segunda-feira, 1 de julho de 2019

Trem movido a ar pressurizado - Conheça o funcionamento

A primeira aplicação do Sistema Aeromovel voltado para o trânsito urbano é um projeto da cidade de Canoas, Região Metropolitana de Porto Alegre, no Sul do Brasil, servindo como um complemento importante combinado a outros modais de transporte. Enquanto o Aeromovel percorre um trajeto de norte a sul (e sentido inverso), ele se complementa com o trem metropolitano, que tem um percurso de leste a oeste (e sentido inverso). Com sua implementação, se tornará o principal meio de transporte da cidade. Contratado em 2015, o Sistema faz parte de um plano de reformulação do trânsito de Canoas.


Com a implantação da tecnologia, haverá uma redução considerável no tempo de viagem entre os bairros Guajuviras e Centro, levando apenas nove minutos. Atualmente, este mesmo percurso, de ônibus, demora até 40 minutos nos horários de pico.

TRAJETO DAS LINHAS

O Aeromovel em Canoas prevê um trajeto que, ao todo, terá 18 quilômetros de linhas, passando por 26 estações. A capacidade prevista é para até 12 mil passageiros por hora no pico e 82 mil por dia.

O projeto prevê a construção de duas grandes linhas: a Linha Leste-Oeste terá 12 quilômetros de extensão e 17 estações. A Linha Norte-Centro, por sua vez, prevê conectar a Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) ao centro da cidade, com nove estações e seis quilômetros de extensão.

O primeiro trajeto, em obras, terá 4,6 quilômetros e contemplará sete estações, desde a Brigada Militar, na Avenida 17 de Abril, Bairro Guajuviras, até a estação de trem Mathias Velho. Fonte: Aeromóvel Projeto Canoas



TABELA ESPECÍFICA DA
LINHA 1 (EM OBRAS)

Extensão da Linha: 4,6 km
Raio mínimo: 40 m
Rampa máxima: 3,0%
Veículos/Capacidade: 6 veículos/300 pessoas cada
Velocidade máxima: 65 km/h
Propulsão: 6 propulsores
de 500 kW cada
Configuração da via: Pista dupla
Número de estações: 7


MOVIDO A AR



1 - Ventiladores estacionários

2 - Placa de propulsão

A tecnologia é baseada na propulsão pneumática – o ar é pressurizado por ventiladores estacionários de alta eficiência energética, por intermédio de um duto localizado dentro da via elevada. O ar empurra ou puxa uma placa de propulsão fixada ao veículo, que se movimenta por truque (plataforma sobre rodas de aço) em trilhos.




Aplicações do Sistema

Tecnologia flexível em mobilidade


O Sistema Aeromovel enquadra-se em uma ampla categoria, chamada Automated Guideway System, também conhecida como Automated Transit System(ATS), referente aos sistemas de transporte de passageiros guiados de forma totalmente automática em via exclusiva. Assim sendo, o Aeromovel atende desde demandas de transporte urbano de massa - em configurações típicas de via elevada dupla, com manobra em terminais com desvios -, até sistemas menores. Alguns tipos de aplicações são: configuração de anel (loop), vai-e-vem (shuttle), shuttle duplo, distâncias, pista dupla, entre outros. Há uma importante subclasse dos sistemas AGT/ATS, conhecida como Automated People Mover (APM). Os people movers são amplamente conhecidos por sua mais notória aplicação em aeroportos.