segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Trens em clima rigoroso - Via Rail

VIA Rail Canada popularmente chamada de VIA Rail ou VIA é uma corporação pública controlada pelo governo do Canadá. A empresa é responsável por administrar a maior parte do transporte ferroviário interurbano de passageiros no país.

A VIA Rail opera trens em oito províncias canadenses - todas com exceção da Terra Nova e Labrador e a Ilha do Príncipe Eduardo. numa rede que compreende 12.500 km de trilhos. Anualmente são transportados 4,1 milhões de passageiros, a maioria dos quais no corredor Quebec City - Windsor. Fonte: Via Rail



VLI - Equipamentos de manutenção ferroviária

A VLI, empresa especializada em operações logísticas que integram ferrovias, portos e terminais, colocou em operação na Ferrovia Norte Sul (FNS) dois novos equipamentos: um caminhão ultrassom e um guindaste ferroviário, que prometem trazer ganhos em segurança e produtividade aos trabalhos de manutenção ferroviária. As aquisições fazem parte do Programa de Mecanização de Via Permanente, que busca ampliar o uso de máquinas em serviços realizados na malha ferroviária administrada pela companhia.

Foto: MRS

O caminhão ultrassom, montado no Brasil com peças fabricadas na República Tcheca, permite identificar com maior precisão a vida útil dos trilhos, e tem o objetivo de evitar ocorrências ferroviárias. Desde que entrou em operação, o ultrassom já percorreu mais de 100 km da FNS.
Já o guindaste ferroviário traz mais agilidade no atendimento a demandas que envolvam o içamento de vagões, locomotivas ou materiais pesados. O equipamento de fabricação alemã tem capacidade para 225 toneladas e é o maior da categoria no Brasil.

Sobre a VLI

A VLI tem o compromisso de apoiar a transformação da logística no País, por meio da integração de serviços em portos, ferrovias e terminais. A empresa engloba as ferrovias Norte Sul (FNS) e Centro-Atlântica (FCA), além de terminais intermodais, que unem o carregamento e o descarregamento de produtos ao transporte ferroviário, e terminais portuários situados em eixos estratégicos da costa brasileira, tais como em Santos (SP), São Luís (MA) e Vitória (ES). A VLI transporta as riquezas do Brasil por rotas que passam pelas regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste. Fonte: Burson-Marsteller - Corporate Communications


sábado, 13 de outubro de 2018

Primeira Linha de Metrô em Paris Inaugurada em 1900

Em 19 de julho de 1900, o métropolitain de Paris inaugurou a sua primeira linha, ligando Chateau de Vincennes à La Defense. Em 1895 a prefeitura da cidade aceitou o desenho do engenheiro Fulgence Bienvenue, que foi logo posto à prática, devido à Exposição Universal de 1900. Esse primeiro projeto de transporte ferroviário urbano comporta uuma linha circular "Etoile-Nation-Etoile", uma transversal norte-sul, "Porte de Clignancourt-Porte d’Orléans" e uma transversal leste-oeste, "Porte Maillot-Avenue Gambetta".


Três linhas foram adicionadas antes que o projeto definitivo tenha sido aprovado. No ano seguinte,começaram enfim os trabalhos na linha 1, Porte de Vincennes à Porte Maillot. Dois ramais foram construídos ao mesmo tempo: Porte Dauphine-Etoile e Etoile– Trocadéro. Em 19 de julho de 1900, as 13h00, a linha 1 começou a operar, depois de 17 meses de construção.

Hoje ele tem 14 linhas principais e duas menores (bis) e 215 km de trilhos... É parte integrante da cidade, com as suas estruturas imponentes e estações emblemáticas.


Paris é a única cidade que tem uma estação de metrô a cada 500m.

São 301 estações e uma é diferente da outra. Em comum, elas têm apenas os cartazes de propagandas. Graças à essa variedade, viajar de metrô na Cidade Luz passa a ser um passeio pelo século 20. Grande parte das estações, construídas no início do século, mantêm o estilo art noveau: Porte-Dauphine, Abbesses, Cluny La Sorbonne, La Défense. Fonte: Divulgação

Estação Louvre-Rivoli


segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Conheça o primeiro trem do mundo 100% movido a energia solar

O primeiro trem do mundo movido 100% a energia solar já existe e está circulando em fase de testes pelos trilhos de Byron Bay, na Austrália. A companhia ferroviária da cidade remodelou um trecho de três quilômetros e restaurou uma antiga locomotiva dos anos 70, equipando-a com painéis solares flexíveis de 6,5 kilowatts (kW).


O passeio foi inaugurado em dezembro de 2017, com serviço parcial. O funcionamento total começou em janeiro de 2018 e já é um sucesso. Já nos primeiros 19 dias, a novidade já tinha transportado 10 mil pessoas.


O trem comporta 100 passageiros sentados, com espaço para outros tantos em pé, além de bagagem, motos e pranchas de surfe. A tarifa para uma viagem de ida é de US $ 3 para pessoas maiores de 14 anos, US $ 2 crianças de 6 a 13 anos e gratuita para crianças até cinco anos. Fonte: Australian Trains




segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Construímos o futuro dos transportes sobre trilhos e terabytes

A divisão atua mundialmente fabricando locomotivas e fornecendo soluções para outros setores, como o de mineração e da indústria naval. A linha de montagem de locomotivas de Contagem, em Minas Gerais, foi a primeira da empresa a ser inaugurada fora dos Estados Unidos e trabalha para aumentar a produtividade e a eficiência dos trilhos do Brasil. 


Hoje, por meio de soluções digitais baseadas na internet industrial, somos capazes de monitorar as unidades que fabricamos em tempo real. Graças a tecnologias e softwares pensados especificamente para o mercado nacional, somos capazes de reduzir as quebras e os custos de manutenção e otimizar a operação de toda a malha ferroviária.

Isso reflete o compromisso da empresa com o país. Desde os anos 1940, a GE Transportation exerce um papel crucial no escoamento das exportações nacionais – com locomotivas produzidas nacionalmente desde 1966. Da Estrada de Ferro Sorocabana à Ferrovia dos Carajás, temos orgulho em carregar uma parte do Brasil com a nossa tecnologia. Fonte: GE



terça-feira, 25 de setembro de 2018

Trem BNSF transporta quatro fuselagens Boeing 737 MAX-8

Um trem de cargas BNSF que transporta quatro fuselagens Boeing 737 MAX-8 lentamente se afasta do túnel do centro de Seattle e passou da Estação King Street, indo para a fábrica de Renton para montagem final. As fuselagens são fabricadas pela Spirit Aerosystems em Wichita, no Kansas. 


Os trens de cargas de hoje, são capazes de transportarem um grande número de cargas, desde grãos, minério, automóveis e até fuselagem de aviões. Foguete Soyuz também foi transportado para a plataforma de lançamento por uma locomotiva no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. Fonte: BNSF



_____________________Revista Eletrônica Transportes Sobre Trilhos - O Futuro da Mobilidade - RETT_____________________
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...