sábado, 3 de abril de 2021

Bonde a hidrogênio para o TRAM de Alicante

A empresa Stadler e a Generalitat, por meio da Ferrocarrils de la Generalitat Valenciana (FGV), desenvolverão um projeto conjunto para estudar a viabilidade de trens a hidrogênio. Especificamente, o projeto piloto será testado na rede TRAM de Alicante.


O anúncio foi feito pelo presidente da Consell, Ximo Puig, e pelo CEO da Stadler Valencia, Íñigo Parra, durante a visita que o primeiro fez hoje às instalações da empresa em Albuixech algumas semanas depois de a empresa ter recebido a parte da Renfe 'Mega-contrato' da Cercanías com a francesa Alstom . Ele foi acompanhado pelo Ministro de Obras Públicas, Arcadi Espanha.

Para Parra, a importância do projeto piloto está “em testar não só a tecnologia, mas também o sistema, como esse uso é estabilizado em toda uma operação e na manutenção. Com isso demonstraríamos a viabilidade tecnológica do produto e de um sistema ”. Enquanto isso, Puig também adiantou que está sendo estudada a possibilidade de a FGV e a Stadler participarem de projetos conjuntos.

Relativamente ao prémio Renfe, que envolverá a produção de 59 comboios Cercanías com um investimento de 998 milhões, o chefe da Stadler adiantou que implicará a geração de 500 empregos diretos , aos quais se somam os gerados indiretamente por outros prêmios conquistados . No total, o impacto será de 4.000 empregos nos próximos cinco anos na Região.

«Estamos muito felizes porque é um sucesso para a empresa e para a Comunidade. Conseguimos atrair um projeto muito importante para a Comunidade. Não só vai ser fabricado, mas a engenharia também é daqui, então isso tem um grande valor ”, comentou Parra. O contrato será assinado nos próximos dois meses e as primeiras unidades serão entregues em 40 meses. Fonte: FGV Divulgação