quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Fertagus 70 mil por dia

A FERTAGUS é, assim, o primeiro operador privado a assegurar a gestão e exploração comercial de uma linha ferroviária em Portugal, mediante o pagamento à IP - Infraestruturas de Portugal de uma taxa pela utilização das infraestruturas, sendo também a primeira vez que este mecanismo foi introduzido no sistema ferroviário português.


No âmbito do contrato de concessão, a empresa assegura a exploração da ligação ferroviária, a segurança, manutenção dos comboios e de algumas das estações da Margem Sul (do Pragal a Penalva), sendo também responsável pela venda de títulos de transporte de Eixo Ferroviário Norte/Sul, assim como pelo recrutamento, formação e gestão de toda a equipa que opera nos comboios e nas estações.

A FERTAGUS serve atualmente 14 estações numa extensão de linha com cerca de 54 km . Dez na Margem Sul: Setúbal, Palmela, Venda do Alcaide, Pinhal Novo, Penalva, Coina, Fogueteiro, Foros de Amora, Corroios e Pragal, e quatro na Margem Norte: Campolide, Sete Rios, Entrecampos e Roma-Areeiro. O tempo total de percurso entre Setúbal e Roma-Areeiro é de 57 minutos. As estações do Sul geridas pela Fertagus, estão dotadas de um elevado número de espaços comerciais, parques de estacionamento e ainda ligações a outros modos de transporte.

Hoje a FERTAGUS é responsável por cerca de 70 mil deslocações diárias .

O contributo para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos é inegável: 35% dos clientes consideram hoje que têm mais tempo livre, 44% menos stress na viagem, e 46% maior flexibilidade.

O Índice Global de Satisfação dos clientes da Fertagus atinge 4,5 numa escala de 1 a 5. (Dados do Inquérito de Imagem e Qualidade de Novembro de 2014)

O grande desafio para o futuro consiste em continuar a demonstrar que o transporte público é uma alternativa de qualidade consolidando a posição de melhor e mais importante agente de Mobilidade da Península de Setúbal e caminhando para uma cada vez melhor articulação com os restantes operadores de transportes, num sistema que se constitua como a mais eficaz alternativa ao transporte individual, incluindo as deslocações internas à própria Península de Setúbal. Fonte: Fertagus Foto: Silvério Borges


sábado, 7 de dezembro de 2019

Estação da Luz - São Paulo

Aberta ao público em 1º de março de 1901, a Estação da Luz ocupa 7,5 mil m² do Jardim da Luz, onde se encontram as estruturas trazidas da Inglaterra que copiam o Big Ben e a abadia de Westminter. Não houve inauguração, já que o tráfego foi sendo deslocado aos poucos, mas não demorou muito para que o novo marco da cidade fosse considerado uma sala de visitas de São Paulo.


Todas as personalidades ilustres que tinham a capital como destino eram obrigadas a desembarcar no local. Empresários, intelectuais, políticos, diplomatas e reis foram recepcionados em seu saguão e por lá passavam ao se despedirem. Fonte: cidadedesaopaulo 



quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Metrô de Madrid - Espanha

O Metrô de Madrid SA é uma empresa pública que está integrada no Regional Transport Consortium Madrid, uma organização criada em 1986 para reunir os esforços de instituições públicas e privadas relacionadas com o transporte público, a fim de coordenar os serviços, redes e tarifas, com o objetivo de oferecer ao usuário maior capacidade e melhor qualidade de transporte.

O Metrô de Madrid, com a tutelar administração da Comunidade de Madrid, que tem a principal função a operação das linhas da rede de metrô em operação, planejamento e melhoria da qualidade do serviço de transporte e instalações de manutenção da rede subterrânea. Fonte: Metrô de Madrid