quinta-feira, 7 de março de 2013

Malha Ferroviária na Europa, o Brasil também pode ter uma malha competitiva

O transporte ferroviário é um dos principais meios de deslocamento entre cidades europeias. A malha ferroviária na Europa é ampla e densa. Em geral, os vagões são modernos e confortáveis, incluindo restaurante e bar. A rede ferroviária europeia tem vantagens devido à sua segurança e ao fato de respeitar o ambiente.

Concebidas segundo lógicas nacionais, as redes ferroviárias devem estar adaptadas à realidade do mercado único, os trens e os seus passageiros devem poder atravessar livremente as fronteiras, dentro de um espaço integrado. Para isso, a União Europeia reforça a interoperabilidade das redes ao estimular o investimento nas infraestruturas. A União segue igualmente uma política de harmonização dos direitos dos passageiros e das condições de trabalho, de acordo com a lógica do mercado interno.


O Eurotúnel, o maior túnel submarino do mundo. O trecho submarino tem 38 km de comprimento. São três túneis de 50 km cada (ida, volta e túnel operacional), escavados em uma profundidade média de 40 metros abaixo do leito do mar. Em 2010, cerca de dez milhões de passageiros cruzaram o Canal da Mancha pelo Eurotúnel.


A ideia de um túnel ligando França e Inglaterra foi apresentada pela primeira vez em 1802, por um engenheiro francês. Desde então, a ideia foi progressivamente amadurecendo com várias propostas e projetos até que, finalmente em 1984, os governos francês e britânico anunciaram a intenção de buscar parceiros privados para realizar o empreendimento. Em 1994, a rainha Elizabeth II e o presidente francês François Mitterand inauguraram o Eurotúnel.

Trem França

Trens na estação Gare du Nord de Paris, uma das mais movimentadas da Europa. Possui conexões para vários países. Fonte: Divulgação
_____________________Revista Eletrônica Transportes Sobre Trilhos - O Futuro da Mobilidade - RETT_____________________
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...