quarta-feira, 13 de outubro de 2021

Trem de 2,5 km de extensão atravessa o deserto do Saara

Mauritânia também é o lar de um dos trens mais longos e pesados ​​do mundo.

A ferrovia da Mauritânia, apelidada de espinha dorsal do Saara, é uma ferrovia de uma via única que conecta a cidade mineira de Zouerat à cidade portuária de Nouadhibou, na costa atlântica.

Operando desde 1963, um serviço diário transporta cerca de 17.000 toneladas de minério de ferro pelo deserto do Saara. Composto por 200 vagões e três a quatro locomotivas a diesel, o trem de minério de ferro pode atingir até três quilômetros de extensão e percorrer uma distância total de 700 km em seu percurso.

O trem também transporta passageiros em um vagão designado de e para comunidades distantes nas profundezas do Saara, mas os moradores geralmente optam por abandonar o vagão de passageiros superlotado e, em vez disso, embarcar no trem de graça. Para muitos mauritanos que vivem no deserto, este é o único meio de viajar para a costa.

O trem também pode transportar veículos rodoviários, para os quais os passageiros precisam tomar providências e podem viajar dentro de seus próprios veículos a bordo do trem.

Os passageiros geralmente embarcam nos vagões de carga na cidade de Choum, a primeira parada do trem depois de partir da cidade mineira de Zouerat. Depois que o trem descarrega sua carga em Nouadhibou, muitos viajam de volta a Choum em vagões de metal vazios e abertos.

Fonte:  Magdiel Schimitz/Divulgação