um motor dual-mode ou elétrico. Fonte: Alstom

domingo, 16 de novembro de 2014

Trem transporta a nave russa Soyuz

Trem transporta a nave russa Soyuz TMA-09M para a base de lançamento do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, as locomotivas diesel são versáteis e utilizadas para transportar uma variedade imensa de mercadorias pelo mundo. 

sábado, 15 de novembro de 2014

Sistema de VLT da Alstom inicia operação na primeira linha 100% sem catenária do mundo

No dia 11 de novembro, o Sheik Hamdan bin Mohammed bin Rashid Al Maktoum, Príncipe da Coroa e Presidente do Conselho Executivo, inaugurou o VLT de Dubai, na presença do Sheik Maktoum Bin Mohammed Bin Rashid Al Maktoum, Vice-Governador de Dubai, Vice-Presidente do Conselho Executivo e Sua Excelência Mattar Al Tayer, Presidente da Diretoria e Diretor Executivo da Roads and Transport Authority (RTA) e Henri Poupart-Lafarge, Presidente da Alstom Transporte. 


Esse projeto de sistema integral – que foi atribuído à Alstom¹ pela Dubai Roads and Transport Authority (RTA) – foi lançado para impulsionar o uso de transporte multimodal e reduzir o congestionamento e a poluição pelo tráfego. Esse primeiro VLT em toda a região do Golfo deve atender cerca de 27.000 passageiros por dia, e deve chegar a 66.000 até 2020.

Sua Excelência, Mattar Al Tayer, Presidente da Diretoria e Diretor Executivo da Roads and Transport Authority (RTA), afirmou: “o VLT de Dubai é uma criação de Sua Alteza, o Sheik Mohammed bin Rashid Al Maktoum, Vice-Presidente e Primeiro-Ministro dos EAU e Governador de Dubai, para fornecer um sistema de transporte avançado. Quando a RTA foi criada em 2005, Sua Alteza encomendou uma solução integrada e abrangente para a área a fim de acomodar os grandes projetos de urbanização na região, particularmente a área de JBR, Marina e Al Sufouh”.

“O VLT de Dubai, que temos o orgulho de entregar antes do prazo, ilustra a estratégia da Alstom de atender a todos os mercados com uma gama completa de soluções, enquanto demonstramos nossa posição de liderança nos sistemas VLT. Graças à próxima colaboração entre Alstom e RTA no projeto, os cidadãos de Dubai podem agora viajar a bordo de um dos VLTs mais sofisticados e confortáveis do mundo” afirmou Henri Poupart-Lafarge. 

O VLT de Dubai inclui várias revoluções tecnológicas da Alstom. É o primeiro VLT do mundo capaz de rodar a temperaturas de até 50°C e suportar condições climáticas extremas, como umidade e atmosfera arenosa. Equipado com um sistema de fornecimento de energia no nível do solo (APS), o sistema também é o primeiro do mundo a ser livre de catenárias em toda a linha, que tem 10,6 km de comprimento e 11 estações.

Essa tecnologia permite a integração perfeita do VLT à paisagem da cidade. Por fim, trata-se da primeira linha a ser equipada com estações com ar condicionado e portas de segurança de plataforma automáticas.

O VLT de Dubai oferece conforto sofisticado. O VLT Citadis tem 44 metros de comprimento e pode acomodar 408 passageiros em classes “ouro”, “prata” e “mulheres e crianças”. O VLT é equipado com informações para passageiros em tempo real e transmissões de vídeo. Para melhor refletir a imagem da cidade, o VLT Citadis de Dubai tem um diferenciado formato de diamante na frente.

O VLT de Dubai é o oitavo sistema entregue pela Alstom em uma década. Com sete outros em implementação no mundo, incluindo o VLT de Lusail, no Qatar, a Alstom é líder mundial em sistemas de VLT.

1. Para o fornecimento de 11 Citadis, disposição de trilhos, rede e subestações de energia, solução de sinalização Urbalis, sistemas de comunicação e segurança, centro de controle de operações integrado, portas de segurança nas plataformas, sinalização de pista, sistema de bilhetagem e 13 anos de manutenção.  Fonte: Alstom

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Alstom entrega o último Citadis para Nottingham

A Alstom entregou o último dos 22 VLT's Citadis para Nottingham, enquanto cinco deles já estão em serviço na Linha 1, os outros 17 atualmente a serem testados vai entrar em serviço no próximo ano. A rede será composta por duas linhas que partem da estação de Nottingham para servir o sul e sudoeste da cidade. 

Com até 10 milhões de passageiros por ano na linha existente, a expandida rede aumentará a capacidade para cerca de 23 milhões de passageiros por ano . A extensão da rede, que está sendo construída pela Alstom com o parceiro de joint venture Taylor Woodrow , totaliza 17,5 km e tem 28 estações, tendo a rede estendida para 32 quilômetros e 51 estações. Fonte: Alstom



quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Alckmin apresenta projeto do trem intercidade à presidente Dilma Rousseff

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, apresentou, nesta segunda-feira (10), o projeto do trem intercidades, que vai interligar a macrometrópole do Estado, para a presidente Dilma Rousseff. De acordo com Alckmin, o governo paulista vai precisar da colaboração do Planalto na área onde vai passar a ferrovia. 

Segundo o governador, a proposta estabelece uma PPP (Parceira Público-Privada) no modelo tripartite, com a participação do governo federal, do governo estadual e do setor privado. 


— É uma PPP, tivemos inclusive uma consultoria do Banco Mundial. É um projeto extremamente importante e necessitamos do governo federal para a área de passagem de rede ferroviária. Propusemos então um trabalho tripartite: governo federal, entrando com as áreas das ferrovias, governo estadual e a iniciativa privada.

A proposta foi apresentada durante reunião com Dilma, no Palácio do Planalto, em Brasília, marcada para discutir ações de combate à crise de abastecimento de água em São Paulo. Além de pedir ajuda financeira de R$ 3,5 bilhões à presidente, para obras de médio e longo prazo no setor hídrico, Alckmin também aproveitou para tratar de projetos de mobilidade urbana.

Segundo o governador de São Paulo, o trem intercidades fará uma ligação Norte-Sul - interligando as cidades entre Americana (SP) e Santos (SP) – e uma ligação Oeste-Leste, unindo Sorocaba (SP) à Pindamonhangaba (SP).

De acordo com Alckmin, o projeto de intercidades é paralelo e não interfere no TAV (Trem de Alta Velocidade). Isso porque, segundo o governador, o TAV não pode ter paradas e o intercidades é importante porque integra as cidades de Campinas, Sorocaba, Santos e a região do Vale do Paraíba. Fonte: R7