quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Quatro gerações de trens britânicos fazem uma jornada simbólica para marcar 160 anos de história ferroviária

Quatro gerações de trens se alinharam em Yorkshire para fazer uma jornada histórica marcando mais de 160 anos de história ferroviária britânica. Os quatro trens, que representam o passado, o presente e o futuro do sistema ferroviário da Grã-Bretanha, reuniram-se na linha principal da costa leste em Tollerton, North Yorkshire, antes de viajarem para York. Eles viajaram em uma posição escalonada na velocidade de até 25 milhas por hora.


Os quatro trens, da esquerda para a direita foram: O Flying Scotsman - a locomotiva britânica icônica, construída pela primeira vez em 1923.

O Virgin Azuma - o novo trem da Virgin na East Line Main Line, que se inicia em 2018. Construído pela Hitachi, é cobrado como um dos trens mais avançados do Reino Unido e pode alcançar velocidades de 140 mph.

O HST (Classe 43) e a InterCity 225 (Classe 91) - ambos fazem parte da frota existente da Virgin. Fonte: Businnes Insider



domingo, 4 de agosto de 2019

Simulador Ferroviário - Inovação

O verão em Viena nunca é chato, com o simulador de metrô, histórias peculiares de transporte público, veículos históricos e estações interativas, o Museu Remise do Wiener Linien no 3º distrito é um destino ideal para toda a família. Em uma área de exposição de cerca de 5.500 metros quadrados, os visitantes receberão informações interessantes sobre os 150 anos de história do transporte público - desde a cocheira até a moderna construção do metrô. Graças aos muitos comentários positivos dos visitantes, o museu recebeu recentemente o "Certificado de Excelência" do Tripadvisor, a maior plataforma de viagens do mundo.


Por que os ônibus de dois andares já existiram em Viena? Como foi ser um condutor? Um total de 50 veículos diferentes, como o ônibus de dois andares, os bondes da época do Kuk e um vagão de metrô de vidro mostram o desenvolvimento da mobilidade e a tecnologia por trás dele. O destaque do museu é o simulador de metrô, onde os visitantes podem assumir o controle da cabine de pilotagem.

As crianças experimentam uma viagem no tempo entre a Pferdetramway e o U-Bahn em 25 minutos com o Áudio Guia. A versão para adultos está disponível em oito idiomas diferentes e suporta o emocionante passeio do museu com suas 112 atrações. Viagens individuais podem ser solicitadas a qualquer momento. A exposição interativa de filmes, fotos e jogos fornece respostas a muitas perguntas sobre o transporte público e transforma a visita em uma experiência para todas as gerações. Fonte: Info 24 News


sábado, 3 de agosto de 2019

Freio de Via Eletromagnético com Acionamento Pneumático

Freio de via eletromagnético com acionamento pneumático, este freio auxiliar é mais utilizado em veículos leves sobre trilhos e bondes por todo mundo. É um freio que auxilia o condutor em uma frenagem mais eficaz em caso de parada imediata por algum obstáculo ou por medida de segurança do material rodante.


Ele é mais utilizado quando os VLT`s e Bondes trafegam nas ruas juntamente com o tráfego viário das cidades. O nosso VLT Carioca construído pela empresa Alstom é munido desse eficiente freio de urgência. Os saudosos trens que trafegavam na linha 2 do metrô a alguns anos atrás chamados Trens Articulados os TA`s, também possuem esse freio, que era chamado de freio de via no Metrô do Rio de Janeiro. Fonte: TransTrilhos.com Texto e Foto/VLT Bélgica: Silvério Borges




quarta-feira, 31 de julho de 2019

Ferrovia Norte Sul - Assinatura de Contrato

O presidente do Brasil vai assinar nesta quarta-feira (31) o contrato de concessão da EF-151, conhecida como Ferrovia Norte-Sul, em Anápolis (GO). Considerada pelo governo a espinha dorsal do sistema ferroviário brasileiro, a ferrovia é aposta para a redução do custo logístico do transporte de carga no país.


A ferrovia engloba 1.537km no trecho entre Porto Nacional (TO) e Estrela d’Oeste (SP). A estimativa é que, ao final da concessão de 30 anos, o trecho ferroviário possa capturar uma demanda equivalente a 22,7 milhões de toneladas.

O consórcio Rumo S.A., que arrematou o leilão em março por R$ 2.719.530,00, terá de investir R$ 2,7 bilhões no trecho.

A empresa será responsável pela exploração, manutenção e conservação da infraestrutura do trecho ao longo da concessão, além de prestação do serviço de transporte ferroviário, investimento na execução de planos ambientais e aquisição de equipamentos ferroviários e material rodante, os quais serão avaliados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) por meio de indicadores e parâmetros técnicos.


O trecho conhecido como Tramo Central da Norte-Sul vai de Palmas (TO) até Anápolis (GO) e tem 855 km de extensão. Atualmente, ele está em operação, com movimentação de carga pela VALEC Engenharia, Construções e Ferrovias S.A. O Tramo Sul da ferrovia compreende os municípios de Ouro Verde de Goiás (GO) e Estrela d’Oeste e tem 682 km de extensão. Nesse trecho, as obras estão em fase final.

Já o Tramo Norte, entre Açailândia (MA) e Porto Nacional (TO), tem 720 km de extensão e está em operação comercial pela subconcessionária Ferrovia Norte Sul S.A desde 2007. Esse trecho não está incluso na concessão.

De acordo com o Plano Nacional de Viação, existem 47,7 mil km de vias ferroviárias no país. Destes, 30,6 mil km já estão implantados e 17,1 mil km planejados. Em 2017, o volume total de cargas transportadas foi de 538,8 milhões de toneladas, segundo dados do Ministério da Infraestrutura. Fonte: R7


segunda-feira, 29 de julho de 2019

Trem de carga totalmente autônomo

Na Austrália foi realizada a primeira viagem ferroviária completamente autônoma. A região árida e pouco povoada no noroeste da Austrália é uma área de mineração crucial. A empresa de mineração de minério de ferro planeja criar uma rede envolvendo vários trens desse tipo na região.

Trens autônomos: Austrália possui o maior robô do mundo